10/11/2019 às 00h02min - Atualizada em 10/11/2019 às 00h02min

Só o Flamengo sorri com empate entre Corinthians e Palmeiras

O resultado frusta o Verdão, que teve pênalti perdido, e deixa o Timão sob risco de perder sua posição no G6

Paulo Octávio - Editado por Amanda Cruz
Criticado por Mano, Borja entrou no segundo tempo. Foto: Marcos Riboli/Reprodução/Globo Esporte
Corinthians e Palmeiras empataram em 1 a 1, em jogo válido pela 32ª rodada do Brasileirão, neste sábado (9), no Pacaembu. Mas os dois times saíram de campo com gosto amargo, quase de derrota. O Verdão por ter desperdiçado as melhores chances no segundo tempo, inclusive um pênalti. E o Timão após ter cedido empate logo após a abertura do placar. O resultado congelou as duas equipes na tabela. O Alviverde segue na segunda posição com 67 pontos. E o Alvinegro fica na sexta posição com 49 e pode sair do G6 em caso de vitória do Athletico e ou do Internacional.

Alheio ao clássico paulista, quem gostou do resultado foi o Flamengo. O líder do campeonato, com 74 pontos, pode  ficar a oito pontos do título em caso de triunfo contra o Bahia, neste domingo (10), no Maracanã.

1º TEMPO


O Corinthians teve a primeira boa chance com Boselli. O argentino levou perigo na cabeçada que Weverton pegou. Aos seis, Ramiro recebeu na intermediária e bateu a direita do gol. O volante jogou mais centralizado como nos tempos de Grêmio. Quatro minutos depois, o Verdão respondeu com Dudu, que também chutou da intermediária para fora. Com meio campo congestionado, o jeito foi tentar na bola parada. Dudu quis surpreender após jogada ensaiada no escanteio, mas errou o alvo. Aos 30, O Timão teve boa chance. Michel cruzou rasteiro, Vitor Hugo falhou e Pedrinho recebeu de Boselli e bateu para fora. No final do tempo, Scarpa dominou e bateu cruzado, bola passou na frente do Deyverson e saiu. O meia perderia uma excelente chance na segunda etapa.

2º TEMPO

Logo no primeiro lance, o Walter deu emoção. Ele recebeu bola recuada, enrolou-se com ela nos pés e quase deu de presente para Deyverson. Na lateral, Scarpa recebeu e cruzou para Deyverson. O menino maluquinho do Verdão cabeceou para boa defesa do arqueiro corinthiano. Aos sete, Deyverson perdeu nova oportunidade. Ele recebeu de Bruno Henrique, dominou no peito e bateu para outra defesa. A pressão continuou. Dudu passou por dois e bateu fraco. 

Pressionado, o técnico Dyego 
Coelho decidiu mudar. Colocou Mateus Vital e Clayson, mas o time recuou. E aos 24, uma surpresa. Após criticar Borja, Mano Menezes decidiu por ele no lugar de Deyverson. Logo em seu primeiro lance, o colombiano recebeu do Bruno Henrique e chutou travado. Três minutos depois, houve o pênalti. A bola tocou na mão do Manoel na área. Scarpa foi para bola e bateu rasante no canto direito de Walter, que defendeu. 

Aos 39, Borja dominou no peito e bateu para fora. No minuto seguinte, Dudu cruzou, a bola passou pelo
Willian e Borja e saiu. Bruno Henrique acertou a trave após chute de Willian. E como quem não faz toma, o Corinthians castigou o Palmeiras. Aos 46, Michel Macedo pegou a sobra, cortou a marcação do Borja e bateu bonito para abrir o placar. Parecia que a vitória estava na mão. A torcida estava indo embora, mas dois minutos depois, Bruno Henrique empatou. Após escanteio, Boselli tentou tirar, a bola bateu no Gabriel e sobrou para o meia que mandou forte na bochecha da rede pelo lado direito. Bruno Massa, narrador da Web rádio Verdão, disse que com esse gol “ficou menos feio para o Palmeiras, mas não menos vergonhoso”.  Foi o último lance do clássico agitado no final.

PRÓXIMOS CONFRONTOS

Corinthians e Palmeiras voltam a campo no domingo (17), às 16h (horário de Brasília). O Timão pega o
Internacional em Itaquera, em confronto direto pela Libertadores. E o Alviverde encara o Bahia, na Arena Fonte Nova.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »