18/08/2019 às 23h13min - Atualizada em 18/08/2019 às 23h13min

Casamentos fora da caixinha, na série Casamentos Extremos

Carina Gonçalves - Editado por Letícia Agata
Créditos: PJ Madam recebendo anel de Tim Noonam. Foto de divulgação.

A cultura de cada nação, povo e etnia influencia na identidade, costumes e crenças das pessoas que representam valores coletivos, assim como na união de casamento com rituais e simbologias diferentes em várias partes do mundo. Sabendo disso, os noivos, PJ Madam e Tim Noonam, viajaram a vários povos do mundo para, no final, decidirem seguir com o casamento. Isso tudo na série, Casamentos Extremos, disponível no Netflix.

Eles estavam noivos há quatro anos e decidiram passar um ano juntos, exibindo, em um reality show, a vida de outras comunidades e seus sentimentos. Nesses lugares, vivenciaram a cultura pela vestimenta, trabalho e rituais. Além disso, tiveram que passar pelo medo de perderem um ao outro, o ciúme, as manias e os traumas que ainda eram carregados de relacionamentos passados.

Essa grande onda de afetos nos faz refletir sobre a nossa vida, perante a realidade de muitos lugares e nos identificarmos com o casal. Ela, uma jornalista patricinha que se hospeda em hotéis cinco estrelas, frequenta baladas e não deixa de levar papel higiênico na mala, acaba se transformando na mulher que come partes intimas de porco e tartaruga. Essa mulher voltou uma outra para casa. Entretanto, ele acabou (talvez) aprendendo a engolir o orgulho, machismo e tentativas de exibicionismo por causa do amor, mas, apesar de querer mostrar por fora a sua força masculina, no interior é uma manteiga derretida que chora fácil.

Esse casal inexplicável se apaixonou graças ao destino. Eles iniciaram a sua aventura em Camões, na África, onde dizem ter os casamentos mais felizes do mundo e PJ teria que ser possuída para conhecer os fundamentos de ser a melhor esposa. Os homens também deveriam ser possuídos. Entretanto, antes de se casarem, conheceram o mandamento “na saúde e na doença”, quando Tim ficou com malária. Após petiscarem, o que seria aqueles longos meses, continuaram o percurso.

Nessa viagem, conheceram também a Indonésia, Mongólia, Brasil e outros países, enquanto o relacionamento apodrecia. Eles começaram ter as mesmas dúvidas de um casal sobre o futuro, filhos, família e se continuariam dando certo juntos, além de dúvidas sobre ideais agravados pela experiência de Tim, de um pai ausente e PJ, no divórcio anterior. Essa mala pesada não resolvida, acaba levando qualquer amor ao término, apesar do outro não ter nada a ver com o passado.

Não deixem de conversar com a pessoa que você ama. Viva os momentos e, na dúvida sobre o parceiro(a), o leve à uma viagem.

Assista Casamentos Extremos no Netflix, a partir de 12 de junho. A série é composta por oito episódios com duração 40 min, aproximadamento.

Boa sessão!
Assista ao trailer aqui
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »