14/02/2021 às 06h29min - Atualizada em 13/02/2021 às 06h27min

Liga da Justiça, Tropa dos Lanternas Verdes e a Representatividade na DC Comics

A Afro-americana Jo Mullein assume o posto de Lanterna Verde na nova Liga da Justiça e amplia o espaço da diversidade nos quadrinhos

Paulo Pereira - Editado por Fernanda Simplicio
Fonte/Reprodução: DC Database | Fandom
A equipe de super-heróis mais importante da DC Comics, a Liga da Justiça, ganhou uma nova representação da Tropa dos Lanternas Verdes. Jo Mullein, uma jovem mulher negra, assume o posto de Lanterna Verde na nova aposta da DC Comics iniciada em janeiro, a minissérie de história em quadrinhos DC Future State.
 
Embora não tenha sido o primeiro grupo de super-heróis criado nas histórias em quadrinhos, a Liga da Justiça (ou Liga da Justiça da América) é o que detém maior status e reconhecimento – não apenas dos quadrinhos, mas da Cultura Pop/Geek como um todo.
 
Criada pelo escritor Gardner Fox e o desenhista Mike Sekowsky nos anos 1960, em plena Era de Prata – quando o gênero super-heróis ainda em baixa procurava se reinventar com histórias estabelecidas sobre uma atmosfera mais científica e menos referenciada a temas como magia e misticismo por exemplo –, o grupo, a liga (literalmente uma referência aos Esportes), teve a sua formação composta por Super-Homem, Caçador de Marte, Mulher Maravilha, Lanterna Verde, Aquaman, Batman, Ciborgue e Flash.
 
Com o passar dos anos, várias “versões” da Liga da Justiça começaram a surgir ou mesmo coexistir – com alguns heróis transitando entre as diversas composições de cada grupo, que por sua vez apresentaram diferentes durações. Além da Liga da Justiça “principal”, tivemos Liga a Justiça Internacional, Liga da Justiça da Antártica, Liga da Justiça da China, Liga da Justiça Sombria, dentre outras.
 
Como não é difícil imaginar, fazer parte da Liga da Justiça – especialmente da equipe principal – é uma inegável honra, sinal de reconhecimento, verdadeiro status. A Tropa dos Lanternas Verdes (os guerreiros esmeralda) sempre tiveram um representante na(s) Liga(s). Estes que são uma espécie de poderosos policiais espaciais que patrulham o espaço com o intuito de manter ordem e possuem, para tanto, um anel de energia de cor verde (desenvolvido por anciãos imortais) conectado à sua força de vontade como arma/ferramenta. O planeta Terra está inserido em um dos 3.600  setores espaciais protegidos pela Tropa; o de número 2814.
 
Depois de Abin Sur – um poderoso ser extraterreno (oriundo do planeta Ungara) que era considerado o maior dos Lanternas Verdes até o aparecimento de Hal Jordan –, todos os Lanternas Verdes que integraram formações da Liga da Justiça, foram indivíduos humanos e, em sua maioria, designados a serem os protetores do setor 2814. Nesta extensa lista, estão: Hal Jordan, John Stewart, Guy Gardner, Kyle Rayner, Simon Baz e Jessica Cruz. Sem contar as crianças/jovens Tai Pham e Keli Quintela (Teen Lantern/Lanterna Nerd).
 
Após os eventos da saga Dark Nights: Death Metal (2020) e a chegada das minisséries de DC Nation Presentes DC Future State (2021), Jo Mullein é a Lanterna Verde da nova Liga da Justiça. A narrativa de Future State #1: Justice League apresenta a personagem e informa que no contexto no qual ela (e a nova Liga) existe e atua, “she united all the corps just in time to solve Oa´s greatest mystery” (em tradução literal: “ela foi capaz de unir todas as tropas a tempo de solucionar o grande mistério de Oa.”) – Em tempo, existem outras tropas de Lanternas além da verde e Oa é o planeta criado pelos Guardiões (anciãos) do Universo a fim de abrigar, ser o quartel general da Tropa dos Lanternas Verdes.  
 
Jo Mullein, portanto, é apresentada como uma poderosa Lanterna Verde, em uma realidade onde aparentemente não existem outros como ela. E aqui, é significativo apontar algumas características que envolvem e moldam o singular contexto desta personagem.
 
Surgida em Far Sector #1 – traduzido como Setor Final pela Panini Comics para breve lançamento no Brasil –, uma minissérie do selo Young Animal (animal jovem em uma tradução livre) lançada em novembro de 2019, Mullein é a segunda mulher a fazer parte da Liga da Justiça. Antes dela apenas Jessica Cruz; que também não pode ser considerada uma veterana, em função de sua origem também relativamente recente – vide a minissérie Forever Evil ou Vilania Eterna, entre 2013 e 2014.
 
Além de mulher, Jo é negra. Assim, estar em destaque no grupo de super-heróis mais famoso da história dos quadrinhos e da cultura – e carregar o nome da Tropa dos Lanternas Verdes cujo anel foi (e é) considerado por muitos a arma mais poderosa do Universo – tem um significado extremamente relevante. Sinaliza que as necessárias e bem vindas mudanças dos tempos atuais relacionadas ao reconhecimento da diversidade de credos, raças, orientações, sexuais, posicionamentos políticos e tantos outros, estão tendo, passo a passo, o espaço que precisam ocupar.
 
A história da Liga da Justiça abraça esta “abertura” e o próprio entendimento e constituição do que é a Tropa dos Lanternas Verdes, mais ainda. Afinal, Alan Scott, o primeiro Lanterna Verde assumiu a sua orientação homossexual. John Stewart, ainda nos anos 70, foi o primeiro Afro-Americano a assumir o posto de Lanterna Verde. Simon Baz é libanês-americano e muçulmano. A Jessica Cruz, mulher e latino-americana. Ainda, Tai Pham, um jovem vietnamita-americano e Keli Quintela, uma criança afro-americana.
 
Diante deste grande quadro, a nova Lanterna Verde da Liga da Justiça, Jo Mullein, reafirma a espaço da representatividade que a DC Comics vem instituindo historicamente, na Liga e principalmente na Tropa dos Lanternas Verdes. Uma mostra crescente das ricas diferenças entre os povos que compõem a Terra e o(s) Universo(s); uma vez que neste espaço ficcional, espécies e raças as mais diferentes são a regra e não a exceção.

 
REFERÊNCIAS
 
CASSONI, R. Os Heróis dos Super-Heróis: A Era de Prata dos Quadrinhos. Maxiverso. Quadrinhos. 18. set. 2016. Disponível em: http://maxiverso.com.br/blog/2016/09/18/os-herois-dos-super-herois-era-de-prata-dos-quadrinhos/. Acesso em: 10. fev. 2021.
 
SOUZA, G. Lanterna Verde: Legado | DC divulga trailer de HQ com o mais novo herói. Feededigno. Quadrinhos. Notícia. 17. jan. 2020. Disponível em: http://maxiverso.com.br/blog/2016/09/18/os-herois-dos-super-herois-era-de-prata-dos-quadrinhos/. Acesso em: 11. fev. 2021.
 
CANAL SUPERHERO. AS MAIS DIFERENTES VERSÕES DA LIGA DA JUSTIÇA (LIGA DA JUSTIÇA SOMBRIA, DA CHINA E MUITO MAIS!). 2018. (10m24s). Disponível em https://www.youtube.com/watch?v=95ol7lrLsUc. Acesso em: 11. fev. 2021.
 
DA LUZ, F. A NOVA LIGA DA JUSTIÇA! - Review - Future State: Justice League 1 | DC Future State. 2021. (10m26s). Disponível em https://www.youtube.com/watch?v=YB8-6ql8O4o. Acesso em: 10. fev. 2021.
 
FÉLIX, R. A ORIGEM DOS 7 LANTERNAS VERDES DA TERRA. 2017. (14m04s). Disponível em https://www.youtube.com/watch?v=A7j1N8cXe_Q. Acesso em: 11. fev. 2021.

 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »