30/05/2022 às 22h23min - Atualizada em 29/05/2022 às 15h06min

A arte dos ‘Coming of age’

Os famosos filmes sobre amadurecimento abordam, sem estereótipos, a mudança da adolescência até a fase adulta

Ana Beatriz Magalhães - Revisado por Flavia Sousa
Lady Bird: Hora de voar. (Foto: Netflix/ Reprodução).
Uma coisa é certa: a adolescência não é fácil para ninguém. O drama do ensino médio e a pressão causada pela aproximação da fase adulta assombram essa fase da vida e transformam a personalidade e visão de mundo. Esse período é um momento de transição, primeiras experiências – sejam elas boas ou ruis – e descobertas, em que o medo e a vontade de completar logo 18 anos rondam.

A juventude é complicada. Entre conflitos existenciais, escola, amizades, vida amorosa e a chegada da vida adulta, tudo parece muito maior e mais importante do que realmente é. Qualquer pequeno detalhe ou situação aparenta ser o fim do mundo e tudo piora com o passar dos anos. 


 O mundo do audiovisual se aproveita disso, do melhor e do pior, para contar histórias incríveis sobre amadurecimento. A frequência é tão grande que até recebeu um nome: coming of age. O gênero enfatiza o crescimento do protagonista da juventude à fase a adulta e conta com muito realismo e sinceridade.
 
A temática dos filmes geralmente gira em torno da sexualidade, dos relacionamentos amorosos, da relação com a família, da vida acadêmica etc. Em grande parte deles, é possível assistir às crises existenciais e a evolução do protagonista. Em , por exemplo, Nadine vive em crise desde pequena e tem dificuldades na comunicação com a família.
 
No filme, dirigido por Kelly Fremon, a jovem passa por momentos constrangedores fáceis de se identificar e tenta, desesperadamente, pertencer a algum lugar ou alguém. Então, de maneira geral, este gênero aborda, com sensibilidade e profundidade, o crescimento, o desejo em ter amigos e ser popular e a vontade de ser independente somado ao medo das responsabilidades que vem com a idade.

 
 
Outro típico ‘coming of age’ é
Booksmart , que conta a história de duas melhores amigas que estão prestes a se formar. Apenas no último dia de aula que elas percebem que passaram o ensino médio todo lidando com ansiedade e frustações, deixando de lado as festas e curtição para conseguir vaga em faculdades renumeradas.
 
Bem engraçado e divertido, o longa mostra o dilema das duas amigas que, na angustiante espera pela vida adulta, acabaram não aproveitando os poucos prazeres da juventude. Booksmart aborda momentos incríveis e assustadores de despedida e finalização de um ciclo, que é se formar na escola.

 

Além de falar sobre fim do colégio e o desejo de se tornar adulta. Na trama, a protagonista não vê a hora de sair de sua pacata cidade e ir morar bem longe de seus pais e amigos. Porém, sua mãe não concorda e a relação das duas é mostrada como combativa e cheia de discussões.

Lady Bird lida com o último ano da maneira mais intensa possível, sempre idealizando as possibilidades que a vida fora dali poderiam trazer. O filme, dirigido por Greta Gerwig, levou 5 indicações ao Oscar e conta com Saoirse Ronan e Timothée Chalamet no elenco.

 
 
 
Assistir esses filmes é reconfortante – para quem ainda está passando por essa fase da vida – e nostálgico – para aqueles que já passaram e se identificam. Na maioria das vezes, são verdadeiras obras de artes e, sem muitos clichês e estereótipos, conseguem transmitir mensagens profundas. É grande a lista de ‘coming of age’ que vale a pena assistir  e tem para todos os gostos. 

Gosta de conteúdo sobre filmes? Confira a Introspecção e sensações despertadas através de filmes

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »