13/01/2022 às 17h31min - Atualizada em 13/01/2022 às 15h48min

Opinião: Tite deixa a desejar na primeira convocação do ano para a Seleção Brasileira

Philippe Coutinho e Daniel Alves retornam ao elenco em meio às críticas; Neymar é desfalque importante para os dois próximos jogos

Aliny Bueno - labdicasjornalismo.com
Técnico Tite divulga lista de convocados para a Seleção Brasileira. Foto: CBF TV/ Reprodução.
Com algumas novidades e mudanças, o técnico Tite divulgou a lista de jogadores convocados para a Seleção Brasileira, na manhã desta quinta-feira(13). Esta é a primeira entre quatro convocações antes da disputa da Copa do Mundo do Catar de 2022, que acontece entre os meses de novembro e dezembro. 

A apresentação da Seleção acontece no próximo dia 24 de janeiro. O primeiro compromisso será contraa o Equador, no dia 27, no estádio Casa Blanca, em Quito; e o segundo ocorre no dia 1º de fevereiro, quando o Brasil recebe o Paraguai, no Mineirão. 

Ao todos, 26 atletas estão convocados a defender a Seleção, dentre eles Philippe Coutinho e Daniel Alves retornam ao time, e Vinícius Jr e Rodrygo ganham a confiança do comandante para vestirem a amarelinha. Ficaram de fora da lista o lateral Renan Lodi, por não estar imunizado completamente contra a Covid-19; os atacantes Roberto Firmino e Richarlison; além do camiza dez, Neymar, afastado dos gramados há dois meses, após lesão no tornozelo esquerdo. 

Classificado para o Mundial, o Brasil terá mais quatro jogos pelas Eliminatórias da América do Sul da Copa. A convocação de hoje (13) é válida para as partidas contra o Equador e Paraguai

VEJA A LISTA DE CONVOCAÇÃO:
  • GOLEIROS Alisson (Liverpool- ING), Ederson (Manchester City- ING) e Weverton (Palmeiras- BRA)
  • ZAGUEIROS: Éder Militão (Real Madrid- ESP), Gabriel Magalhães (Arsenal- ING), Marquinhos (Paris Saint-Germain- FRA) e Thiago Silva (Chelsea- ING)
  • LATERAIS: Emerson Royal (Tottenham- ING), Daniel Alves (Barcelona- ESP), Alex Sandro (Juventus- ITA) e Alex Telles (Manchester United- ING)
  • VOLANTES: Bruno Guimarães (Lyon -FRA), Casemiro (Real Madrid- ESP), Fabinho (Liverpool- ING), Fred (Manchester United-ING) e Gerson (Olympique de Marselha - FRA)
  • MEIAS: Everton Ribeiro (Flamengo- BRA), Phillipe Coutinho (Aston Villa- ING) e Lucas Paquetá (Lyon- FRA)
  • ATACANTES: Antony (Ajax- HOL), Raphinha (Leeds United- ING), Rodrygo (Real Madrid- ESP), Vinicius Júnior (Real Madrid- ESP), Gabriel Barbosa (Flamengo- BRA), Matheus Cunha (Atlético de Madrid- ESP) e Gabriel Jesus (Manchester City- ING)

HEXA E A BUSCA PELO ELENCO ESSENCIAL

Esta será a segunda Copa do Mundo de Tite no comando da Seleção Brasileira. Em 2018, o Brasil foi eliminado nas quartas de final, após perder por 2 a 1 contra a Bélgica.

Desde então, o técnico tem enfrentado algumas dificuldades para encontrar o grupo ideal. Em meio às críticas e trocas de jogadores constantes, a pressão permanece, isto porque, a Seleção já vive um jejum de 20 anos sem levantar a taça no Mundial: o último triunfo foi conquistado em 2002, na Copa do Mundo disputada no Japão. 

Apesar disso, o treinador vê o Brasil como um dos seis favoritos à conquista no Catar. "O Brasil, junto de algumas seleções [França, Inglaterra, Bélgica, Alemanha, Argentina, Itália e Espanha], esta no primeiro hall, no primeiro bloco", destacou durante a coletiva. 

Entre as principais críticas ao longo dos mais de cinco anos, esta o fato de Tite dar poucas chances a jogadores que atuam no Brasil. Hulk e Guilherme Arana, campeões do Brasileirão pelo Atlético-MG, são exemplos de jogadores que vivem momentos de destaque no clube. Também, nomes como Rafael Veiga, Dudu, Renato Augusto e Giuliano foram lembrados por especialistas pela mesma questão.

Em ano de Copa do Mundo e em busca do Hexa, o professor Tite segue testando jogadores até fechar a lista final para o Mundial. 

 
 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »