19/04/2022 às 01h03min - Atualizada em 19/04/2022 às 00h35min

O desafio da preservação dos patrimônios culturais ucranianos no contexto da guerra

"A situação dos museus e instituições culturais não é diferente dos hospitais, escolas e áreas residenciais", relata Olesia Ostrovska-Liuta, diretora de um museu localizado em Kiev, capital da Ucrânia

Lívia Nogueira - revisado por Isabelle Andrade
Monumento é coberto com sacos de areia durante invasão russa em Odessa, na Ucrânia (Foto: Reprodução/ Alexandros Avramidis/ Reuters).
Na circunstância enfrentada atualmente pela nação ucraniana, acometida pela invasão russa no território, há uma ameaça evidente a todas as estruturas e as propriedades - materiais e não-materiais - do país. Nesse sentido, exposições artísticas e espaços culturais estão sofrendo intervenções e tentativas de defesa, muitas vezes, insuficientes.
 
O início do conflito entre Rússia e Ucrânia, apesar de conter vestígios ainda do final da Guerra Fria, data de novembro de 2021, quando o confronto de motivação política e territorial tornou-se direto e violento. Nesse período, Vladimir Putin, presidente russo, ordenou o posicionamento de cerca de 100 mil soldados ao longo de toda a fronteira entre os dois países. Após esse momento, a Rússia reafirmou a rivalidade com o lançamento de bombas contra o território inimigo, a ocupação de terras na região e até a invasão de espaços anteriormente desativados por riscos radioativos, como a usina de Zaporizhzhia, a maior da Europa.
O território ucraniano comporta diversas propriedades, obras e manifestações históricas, que transcendem os seus valores comerciais, turísticos e patrimoniais. Igrejas medievais, construções arquitetônicas, museus e equipamentos culturais de relevâncias mundiais são a materialização da identidade de uma nação. É exatamente neste ponto que esses atributos tornam-se tão fragilizados diante de contextos conflituosos como o citado. Essa vulnerabilidade se evidencia pela impotência dos atores envolvidos, já que as autoridades de segurança e os funcionários dos equipamentos não são páreo aos ataques violentos russos.
 
Essas invasões já chegaram a destruir espaços ucranianos históricos, dentre esses, estão equipamentos de exposições culturais e artísticas. “Estamos muito preocupados com a situação tanto no nível humanitário quanto do patrimônio (cultural). O patrimônio da humanidade está em perigo (na Ucrânia)”, declarou em entrevista coletiva o diretor-geral assistente de cultura da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), Ernesto Ottone. A aflição evidenciada pela organização no discurso representa o sentimento que se estabeleceu globalmente diante de tantos embates e ameaças entre os envolvidos.
 
Em um dos ataques russos, foi incendiado um museu localizado na cidade de Ivankiv, região a noroeste da capital russa, onde foram destruídas diversas obras de arte produzidas pela artista ucraniana Maria Prymachenko. Em decorrência de danos como esse e da insuficiente força de combate ucraniana, uma empresa especializada em modelagem 3D idealizou e pôs em prática um projeto de registro digital de obras de arte e ambientes relevantes.
 

Twitter de MFA of Ukraine UA. (Reprodução: @MFA_Ukraine - Twitter)

 
A Polycam, organização responsável pela iniciativa, lançou o projeto Backup Ukraine em parceria com o Museu Nacional da História da Ucrânia. O programa também é apoiado por instituições como a Unesco, a Blue Shield Danmark, a Vice Media Group e a Heritage Emergency Rescue Initiative. Os registros, feitos com a utilização de smarthphones com o aplicativo, podem ser realizados por qualquer cidadão e armazenam digitalmente as dimensões de artefatos texturizados.
 
“Backup Ucrânia permite que qualquer pessoa se torne um arquivista. Você pode escanear edifícios e monumentos como modelos 3D completos usando apenas o seu telefone. E armazene-os em um arquivo online aberto e seguro - onde nenhuma bomba pode chegar” é a descrição em destaque no site do projeto. Nele, já existem diversos registros de produtos culturais e seguem sendo adicionados. O vídeo abaixo demonstra a execução do programa:

BACKUP UKRAINE (English) (Reprodução: Polycam/ Youtube)

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »