29/10/2021 às 14h20min - Atualizada em 23/10/2021 às 15h32min

A Era dos remakes / reboots e a escassez de criatividade atinge os estúdios de Hollywood

Reciclagem de roteiros clássicos definem o futuro dos cinemas

Ramon de Paschoa - Editado por Ana Terra

O avanço da pandemia fez com que Hollywood tivesse que pensar em uma nova fórmula para produzir seus filmes. A escapatória para o problema foi pegar histórias antigas que o público já conhecia e recriá-las com algumas novidades, os famosos reboots e remakes. Séries como "Icarly'', “Pretty Little Liars'' e a novela mexicana ''Rebelde” são exemplos de programas antigos que vão ganhar uma nova roupagem.

O que é um remake e um reboot, e quais são as diferenças entre eles?

Um remake é uma obra que já foi feita antes e que vai ser refeita, também podem ter algumas alterações no roteiro. Filmes famosos como Nasce uma estrela (2018), A fantástica fábrica de chocolate (2005) e Sexta-feira muito louca (2003) são ótimos exemplos de refilmagens. 

Já um reboot é quando você pega um universo que já existe e reconta aquela história de um modo diferente começando do zero. Isso é muito comum nos filmes de super heróis, temos diversos filmes do Batman, Superman ou do Homem-Aranha. 

Disney e a fábrica de remakes em live action

Todos sabem que o famoso estúdio de animação é mestre em nos mostrar contos clássicos que marcaram nossa infância, como Cinderella (1950), Aladdin (2019) e O rei leão (2019), e dessa vez, encontraram uma nova mina de ouro para recontar a história de seus filmes. 

Grandes clássicos foram postos em fila para ter suas estreias no cinema, primeiro com Alice no país das maravilhas (2010) e depois Malévola (2014). Por incrível que pareça, as adaptações chamavam a atenção do público e fez com que a escolhida da vez fosse a Cinderella (2015) que trouxe fidelidade ao desenho, adicionando diálogos diferentes do desenho dos anos 50. 

Nas mãos da maior empresa de animações do mundo, os remakes ganharam extrema força, mas qual caminho iriam seguir? Criar novas histórias ou seguir fielmente os roteiros originais? Depois de 5 anos, o público ainda fica meio dividido entre querer mais filmes em live action ou que deem mais espaço para obras originais, já que em 2019 tivemos três adaptações "Dumbo", "Aladdin" e "O rei leão".  

É importante lembrar que ao mesmo tempo em que se recriam clássicos, o estúdio se aventurou em histórias originais, mas a recepção do público não foi tão calorosa como foi o caso de "Uma dobra no tempo" e "Quebra nozes e os quatro reinos", ambos de 2018.


Xoxo, gossip girl 

No mundo das séries não é muito diferente, e agora com a ascensão das plataformas de streaming, refilmar histórias que conhecemos se tornou uma boa isca para atingir o público alvo. 

Gossip Girl, conhecida pela trama da alta elite de Nova Iorque e pelos looks icônicos de Blair Waldorf, voltou e dessa vez diretamente no HBO max. O anúncio da volta de uma das séries mais marcantes dos anos 2000 deixou o público eufórico em relação a quem seria a nova garota do blog. 

Apesar de trazer uma nova leitura, já que os jovens de hoje em dia estão no Instagram e TikTok, trazer novos personagens e mesmo assim tendo a essência da série de 2007, a trama não chamou tanto a atenção do público como era de se esperar. 

‘Yo digo R, tu dices BD!”, isso mesmo. Após 12 anos do fim da banda e rumores que saíram em turnê, a Netflix anunciou o reboot de Rebelde, agora vamos voltar para o Elite Way School com novos uniformes e novo elenco. 

A série chega no dia 05 de janeiro de 2022 e já temos a clássica música tema disponível para escutar com as vozes dos novos personagens. Além disso, teremos uma brasileira no elenco, Giovanna Grigio, que fez o remake de Chiquititas (2013) e também de Malhação (2017). 

Além dela, no elenco teremos Azul Guaita, Alejandro Puente, Andrea Chaparro, Jeronimo Cantillo, Lizeth Selene, Sergio Mayer Mori e Franco Masini que será um Colucci. 

Apesar de amarmos a sensação de nostalgia que os remakes e reboots nos trazem e saber que está muito longe de ter um fim, pode ser que com o excesso de produções do tipo possa saturar de uma forma extremamente rápida. Se o público ainda consumir o mesmo tipo de produto, os estúdios vão sempre nos entregar mais do mesmo.   

 

Referências:

BARROS, Mabi. Reboot de "Gossip Girl" entrega moda e diversidade, mas a trama não emplaca. Elle , [S. l.], p. 1, 8 jun. 2021. Disponível em: <https://elle.com.br/cultura/gossip-girl-reboot>. Acesso em: 21 out. 2021.
MOLINA , Richard. Remakes, reboots, live-actions e sequências: crise criativa em Hollywood ou exigência do mercado?. Cinema com rapadura, [S. l.], p. 1, 10 fev. 2019. Disponível em: <https://cinemacomrapadura.com.br/colunas/530410/remakes-reboots-live-actions-e-sequencias-crise-criativa-em-hollywood-ou-exigencia-do-mercado/>. Acesso em: 15 out. 2021.
POP, Pod. A era dos revivals, remakes e reboots: a indústria geek e pop só está fazendo mais do mesmo. Por que? | ANALISA Q É POP #4. Medium, [S. l.], p. 1, 10 fev. 2019. Disponível em: <https://medium.com/@podpop/a-era-dos-revivals-remakes-e-reboots-a-indústria-geek-e-pop-só-está-fazendo-mais-do-mesmo-82878d6a711b>. Acesso em: 14 out. 2021.

YAMASAKI, Mayumi. Vem aí em 2021: uma lista com todos os reboots e remakes a serem lançados. Papelpop , [S. l.], p. 1, 2 jan. 2021. Disponível em: <https://www.papelpop.com/2021/01/vem-ai-em-2021-uma-lista-com-todos-os-reboots-e-remakes-a-serem-lancados/>. Acesso em: 15 out. 2021.

LELIS, Renan. Rebelde | Versão da Netflix ganha clipe e data de estreia. Poltrona nerd , [S. l.], p. 1, 8 jun. 2021. Disponível em: <https://poltronanerd.com.br/streaming/netflix/rebelde-versao-da-netflix-ganha-clipe-e-data-de-estreia-127861>. Acesso em: 22 out. 2021.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »