05/06/2019 às 09h49min - Atualizada em 05/06/2019 às 09h49min

Call of Duty retorna aos videogames com novidades

E também conta com o retorno do lendário Captain Price

Pedro Dias - Geek
Arte:Site/The Enemy
Há algum tempo, estamos ouvindo falar de alguns rumores sobre o retorno, ou até mesmo, um possível ‘remake’ de franquia de Call of Duty. Até então, não estava previsto ou confirmado absolutamente nada, até os dias de hoje.
 
Os fãs podem contar com uma novidade, segundo o site Voxel, a Activision e a Infinity Ward confirmaram presença no E3 Coliseum, onde será revelado mais detalhes de Call of Duty 2019, e até o momento, não tem data e horário confirmado, mas deve ocorrer entre os primeiros dias da E3 2019 que são nos dias 11 a 13 de junho.
 

Fonte: Voxel

De acordo com o site Call of Duty, o ‘reboot’ do novo game está previsto para ser lançado no dia 25 de outubro e já pode ser feito a compra como pré-venda e garantir que você reveja e jogue novamente com a equipe e ao lado do lendário Captain Price.
 
A franquia de Call of Duty é uma das sagas mais aclamadas e jogadas no mundo, desde o seu lançamento no mercado de games com início no ano de 2003, o primeiro COD é baseado em acontecimentos da Segunda Guerra Mundial e lançado para os computadores. O cenário é em torno dos países da França, Alemanha, Noruega e Bélgica. O primeiro Call of Duty foi eleito o jogo do ano (2003) pela Academy of Interactive Arts & Sciences, e em 2004, eleito o melhor áudio pela Game Developers Choice Awards.
 
Os três primeiros Call of Duty são em torno da Segunda Guerra Mundial, e a partir do Call of Duty 4, a história mudou por completo. A partir do COD 4, ou também conhecida como o ‘Modern Warfare 1’, o jogador acompanha a trajetória do lendário Captain Price e sua equipe. Até hoje, é considerado um dos jogos mais marcantes da saga.
 
Fonte: Techtudo

A tendência era produzir jogos de guerra em épocas atuais, porém, a empresa Infinity Ward volta para a Segunda Guerra Mundial em Call of Duty Word at War. O foco desse jogo era baseado em acontecimentos na Segunda Guerra Mundial no Oceano Pacífico e Oriental, envolvendo os Estados Unidos, Império do Japão, União Soviética e a Alemanha Nazista.
 
Após os acontecimentos de Call of Duty 4, o Modern Warfare 2 é considerado um dos jogos mais aclamados de todos. Com 93% de aprovação no Metacritic, a campanha do game é dividido entre uma equipe antiterrorista para eliminar Vladimir Makarov e uma tropa para defender os Estados Unidos de uma invasão russa. Além disso, os cenários de Mw2 acontecem nas favelas do Rio de Janeiro. Vale a pena lembrar que isso agradou e muito os fãs de cod, por ter esta participação no game.
 
Em vista disso, é lançado o Modern Warfare 3 que é marcado os últimos momentos da saga de Modern Warfare e do vilão Makarov. Com 88% de aprovação pelo Metacritic, o fim da saga de Modern Warfare desperta no jogador uma necessidade de vingança contra Makarov. No decorrer da história, Price fica sem aliados e precisa deter Makarov de qualquer jeito.
 

Fonte. G2 Play

Com isso, depois de tanto os fãs pedirem para a empresa e produtora de Call of Duty retornarem ou fazerem um remake, em 2017, é lançado o Call of Duty: Infinite Warfare. Neste game, existem duas versões diferentes, uma que é focada para a guerra futurística, e a outra para o remake de Cod 4. A maioria dos fãs fizeram a compra por causa de Cod 4, sendo assim, deixando de lado o Infinite Warfare.  
 
Segundo o site Playstation Lyfestyle, o Diretor de Design – Jacob Minkoff, afirma que o Call of Duty 2019 não conta com o modo de zumbis. Jacob diz que, em Modern Warfare 2019, a ideia é trazer um novo aspecto de realidade no game. Anteriormente, não tinha o modo ‘zumbis’ em nenhum dos jogos de Modern Warfare, isso mudou nos jogos de ‘Infinite Warfare’ com a entrada da empresa Treyarch na saga de COD.
 

Fonte. Youtube

Vale a pena lembrar da decepção dos fãs em alguns dos jogos da franquia de Call of Duty, em games como Call of Duty: Ghosts e Advance Warfare. Por se tratar de contextos futurísticos exagerados. Até mesmo o Black Ops 3, que de certo modo, ‘‘agradou’’ os fãs, mas chegou em um determinado momento da franquia que isso começou a cansar.
 
Com isso, os jogadores migraram para outros jogos que fosse pautado guerras não futurísticas, como é o caso de Battlefield, já que a temática eram guerras ‘antigas’, ou seja, contextos da primeira guerra mundial. Por pressão do público, a empresa e produtora de Call of Duty fez uma reviravolta e produziu o Call of Duty: WWII.
 


Referências:

Call of Duty terá painel no E3 Coliseum e trará novidades. 2019. Disponível em<https://www.voxel.com.br/noticias/call-of-duty-2019-tera-painel-e3-coliseum-tera-novidades_843266.htm > Acessado em 05.junho.2019

Call of Duty: Modern Warfare will not have a zombies mode. 2019. Disponível em <https://www.playstationlifestyle.net/2019/05/30/call-of-duty-modern-warfare-zombies-mode-no/> Acessado em 05.junho.2019
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »