15/02/2021 às 12h18min - Atualizada em 15/02/2021 às 12h21min

‘A Cherry Tá On’ Twitch

Paulo Pereira - Editado por Fernanda Simplicio
Foto: Divulgação/Facebook Cherrygumms
A gamer Cherrygumms, Diretora Executiva da Black Dragons eSports, retornou à plataforma de streaming Twitch no último dia 11, após encerrar a parceria de quase três anos com o Facebook Gaming.
 
Retorno triunfal
 
Na última quinta-feira, dia 11, o Twitch recebeu uma convidada de honra. Cherrygumms, a primeira mulher Pro Player de Tom Clancy's Rainbow Six Siege no Brasil fez uma Live que marcou a sua volta à plataforma de streaming mais popular do mundo. A última Live realizada por ela, ali, foi no começo de 2018 – Além do Twitch e Facebook Gamming, Cherry já fez vídeos ao vivo na Azubu (plataforma que não existe mais) e no Youtube (onde mantém um canal desde 2010).
 
Visivelmente emocionada, Cherry disse aos fãs que estava nervosa e com medo de como seria recepcionada. Suas últimas Lives na plataforma do Facebook, não ocorreram como ela esperava. Agora, ao contrário, na grande noite de retorno ao Twitch, ela chegou a alcançar 15.000,00 pessoas assistindo ao vivo. Muitos que a conheceram naquele momento, como ela mesma pôde comprovar pelas enquetes que fazia com as pessoas no chat. Apesar de um problema técnico ter forçado o fechamento, e a abertura de uma nova tramsissão, a festa continuou por mais algumas horas, com centenas de participantes.
 
Para este retorno, a player, fez o bom uso dos benefícios que é ter grandes marcas do ramo como parceiras (Corsair, Acer Brasil e Fusion) e programou um sorteio ao vivo para as pessoas que se inscreveram no canal durante a Live. Diversos periféricos gamers (mouses, mousepad, mochila e teclado) de ponta estavam em jogo. Além de packs de energéticos.
 
Cherrygumms também aproveitou para reafirmar o que ela encara como uma verdadeira missão: valorizar e fortalecer os eSports no Brasil e incentivar e encorajar as mulheres a se manterem (ou adentrarem) no cenário gamer como jogadoras (casuais ou profissionais). Superando o preconceito, e uma infinidade de barreiras, assim como ela mesma o fez (e continua fazendo).
 
Cherry ainda revelou algumas novidades que estão por vir. Dentre elas, o apoio que ela dará aos streamers com ainda pouca notoriedade na plataforma, convidando-os para mostrar as suas histórias de vida em meio a uma saudável competição ao estilo de um reality show. Ela também disse que haverá a chamada “Quinta das Minas”, dia no qual fará partidas apenas com mulheres jogadoras e ou criadoras de conteúdo na internet.
 
Trajetória
Aos 23 anos, a teresopolitana Nicolle Merhy, mais conhecida no meio gamer como Cherrygumms, pode se orgulhar da sua trajetória. Incentivada pela família, Cherry, teve os primeiros contatos com o videogame ainda muito jovem.
 
Foi aos seis anos, através de uma das franquias clássicas dos jogos de FPS (First Person Shooter, ou em português Tiro em primeira pessoa), Quake, que o universo dos jogos eletrônicos surgiu na sua vida apresentado pelo gamer mais importante da sua vida, o seu pai.
 
Neste começo, como brincadeira e em meio ao afeto, seu “jeito moleca” de topar tudo sem frescuras, logo abriu espaço para o seu espírito competitivo e principalmente, deixo clara a coragem para desafiar os padrões sociais de gênero. Estes, que ainda associam videogame como masculinidade.
 
Em seu canal no Youtube, ela conta que foi em 2014, com o lançamento de uma nova versão do jogo Quake (Quake Live), que se deu a sua efetiva entrada no mundo dos games. Inclusive passando a integrar o time da Black Dragons eSports (a BD como é mais conhecida no meio competitivo) – Uma curiosidade é que Cherrygumms e a BD nasceram no mesmo ano de 1997.
 
E em 2015, com a aquisição de um equipamento mais adequado para o nível de exigência profissional, ela passou a se dedicar mais e evoluiu a sua dinâmica de jogo – Merhy chegou a estar entre as melhores players (jogadoras) do Brasil, ainda com Quake (Quake III). No mesmo ano, foi lançado o jogo Tom Clancy's Rainbow Six Siege – um dos jogos de FPS mais famosos da atualidade, também conhecido como R6 – o mesmo entrou no hall de jogos da organização e as impulsionou (a Cherry e a BD) significativamente no cenário de eSports brasileiro.  
 
Em 2016, Cherry tornou-se jogadora e capitã do time de R6 e passou a ser conhecida como a primeira mulher pro player (jogadora profissional) do Brasil. Pouco tempo depois transforma-se em sócia e CEO (Chief Executive Officer/Diretora Executiva).
 
Na edição 2019 da lista Forbes Under 30, publicada pela Forbes Brasil – a conceituada revista de negócios e economia do mundo –, ela foi eleita como um dos jovens mais influentes do país para 2020.
 
Também em 2019, Cherry participou de um encontro na Comissão de Educação (CE) do Senado Federal, idealizado pela senadora Leila Barros (PSB-DF). Junto a outras personalidades do cenário de esportes eletrônicos brasileiro, debateu o projeto de lei (PLS 383/2017), do senador Roberto Rocha (PSDB–MA), que regulamenta a atividade relacionada aos eSports.
 
Cherrygumms é embaixadora da CORSAIR Brasil, Acer Brasil, Fusion Energy Drink e Rappi Brasil. Este ano ela completa 7 anos de Black Dragons eSports.
 
Até o fechamento desta matéria, nas mídias sociais de Nicolle Merhy, são 490 mil inscritos no Youtube (com 64.595.359 visualizações), 109,4 mil seguidores no Twitter e 296 mil no Instagram. Com a sua volta para o Twitch, já são 48,5 mil seguidores.

REFERÊNCIAS:

MERHY, N. VAMOS TRAZER O ESPÍRITO BR HUE CARAMBA!. 2016. (10m20s). Disponível em https://www.youtube.com/watch?v=iGZhFzqCWDU&t=183s. Acesso em: 13 fev. 2021.
 
Rainbow Six Esports Brasil. CHERRYGUMMS em 60 SEGUNDOS | Rainbow Six Siege. 2019. (1m12s). Disponível em https://www.youtube.com/watch?v=XL6XKloGhbs. Acesso em: 14 fev. 2021.
 
 

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »