20/06/2021 às 18h35min - Atualizada em 20/06/2021 às 18h35min

Mulheres no eSports e o surgimento de uma nova organização

Mesmo com a escassez de mulheres no cenário profissional, Valkirias se destacam após projeto de sucesso

Kevin Costner - Editado por Ana Terra
O cenário competitivo de esportes eletrônicos é nítido nos últimos anos. Conhecido como eSports, os torneios ganharam uma enorme audiência, bem como parceiros comerciais e gigantescos faturamentos. No entanto, é possível notar a predominância de homens em diversas modalidades como League of Legends, Valorant, FIFA, PUBG, dentro outros jogos.

Em 2018, a Vaevictis eSports se tornou o primeiro time completamente feminino a disputar um torneio oficial da Riot Games. Porém, o desempenho na League of Legends Continental League (LCL) não foi conforme o esperado e, por decisão da empresa, a equipe foi removida da competição de “apoio”.

Fonte: Vaetictis eSports / Reprodução: Twitter

Fonte: Vaetictis eSports / Reprodução: Twitter


Valkirias
No entanto, após a perspectiva de Pâmela Mosquer sobre o cenário em geral, surgiu o Projeto Valkirias – uma iniciativa que buscou ensinar e preparar mulheres para o cenário de eSport, jogadores de LoL e Valorant poderiam escolher entre melhorar suas habilidades ou competir profissionalmente. A iniciativa se deu sem fins lucrativos, mas contou com profissionais que estão dentro do mercado como Marcelo "Riyev", que foi bicampeão do Campeonato Brasileiro de League of Legends (CBLOL) e Nyvi Estephan, que foi eleita a melhor apresentadora de eSports da América Latina

As participantes do projeto passam orientações e apoio na área jurídica, psicológica na área de eSports, redes sociais, além da parte de criação de conteúdo para internet.

Recentemente, o projeto fechou uma parceria com a Level Up Games e produziu um campeonato de PUBG Mobile, vencido pela Cinderellas Esports. Diante do sucesso que já impactou positivamente cerca de 1000 mulheres e à escassez de garotas no cenário competitivo, recentemente foi anunciado que o Projeto Valkirias passou a ser Valkirias Esports.

 
A organização terá equipes de Valorant, PUBG Mobile, além de uma equipe universitária de League of Legends. Para saber mais informações, você pode acessar a página oficial do Twitter da organização.
 
REFERÊNCIAS:
CARBONE, Filipe. “Riot adverte equipes acusadas de machismo em competição de League of Legends”. TORCEDORES, 2019. Disponível em: <https://www.torcedores.com/noticias/2019/02/riot-adverte-equipesacusadas-de-machismo-em-competicao-de-lol>. Acesso em: 18 de junho de 2021.
GERALDI, Lucas. “Projeto Valkirias anuncia entrada no cenário competitivo como Valkirias E-Sports”. ESPN, 2021. Disponível em: <https://www.espn.com.br/esports/artigo/_/id/8697573/projetovalkirias-anuncia-entrada-no-cenario-competitivo-como-valkirias-esports>. Acesso em: 18 de junho de 2021.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »