29/10/2020 às 17h36min - Atualizada em 29/10/2020 às 17h34min

Barcelona vence Juventus em Turim e assume liderança isolada do Grupo G da Liga dos Campeões

Dembélé e Messi marcam para os catalães e Morata têm três gols anulados pelo VAR

Felipe Sousa - editado por Thamyres Pontes
Dembélé comemora primeiro gol do Barcelona (Foto: EFE)
Em um dos jogos mais aguardados da fase de grupos da Liga dos Campeões, o Barcelona venceu com autoridade a Juventus, no Allianz Stadium, em jogo disputado na última quarta-feira (28). No que pode ser considerado uma das melhores atuações dos comandados de Ronald Koeman, nesta temporada, o Barça não deu chance, a uma pouca inspirada, Juventus, que ainda teve o azar de ter três gols de Álvaro Morata anulados pelo VAR.

Com a vitória fora de casa, o Barcelona saltou para a liderança isolada do Grupo G da Liga dos Campeões, com seis pontos. A Juventus, beneficiada pelo empate entre Ferencváros e Dínamo de Kiev, por 2 a 2 em Budapeste, se mantém isolada no segundo lugar com três pontos, enquanto húngaros e ucranianos dividem a lanterna com apenas um ponto conquistado.

Primeiro tempo

Sem Cristiano Ronaldo, ainda positivo para Covid-19, e com Chiellini ainda se recuperando de lesão, a Juventus entrou em campo com Danilo, Bonucci e o jovem Demiral, formando a defesa. No Barcelona, ainda sem Ter Stegen, o brasileiro Neto foi mais uma vez titular. Logo aos dois minutos, os visitantes criaram a primeira chance clara: Pjanic forçou Szczesny a fazer boa defesa. No entanto, o bósnio deixou a bola para Griezmann, que chutou na trave direita do goleiro polonês.

O Barcelona, por sua vez, foi recompensado com o gol. Messi fez grande lançamento para Dembélé, que passou por Danilo e finalizou para abrir o placar. Logo depois, Morata chegou a empatar o jogo após rebote de Neto, mas a arbitragem assinalou impedimento.

Aos 22 minutos, Messi tabelou com Griezmann, o argentino finalizou com perigo à esquerda do gol de Szczesny. Nos minutos seguintes, mais um gol, feito por Morata, anulado. O espanhol aproveitou cruzamento e mandou a bola para o fundo da rede, mas estava à frente de Araújo no momento do passe.

As melhores chances seguiam com o Barcelona, aos 33 minutos. Jordi Alba finalizou para fora, após bola desviada de Demiral. Poucos tempo depois, Messi acionou Dembélé em velocidade, que finalizou para defesa de Szczesny. O atacante do Barcelona rolou a bola para Griezmann, que se atrapalhou e desperdiçou um ótimo ataque.

Segundo tempo

Aos 10 minutos, o VAR, surgiu para anular mais um gol de Morata. Chiesa cruzou pela esquerda, De Jong afastou e Cuadrado cruzou novamente de voleio; a bola encontrou Morata, que a empurrou para as redes. O gol chegou a ser validado em campo, mas o árbitro de vídeo flagrou o impedimento do atacante espanhol.

Pouco tempo depois, Griezmann tocou, a bola desviou em Demiral e sobrou para Messi. O argentino finalizou firme e a bola passou rente à trave direita de Szczesny. Com isso, o Barcelona seguiu comandando as ações no Allianz Stadium. Em seguida, Busquets acionou Messi, que optou pelo passe para Griezmann. O francês finalizou com perigo em chute cruzado para fora.


Por volta dos 39 minutos, após receber o segundo amarelo, depois de um pontapé em Pjanic, Demiral foi expulso de campo, sepultando qualquer chance de reação da Juventus. Aos 44 minutos, o golpe de misericórdia: Bernadeschi atropelou Ansu Fati, dentro da área, e a arbitragem marcou pênalti. Na cobrança, Messi deslocou Szczesny para matar o jogo no Allianz Stadium.

Próximos confrontos

Juventus e Barcelona voltam suas atenções para seus respectivos campeonatos nacionais: a vecchia signora entra em campo no domingo (1), contra o Spezia, fora de casa, pelo Campeonato Italiano. O Barcelona, por sua vez, tem compromisso contra o Alavés, no sábado (31), em Vitoria-Gasteiz.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »