01/10/2022 às 18h32min - Atualizada em 30/09/2022 às 00h01min

Autores de RPG recorrem a financiamentos coletivos para lançar seus projetos

Apesar dos riscos, a opção pode ser a mais viável para criadores independentes arcarem com os custos lançar uma obra no mundo

Lívia Batista - Editado por Marcela Câmara
Pode parecer clichê, mas a tecnologia tem aberto novas possibilidades para criadores de sistema de RPG de mesa que buscam lançar seus livros. Frente aos custos de produção e a situação econômica do país, contar com financiamentos coletivos (ou crowdfundings) pode ser uma forma de unir pessoas com interesses em comum e arrecadar dinheiro para os custos da produção do jogo.
 
O termo "crowdfunding" surgiu em 2006, mas a ideia de um grupo de pessoas levantando dinheiro para um objetivo já é conhecida há muito tempo. De acordo com Diego Reeberg, um dos fundadores do site Catarse, a diferença entre a vaquinha e o crowfunding é que no primeiro caso o objetivo costuma ser comprar algo, por exemplo, um presente para um amigo. Já no segundo caso, o objetivo é viabilizar um projeto ou uma empresa. Normalmente o crowdfunding é feito através de uma plataforma online e estipula um valor mínimo a ser arrecadado. A contribuição pode ou não dar recompensas aos apoiadores.
Para Lucas Conti, autor do sistema "Mojubá esta é a forma mais viável de se lançar um projeto literário no Brasil atual. Segundo o jovem, o modelo está ganhando uma força importante no cenário e tem aberto portas para os criadores menores. “Acho que é naquela vibe que nem nos anos 90 você precisa alugar um estúdio para lançar um álbum e agora só com um notebook velho você consegue gravar de casa mesmo”
 
O próprio autor é um exemplo de pessoa que utilizou deste modelo de captação para lançar seu jogo. “Mojubá” foi lançado em 2021 de maneira digital e arrecadou mais de R$ 13 mil no financiamento coletivo. Atualmente o sistema faz parte de uma editora e está em processo de lançamento de maneira física. 
 
Mônica de Faria, professora da Universidade Federal de Pelotas e editora e diagramadora de diversos projetos como os suplementos “Rum e Sangue” e “Oceano Desconhecido” do sistema brasileiro Thordezilhas, reconhece a importância do modelo, mas chama a atenção para possíveis riscos.
 
 “É uma forma perigosa, mas a melhor que se tem no momento. Isso porque financiamento coletivo não é pré-venda. Quando se apoia um financiamento é como um voto de confiança naquele projeto, mas pode ser que ele não saia ou que a necessidade de captação de recursos mude. O projeto não está pronto e não é uma certeza de que vai sair, a não ser que seja explícito que ele vai sair.”  comenta De Faria. “As pessoas profissionais precisam ser pagas e respeitadas, mas é difícil ter os recursos necessários para ser justa”.
 
A publicação no Brasil
 
Uma das maneiras tradicionais de se publicar um livro no Brasil é através de editoras. Nas empresas maiores, o autor deve apresentar um manuscrito do projeto para que ele possa ser aceito. Sendo aceito, a editora se responsabiliza pelas etapas seguintes.
 
Em empresas menores, não é raro que o autor se responsabilize por parte dos financiamentos de produção da obra caso ela seja aceita. Também existe a possibilidade de o autor publicar de maneira 100% independente e se responsabilizar por todos os investimentos. 
 
Entre esses custos estão envolvidos: revisão, divulgação, ilustração, diagramação, registro etc.

 
REFERÊNCIAS
Entenda o que é crowdfunding. Sebrae. 17 ago 2015. Disponível em:<https://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/artigos/artigoshome/entenda-o-que-e-crowdfunding,8a733374edc2f410VgnVCM1000004c00210aRCRD>. Acesso em 20 set 2022
 
Financiamento coletivo. Wikipedia. Disponível em :<https://pt.wikipedia.org/wiki/Financiamento_coletivo>. Acesso em 20 set 2022
 
Quanto custa publicar um livro? Todos os valores. Bibliomundi. 4 de abr de 2018. Disponível em:<https://bibliomundi.com/blog/quanto-custa-publicar-um-livro-todos-os-valores/#:~:text=Para%20publicar%20livro%20com%20uma,impress%C3%A3o%20e%20tamb%C3%A9m%20a%20distribui%C3%A7%C3%A3o.>. Acesso em 20 set 2022
 
SOARELE, Karen. 5 Formas de publicar seu primeiro livro. Papo de Autor. Disponível em:< https://papodeautor.com.br/5-formas-de-publicar-seu-primeiro-livro/> . Acesso em 20 set 2022
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »