28/06/2021 às 13h38min - Atualizada em 28/06/2021 às 13h10min

Luca: uma aventura simples e emocionante

O novo filme da Pixar encanta pela sua beleza visual e emociona por sua narrativa sobre o amor e amziade

Maximiano Sousa - Editado por Ana Terra
O filme Luca chegou ao catálogo do Disney+ no dia 18 de junho. O longa é a mais nova produção da Pixar, estúdio já conhecido por sua qualidade a cima dos padrões.
 
A princípio, a animação parece que vai repetir uma fórmula já vista anteriormente, com um jovem querendo se aventurar além dos limites permitidos por seus pais, que são super protetores por medo do inexplorado, tal qual Procurando Nemo ou A Pequena Sereia, por exemplo — que, ironicamente, também são aventuras marítimas.
 
Entretanto, no decorrer do filme passamos a ter noção de que essa obra tem muito mais a mostrar do que pensávamos numa primeira impressão. A sua narrativa fala sobre amizade e família. Sobre como os pais privam os filhos de suas experiências, tentando garantir a sua segurança. O mais interessante é que eles não transformam os pais em vilões, porque eles não estão totalmente errados, mas apostam em explorar as duas perspectivas, fazendo com que os mesmos tirem a sua própria conclusão.
 
Reprodução: Pixar

Reprodução: Pixar


O filme fala sobre amor e as diversas formas de amar. Podemos ver isso na amizade de Luca e Alberto, que passam a se aventurar em busca de seus objetivos, que são simples, porém, especiais. A história, apesar de bem simplista, traz uma grande carga emocional, enquanto a sua animação é, visualmente, linda, o que torna o filme um dos mais bonitos já produzidos pelo estúdio.
 
A forma como é narrada a aventura dos dois é digna de elogios. Para o espectador, as metas que os protagonistas buscam pode parecer algo banal, mas para eles, que estão desbravando esse novo mundo, tudo é muito fantástico.
 
Um dos pontos geniais do filme é o fato de não ter um antagonismo vilanesco, já que esse papel fica para o preconceito que eles poderiam sofrer caso fossem descobertos — que inclusive é o que sua família teme —, sabendo disso, esse recurso é usado de modo equilibrado, trazendo cenas cômicas e tensas, causando ansiedade pelo que pode vir a seguir.
 
Reprodução: Pixar

Reprodução: Pixar


Luca, diferente de Soul — filme lançado pela Pixar anteriormente —, não deixa tantas reflexões a serem discutidas, mas engana-se quem pensa que por isso o filme é feito somente para crianças. Por diversos momentos vemos algumas aulas do que é realmente amar alguém: seja acreditar nos sonhos de um amigo, confiar cegamente e até abrir mão do que nos é valioso por conta da vontade de quem amamos.
 
No fim das contas, Luca é uma animação profunda, disfarçada como uma narrativa fácil de assistir e difícil de esquecer. Tudo o que vemos no longa pode ser traduzido como uma metáfora para a vida real, aumentando ainda mais o seu impacto em nossas vidas.

 

REFERÊNCIAS:
CANHISARES, Mariana. Luca prova que existe beleza também em uma aventura engraçada e descomplicada. Omelete, 2021. Disponível em: <https://www.omelete.com.br/filmes/criticas/luca>. Acesso em: 18 de junho de 2021.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »