18/10/2021 às 22h31min - Atualizada em 18/10/2021 às 09h55min

Cultura na Pandemia

A Importância da Cultura na Pandemia

Dominik Pereira - editado por Luhê Ramos
Arte Em Curso
Imagem ilustrando o mapa do Brasil feito com símbolos culturais. | Fonte: Blog Arte em Curso

 

A cultura sempre esteve presente na nossa sociedade de diversas formas, através de livros, filmes, pinturas, teatros, música. Nos acostumamos a ter tudo isso à mão, encontrar com amigos com os mesmos interesses culturais sempre rendeu uma boa conversa. Em tempos tão modernos, de tanta tecnologia, onde podemos ler livros em dispositivos moveis, foi muito desesperador saber que a roda de amigos de leitura não poderia mais acontecer.

A chegada da pandemia virou o nosso mundo de cabeça para baixo. Isolados sem poder sair de casa, a nossa mente acabou virando um pequeno caos. Foi então que se iniciou um forte engajamento para o consumo de todo tipo de cultura, surgiram várias lives musicais, onde as pessoas podiam interagir com os cantores através de mensagens ao vivo.

“A música tem vocação civilizatória, porque nos ensina a ouvir. Se a gente ouvisse mais uns aos outros, em vez de estar ressaltando diferenças, estaríamos ressaltando semelhanças”, afirmou ao Jornal da USP o professor Gil Jardim, maestro titular da Orquestra de Câmara da Escola da Escola de Comunicações e Artes da USP, a Ocam. Foi pensando justamente nessa vocação que a orquestra levou ao ar o vídeo Espero que Nomes Consigam Tocar, uma homenagem às vítimas da covid-19 que contou com a participação do músico Chico César. ”

Podemos ver a cultura não apenas como um meio para o entretenimento, mas sim como uma ferramenta de transformação, pois é capaz de nos despertar a empatia pela dor do outro. Ela pode ser usada para fazer críticas sociais ou a um governo, mas o mais importante papel neste momento é não nos deixar desconectados de nós mesmo e dos problemas do mundo.

Como disse o grande artista brasileiro, Paulo Gustavo (Rir é um ato de resistência), pois nunca se fez tão necessário o riso e a alegria para aliviar um pouco a alma e o coração. Uma das muitas vítimas da covid-19, ele nos deixou uma linda mensagem refletindo sobre a importância da cultura em tempos de pandemia.

Sabemos que o acesso à cultura não chega para todos de forma igualitária, seja pela falta de acesso à internet ou por falta de recursos financeiros. Mas para aquelas pessoas que tem condições de consumir conteúdos culturais, aproveitem esta oportunidade, a arte é vida, a arte salva, nos humaniza e nos faz ver o lado bom da vida de forma simples e leve. Segundo o sociólogo Herbert de Souza, um país não muda pela sua economia ou política. Muda, sim, pela sua cultura. E hoje podemos ver o quão verdade isso é.

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »