11/10/2021 às 17h46min - Atualizada em 10/10/2021 às 17h47min

Dos palcos para as telas: todos estão falando sobre Jamie uma drag queen aos dezesseis

Uma drag queen britânica, que aos dezesseis anos foi em busca do seu grande sonho

Bruna Rodrigues - Revisado por Márcia Nascimento
Imagem promocional do Filme: Todos estão falando sobre Jamie. (Foto: Reprodução/Amazon Prime).

Todos estão falando sobre Jamie é um musical com o lançamento exclusivo pelo streaming da Amazon Prime, em que conta a história real de Jamie New (Max Hardwood), um jovem britânico de dezesseis anos que, no dia da sua formatura, decidiu realizar o sonho de ir como drag queen ao baile, ao invés de usar o tradicional terno.

O filme foi inspirado no documentário sobre Jamie Campbell: "Jamie: Drag Queen at 16" lançado em 2011, e na peça "Everybody's Talking About Jaime". O Musical foi  a estreia no cinema de Jonathan Butterell, que produziu a peça original, com roteiro de MacRae.

Com o apoio da sua melhor amiga Pritti (Lauren Patel) e sua mãe Margaret (Sarah Lancashire) Jamie vai em busca do vestido perfeito para o baile, onde conhece  Hugo, uma drag queen famosa e conhecida como Sta. Miss Loco Chanelle, interpretada por Richard E. Grant, que ajuda o jovem a entrar nesse universo, dando início à sua carreira como drag queen.


https://www.instagram.com/p/CImWxRqplVj/
Miss Loco Chanelle marca um show para Jamie se apresentar pela primeira vez na Legs Eleven, uma balada drag no Social Club da cidade. Além de sua mãe e sua melhor amiga, todos seus colegas da escola vão assistir a estreia da Sta. Mimi Me, um verdadeiro show de emoções.

Com uma trilha sonora perfeita, Jamie apresenta através das músicas momentos  em que sofreu bullying e homofobia por seus colegas e professores na escola, além do preconceito por parte do pai e as inseguranças de um adolescente de dezesseis anos. Jamie conta também à busca pelo seu verdadeiro "eu", descobrindo que o amor é nada mais que amar a si mesmo antes de tudo.

Músicas como "Don't Even Know It" e "He' s my Boy" estão entre as cenas mais pesadas do filme. Também é possível encontrar músicas originais da peça no filme, conhecidas por muitos fãs. Tom MacRae além de ser o roteirista, é o responsável pela trilha sonora, junto de Dan Gillespie Salls. 

 

REPRESENTATIVIDADE

 

Jamie é um jovem gay e nunca escondeu isso de ninguém, ele supera o preconceito do próprio pai e o bullying dos colegas de classe, um verdadeiro exemplo. No filme também apresenta a luta das drag queens nos anos 80 e a caminhada até os dias atuais, os preconceitos da época e suas dificuldades, as perdas pelo caminho, que gerou mudanças necessárias para a segurança da comunidade LGBTQIA +. 

 

Outra forma de representatividade é a melhor amiga de Jamie, Pritti (Lauren Patel), muçulmana e tem o sonho de se tornar médica. O filme mostra a importância da inclusão e como todos podem realizar seus sonhos e ser o que quiserem ser, independente da cor, idade, raça ou religião. Até o verdadeiro Jamie tem presença marcada no filme.

Todos estão falando sobre Jamie | Trailer Oficial (Reprodução: Amazon Prime Video Brasil - YouTube)


UNIVERSO DRAG QUEEN 

 

Nos dias atuais o contato com a cultura é mais presente que nos séculos passados, seja na televisão, no teatro ou nas redes sociais. A origem surgiu junto com o teatro em Atenas, na Grécia antiga, por volta do século V a.c. Na época as mulheres não podiam se apresentar nos palcos, então homens se apresentavam em papéis femininos, usando vestidos e maquiagem. É possível assistir apresentações da época através do filme "Shakespeare Apaixonado".

 

No Brasil, a arte drag queen foi conhecida inicialmente como transformismo nos anos noventa, acompanhando o cenário internacional, mas muito antes, no período militar já era possível encontrar drag queen em grupos de teatro. Em 1994 teve o lançamento do filme "Priscilla, a Rainha do Deserto", no qual abriu espaço para outros artistas na TV como, Silvetty Montilla, Mis Biá, Vera Verão e Nanny People.  

 

Pabllo Vittar e Gloria Groove são cantoras brasileiras que levam a arte por onde passam, um verdadeiro fenômeno no mundo da música, mas foi através do reality show de grande sucesso RuPaul's Drag Race, com 13 temporadas estrelado por uma das drag’s mais conhecida durante os anos noventa, RuPaul, que a arte se popularizou no mundo inteiro.


 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Britney Spears (@britneyspears)


 

Cartaz de estreia da nova temporada de RuPual. (Reprodução: @rupaulofficial - Instagram)


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »