09/02/2020 às 14h58min - Atualizada em 09/02/2020 às 14h58min

Carnaval: A identidade do Brasil

A época de umas das principais e maiores festas brasileiras está chegando! Mas qual sua origem?

Giovana Herpich - Cultura e Comportamento
O Globo
Ao pensarmos em carnaval, automaticamente associamos como uma exclusividade da cultura brasileira, afinal, para muitos o ano só começa depois do carnaval! A festa se originou na antiguidade, e com o tempo, se faz presente ao redor do mundo, e se adaptando a diferentes culturas. O carnaval passou inúmeras transformações até chegarmos ao que temos hoje, e apesar, das diferenças serem nítidas, ainda é possível captar a essência que a festa tinha na antiguidade.

Sabemos que o carnaval surgiu na antiguidade, mas não é possível dizer com certeza onde. Alguns historiadores afirmam que foi na Babilônia, outros já acreditam que tenha sido na Grécia, e ainda há aqueles que afirmam que teria sido em Roma. Uma das características mais marcantes do carnaval daquela época era uma espécie de “troca social”, que também podemos chamar de “troca de identidade”. Nesta, por algumas horas a hierarquia era deixada de lado, escravos poderiam se fantasiar e viver como pessoas nobres, assim como os nobres também poderiam trocar de papel e usar disfarces, de modo que poderiam festejar ao lado do povo sem conflitos maiores. 

O carnaval chegou ao Brasil em forma de bagunça, por influência dos portugueses e das festas que aconteciam na Europa por volta do século XVII. Diversas brincadeiras eram feitas, a mais famosa era a guerra de água e farinha, que costumava ser a diversão da festa, e que acontecia ao som de batuques e ritmos trazidos da África, pelos escravos, que depois se tornariam o que conhecemos como samba. Com o tempo mudanças aconteceram e costumes novos surgiram e, atualmente, 
o carnaval é uma das principais (se não a principal), e uma das mais esperadas festas do país, e complementa uma das diversas identidades que o Brasil tem. Tendo assim um forte papel na cultura, na economia e no turismo.  

Para o turismo e, consequentemente para a economia, o carnaval é uma data extremamente importante, já que esta época atrai visitantes de todos os cantos, aumentando hospedagem, movimentando a economia e gerando empregos temporários. De acordo com o Ministério do Turismo, a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) acredita que em 2020 a festa deve injetar R$ 8 bilhões na economia do país, um aumento de R$ 80 milhões em relação ao ano passado e que são esperadas a contratação de 25,4 mil trabalhadores temporários entre janeiro e fevereiro deste ano. As empresas que percebem a grande movimentação do carnaval, buscam novas estratégias e objetivos para está época com o intuito de inovar, surpreender e fidelizar seus atuais e futuros clientes.

No que diz respeito à cultura, para o Brasil, o carnaval marca a mistura de costumes africanos, indígenas e europeus. Em cada região é comemorado de uma maneira. Na cidade Salvador, por exemplo, os trios elétricos são a principal animação. No Rio de Janeiro os blocos de rua crescem a cada ano. Mas tem uma coisa que prevalece em todos os lugares: a animação do povo brasileiro.
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »