31/10/2021 às 15h12min - Atualizada em 31/10/2021 às 13h57min

Dia 31 de Outubro | o dia das travessuras do Saci

O dia do famoso personagem conhecido por integrar o folclore brasileiro é comemorado, no Brasil, no mesmo dia do Halloween.

Judite Almeida - Revisado por Isabelle Marinho
https://www.correiobraziliense.com.br/diversao-e-arte/2021/10/4955568-entenda-o-motivo-do-halloween-e-dia-do-saci-serem-comemorados-na-mesma-data.html
Dia do Saci: O "Halloween brasileiro". (Foto: Reprodução/ ocorreio.com)
No dia 31 de Outubro é comemorado o tão popular Halloween, também conhecido como "Dia das Bruxas'', um evento que costuma ser celebrado nos países norte-americanos por crianças, jovens e até adultos que enfeitam suas casas e/ou saem fantasiados batendo de porta em porta a fim de ganhar doces ou fazer travessuras. Entretanto, no Brasil, a data também é motivo de comemoração de outro evento, o Dia do Saci.

Em 2003, o deputado Aldo Rebelo propôs o projeto de lei federal n° 2762/2003, com o intuito de declarar o dia 31 de Outubro o "Dia Nacional do Saci", no entanto, não houve uma aceitação imediata. Embora no estado de
 São Paulo, a data já vinha sendo comemorada desde 2004 instituída pela lei estadual n.º 11.669, felizmente, em 2013 a data foi oficializada no país após o projeto de lei n° 2.479, elaborado pelo deputado federal Chico Alencar (PSOL) e a vereadora de São José dos Campos, Ângela Guadagnin (PT), por meio da Comissão de Educação e Cultura.

O projeto foi criado com o objetivo de resgatar e valorizar o folclore do nosso país, promovendo a cultura nacional e suas tradições. Em um dos trechos da Lei n.° 2.479, de 2003, é dito que: 

"A intenção desse projeto é ensinar as crianças que o país também tem seus mitos, difundindo a tradição oral, a cultura popular e infantil, os mitos e as lendas brasileiras. Em vez de bruxas e gnomos, a manifestação cultural deve valorizar figuras folclóricas que se refiram às tradições brasileiras. Afinal, o saci é da nossa cultura e uma síntese das três raças que estão na origem da nação brasileira - o índio, negro e o branco".

A história do Saci-pererê


Algumas histórias afirmam que a lenda teve surgimento nos fins dos tempos coloniais e teve origem a partir dos povos indígenas do Sul do Brasil. O Saci era descrito como um pequeno índio com duas pernas e um rabo, mas a partir da influência africana, ele perde a perna lutando capoeira e adquire o costume de fumar cachimbo.

Nas novas narrativas, o Saci é um menino negro, que usa um gorro vermelho e possui apenas uma perna, além de fomar redemoinhos de vento ao seu redor quando se locomove. De acordo com as narrações, se trata de um personagem muito travesso, que apronta e se diverte com pessoas e animais, como, por exemplo, fazendo tranças nos pelos dos animais durante a noite, escondendo objetos, trocando o recipiente de açúcar por sal, distraindo cozinheiras para que estas queimem a comida e assobiando de maneira estridente para assustar viajantes. 

Mas não só de travessuras vive o Saci, ele também é conhecido como responsável pela guarda das florestas, assim como das ervas e plantas medicinais. Acredita-se também que o Saci nasce do broto de bambu, permanecendo ali até os sete anos e vivendo por mais 77, e após sua morte se transforma em um cogumelo venenoso. Para capturar tal personagem seria necessário arremessar uma peneira nos redemoinhos de vento, e em seguida retirar-lhe o gorro para prendê-lo em uma garrafa.

A lenda é contada em todas as regiões do Brasil e por isso acaba sendo modificada conforme o local. Em alguns lugares, ele possui nomes diferentes como: Saci-Cererê, Matimpererê, Matita Perê, Saci-Saçurá e Saci-Trique.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »