03/09/2020 às 10h33min - Atualizada em 03/09/2020 às 10h29min

Nova minissérie ‘Love In Time Of Corona’ aborda relacionamentos amorosos durante a pandemia

Lucas Lima - Editado por Bárbara Miranda

A pandemia do novo coronavírus mudou drasticamente a nossa rotina em um piscar de olhos. Subitamente, fomos obrigados a fazer isolamento social rígido e entrar em quarentena sem nenhuma perspectiva de retorno tão cedo. Apesar do mundo está virado ao avesso, a vida não parou, ela continua, e por isso, adaptações foram necessárias para conseguir viver durante essa fase.

 

Seguindo este contexto, Love In Time Of Corona apresenta uma trama que explora, de forma simples, mas concisa, a vivência social de indivíduos nesse momento. É trabalhado através de três núcleos de personagens diferentes o estar em quarentena, como se dá a vida em um período de crise global, e em especial, como se dá os relacionamentos amorosos. 

 

A ideia por trás de Love In Time Of Corona é muito interessante. Em um período em que todos os estúdios de Hollywood se viram obrigados a fecharem por tempo indeterminado, a minissérie ousou em fazer um projeto de forma bem diferenciada e com uma premissa que consegue provocar identificação com boa parte da população mundial.
 

 E certamente, a identificação com as situações que os personagens passam é a maior motivação para assistir. Exaustão mental, tédio, solidão e até os vídeos do TikTok são presentes na comédia romântica, por fazerem parte da conjuntura de estar em confinamento. Ver a isso, chega até ser terapêutico. Devido ao contexto, é comum passarmos horas nas redes sociais, e nelas, vemos uma ilusão social que nos faz pensar se somos os únicos enfrentando problemas individuais por causa da pandemia. A minissérie entrega um sentimento acolhedor ao refletir nossos problemas em seus personagens e dizer que está tudo bem em não estar bem.
 

O desenvolvimento do drama e a construção de personagens é feito de modo simples. Não há aprofundamentos e sua história apresenta-se como boba. Porém, essa fórmula é frequente no gênero que a produção se configura, e por isso, não desaponta expectativas. O seu principal triunfo mesmo é retratar o momento atual.

 

Esse retrato é ainda mais fidedigno na questão de relacionamentos amorosos. ‘‘Você não pode colocar amor em quarentena’’ essa é uma frase que aparece durante um episódio e reflete a realidade. Apesar de estarmos em isolamento social, o tempo não parou, nem a vida. Amar faz parte do ato de viver, e por enquanto que estivermos vivos, o amor estará presente em nossa existência. 

 

Amar, namorar, se apaixonar não entraram em pausa, eles foram adaptados. Neste sentido, a minissérie busca representar as diversas formas de amar e se relacionar durante essa crise. Aqui, o amor trabalhado não está restrito a casais, mas também aos demais laços afetivos, como os vínculos familiares. 

 

Ele se apresenta na amizade íntima entre dois amigos, Elle e Oscar. Na relação familiar do James e no casamento do Paul e Sarah. Em meados disso, subtemas são introduzidos, provocando reflexões sobre a vida em si. Chamadas de vídeos, mensagens de texto, web date e alguns gestos de afetos compõem o novo normal em conviver e se relacionar no confinamento, e aqui, esses elementos são bem aproveitados, construindo a essência da minissérie.

 

Por fim, Love In Time Of Corona apresenta que o homem é um ser social, e apesar dos pesares, essa característica não mudou, apenas se adaptou ao tempo. 

 

A produção se trata de uma parceria feita entre o canal Freeform com o Hulu que teve sua estreia no mês de agosto. Toda sua gravação foi realizada durante o confinamento. Câmeras foram instaladas nas residências dos atores, para eles conseguissem gravar a si próprios. Então, além de atuarem eles fizeram parte da produção.

 

REFERÊNCIAS
 

FÉLIX, Rui. Love in Time Of Corona: a série de comédia romântica gravada durante confinamento. Disponível em: <https://espalhafactos.com/2020/08/22/love-in-the-time-of-corona-a-serie-de-comedia-romantica-gravada-durante-o-confinamento/>. Acessado em: 02/09/2020.

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »