15/03/2020 às 08h52min - Atualizada em 15/03/2020 às 08h52min

Musical “Silvio Santos Vem Aí” estréia em São Paulo

Espetáculo é baseado no livro “Silvio Santos – A biografia (2017)”, que relata a trajetória do apresentador

Por Tatiane Sampaio - Editado: Alinne Morais
Kassius Trindade
“Quem quer dinheiro?”. Só de ouvir este bordão até o pessoal mais jovem já reconhece de quem se trata, não é mesmo? Sendo assim, “vem pra cá, vem prá cá” porque o show já vai começar. Considerado o maior apresentador da televisão brasileira, pois são mais de 50 anos de carreira, o Senor Abravanel, ou melhor, o Silvio Santos, será homenageado com a comédia musical “Silvio Santos Vem Aí”, que estreou no último dia 13 de março, em São Paulo, no Teatro Santander – Shopping JK Iguatemi – zona sul da capital. A previsão é que o evento fique em cartaz até dia 17 de maio.

Durante essa temporada na cidade, o palco do musical será no 033 Rooftot, um ambiente moderno e aconchegante, com capacidade para mais de 400 pessoas. Além disso, o espaço é ideal devido à proximidade do público com os artistas, bastante semelhante ao programa de auditório no qual o comunicador conduz até hoje, com 89 anos. A peça é conduzida por grandes nomes da dramaturgia, por exemplo: na direção-geral terá a produtora, roteirista de TV, Cinema e Teatro Marília Toledo, que soma 15 peças de sua autoria, entre produções originais e adaptadas para o público infantil e adulto e, ao seu lado, Fernanda Chamma, coreógrafa formada em balé clássico com especialização em jazz dance e teatro musical, além de ser diretora artística da Only Broadway e Studios Broadway.

O texto é assinado por Marília e Emilio Boechat, indicado ao troféu Mambembe de melhor autor pela peça “Eu era Tudo pra Ela e Ela me Deixou”, inclusive, peça na qual saiu personagem ganhador do Prêmio Multishow de Bom Humor. Na direção musical, o comando fica por conta do ator e multi-instrumentista Marco França, além da cenografia de Bruno Anselmo. E quem nos explica todo o desenvolvimento desse espetáculo que promete grandes emoções e altas risadas aos visitantes, é Fernanda Chamma, que acumula cerca de 40 anos de profissão.

“Eu e a Marília temos várias parcerias, ela é uma amigona. Além do mais, é diretora da Paris Cultural, que é o braço direito da Paris Filmes. À vista disso, eles têm muitos projetos aprovados ligados a documentários, filmes e seriados que vão filmar ou já filmaram, porque acredito que o objetivo é de ligar a parte de cinema com teatro. Então, como o filme Silvio Santos vai existir, era o primeiro da lista, aí ela me convidou. Fiquei muito feliz, pois temos o mesmo estilo e humor, e quem me conhece sabe que sou amante de Silvio, o acho o grande comunicador do país, ele é um ídolo.”.

Fernanda ainda destaca que o apresentador “adorou” quando soube que iria ser homenageado, e quando a equipe o levou para uma gravação, foi extremamente gentil e, lógico, fez várias brincadeiras. “Antes disso fiquei muito emocionada e quase morri, dado que nunca tinha visto. No entanto, teve algumas oportunidades, mas preferia guardar a imagem do Silvio que assisto aos domingos”.

O primeiro encontro de Silvio Santos e organizadores do musical

O primeiro encontro de Silvio Santos e organizadores do musical

Foto: Reprodução/Instagram

Questionada se o musical Silvio Santos Vem Aí é uma maneira de amenizar as polêmicas envolvendo o dono do Sistema Brasileiro de Televisão (SBT) nos últimos tempos, a coreógrafa diz que “é o jeito dele, e também não sou ligada as discussões que envolvem o nome do apresentador, porque cada um tem um ponto de vista, sabendo interpretar da forma que quiser. Quero ser feliz, e penso que o Silvio Santos quer ser feliz, até porque está com quase 90 anos brilhantes, de uma carreira inigualável. Ele contribuiu muito para TV brasileira, ajudou a carreira de vários artistas. Por isso, é com esse tributo, com essa alegria que nós queremos transmitir com o musical”.

O PROTAGONISTA

Velson D'Souza como Silvio Santos

Velson D'Souza como Silvio Santos

Crédito: Adriano Dória

Para os artistas, provavelmente cada personagem que lhe é designado a interpretar torna-se um marco na carreira, uma vez que é através de sua atuação que consegue cativar e mostrar ao público a relevância de uma história. Com isso, o reconhecimento e crescimento profissional são logo notáveis, especialmente, quando vive o protagonista da obra. Desse modo, o ator Velson D’Souza, de 35 anos, nascido em Ribeirão Preto, interior de São Paulo, foi indicado para fazer “Silvio Santos Vem Aí” no palco. "Na verdade, a ficha ainda não caiu. Quando veio a sondagem fiquei muito empolgado e feliz com a possibilidade. Acho que só acreditei mesmo quando estava pisando no palco pela primeira vez, e vi o público com seus pompons prateados chacoalhando com a minha entrada como Silvio. Foi surreal", menciona o ator.

Durante as audições que aconteceram no final do ano passado, em São Paulo, foi selecionado o total de 24 intérpretes. “Acredito que o grande trunfo foi a escolha dos atores, porque a maioria já se conhece e já contracenaram juntos. Portanto, sempre dá um tempero, ou seja, a afinidade é importante nesse tipo de espetáculo. Claro que existem uns jovens talentos, porém, todos com experiência em teatro musical. Aliás, alguns vêm da minha escola, pois estou formando uma nova geração de talentos", diz Fernanda Chamma.

Durante ensaio, atores em uma das cenas do musical Silvio Santos Vem Aí

Durante ensaio, atores em uma das cenas do musical Silvio Santos Vem Aí

Crédito: Adriano Dória

Atores durante ensaio em palco

Atores durante ensaio em palco

Foto: Adriano Dória

Apesar de morar nos Estados Unidos desde 2011 para estudar, Velson acertou sua permanência na cidade até junho deste ano. O ator começou a imitar o comunicador em 2005 quando contracenou na peça Avoar ao lado de Thiago Abravanel, neto de Silvio. Também participou de novelas no SBT, como Cristal, Revelação e Véu de Noiva, além de ser convidado pelo próprio apresentador a fazer parte do Jogo dos Pontinhos.

De acordo com a diretora, o rapaz foi escolhido não somente por causa da sua trajetória no SBT, mas devido sua carreira na TV em geral, e que está cumprindo muito bem a personagem que lhe foi qualificado. Neste caso, as seleções aconteceram no Brasil para formalizar o papel, isto é, “ele já estava mais que convidado”, dado que para esse modelo de evento exige um alto esforço vocal dos atores, sendo necessário escalar um alternante. Com isso, em algumas sessões Velson D’Souza irá revezar com Rafael Aragão, que também interpretará Alberto Abravanel. O elenco é formado por:
  • Bianca Rinaldi (Irís Abravanel);
  • Ivan Parente (Pedro de Lara);
  • Giselle Lima (Sonia Lima e Cidinha);
  • Roney Facchini (Manoel de Nóbrega);
  • Daniela Cury (Hebe Camargo e Rebeca Abravanel);
  • Roquildes Junior (Roque);
  • Juliana Bógus (Aracy de Almeida);
  • Diego Montez (Wagner Montes, Sidney Magal e Boni);
  • Adriano Tunes (Velha Surda);
  • Vinicius Loyola (Gugu Liberato, Gilliard e Sérgio Malandro);
  • Gigi Debei (Mara Maravilha e Telemoça);
  • Paula Flaibann (Elke Maravilha);
  • Leo Rommano (Atrasildo e Manoel de Nóbrega Alternante);
  • Gustavo Daneluz (Silvio Santos jovem);
  • Hellen de Castro (Gretchen e Telemoça);
  • Andreas Trotta (Leon);
  • Bruno Kimura (Anestesista e Bailarino russo);
  • Ju Rommano (Rosana e Telemoça);
  • Lucas Colombo (Bozo);
  • Pedro Passari (Swing);
  • Thiago Garça (Pablo e Bailarino russo);
  • Verônica Goeldi (Boneca, Bolinha de sabão e Telemoça)

SILVIO SANTOS VEM AÍ, LÁ, LÁ, LÁ, LÁ, LÁ, LÁ...

Velson D'Souza e Bianca Rinaldi em ensaio fotográfico

Velson D'Souza e Bianca Rinaldi em ensaio fotográfico

Crédito: Adriano Dória

Com duas horas de duração, o público desfrutará de um espetáculo totalmente dinâmico, inspirado no filme All That Jazz (1979), de Bob Fosse, cujo coreógrafo revisita a própria vida ao ficar internado. Ou seja, a trama será contada a partir da época em que Silvio Santos realmente ficou internado por causa de problemas na voz. Depois disso, já anestesiado, o comunicador começa a delirar, retornando ao seu passado. Assim, tudo se mistura, revelando momentos de sua adolescência, época de camelô, quando foi paraquedista, casamentos, concessão da emissora, entre outras curiosidades.

Após passar pelo 033 Rooftop, é previsto que o musical continue pela cidade paulista, entretanto, ainda sem local definido. Segundo a coreógrafa, este evento está ligando um pouco da linguagem cinematográfica da produtora e da equipe criativa com o lado off de fazer musical, e, ao mesmo tempo com um lugar que não é um palco italiano. Outra questão importante é o trabalho desenvolvido no 033 Rooftop, porque se acredita que à medida que o espetáculo sair para outro lugar, talvez não tenha tanta proximidade, já que é um ambiente com formato de palco diferente. Diante disso, a equipe conseguiu construir realmente um estúdio de televisão, onde a plateia fica praticamente dentro do palco.

“É meu sonho ver até o fim dessa temporada um pessoal que levante e participe. Por enquanto vão estar um pouco travados, mas se tiver uma plateia “bagaceira” (risos)...,aliás, nosso público é literalmente de caravanas, e se elas se animarem, vai ser maravilhoso. Fora isso, haverá participações de vários artistas, afinal, como é tributo ao "patrão", todos querem contribuir com a homenagem", brinca Fernanda em entrevista coletiva nesta terça-feira (10). “E Acredito que é essa magia: a TV, o Cinema e o Teatro, unidos em uma criação totalmente autoral, brasileira e que faz parte da nossa história”, finaliza.

SERVIÇO:
SILVIO SANTOS VEM AÍ!
Período: 13 de março a 17 de maio
Sessões: (sextas-feiras 20h30) (sábados 15h30 e 20h30) (domingos 15h e 20h) 
Duração: 2 horas e 15 minutos (com 15 minutos de intervalo)
033 Rooftop: Av. Pres. Juscelino Kubitschek, 2041
Setores e preços:  Setor VIP R$180,00 e Setor 2 R$75,00 
Vendas on-line:  www.sympla.com.br 
Bilheteria física: das 12h às 20h
Pagamento: Dinheiro, Cartão de débito e crédito. 

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »