29/11/2021 às 08h53min - Atualizada em 24/11/2021 às 07h04min

Equals: novo álbum de Ed Sheeran bate um bilhão de streams no Spotify

A obra foi lançada no mês passado e conta com o hit Bad Habits

Nataly Lopes - Revisado por Márcia Nascimento
G1
Foto promocional para o álbum Equals. (Foto/divulgação: Ed Sheeran/ Instagram)

Os fãs do cantor britânico Ed Sheeran aguardavam com muita animação o lançamento do álbum Equals (=) que aconteceu no dia 29 de outubro deste ano. No dia 4 de novembro, o artista anunciou nas redes sociais que o álbum já havia ultrapassado a marca de um bilhão de streams, com apenas 6 dias.

Comentário do cantor no Twitter. (Reprodução: @edsheeran)

O último trabalho musical do compositor e produtor foi em No. 6 Collaborations Project e teve sua estreia nas plataformas digitais em 12 de julho de 2019. Todas as 15 faixas possuem colaborações com vários cantores, entre eles Camila Cabello, Cardi B, Bruno Mars, Justin Bieber, Eminem, Khalid, Travis Scott e Stormzy

No entanto, o último disco solo do artista foi Divide (÷), lançado em 3 de março de 2017. O álbum conta com alguns dos maiores hits da carreira do britânico, sendo Shape Of You e Perfect. A era consagrou o sucesso do cantor mundialmente e conquistou vários recordes e prêmios. 

Álbum Divide. (Reprodução: Spotify)

Após mais de 4 anos sem lançar um álbum solo e depois de passar um ano de “férias”, Ed Sheeran voltou com o lançamento do lead single Bad Habits. A música ficou em primeiro lugar por 11 semanas na principal parada musical no Reino Unido, a Official UK Singles Chart, além de ficar por várias semanas no Top 10 da Billboard Hot 100 e ser indicada a melhor música do ano no Grammy.

Clipe de Bad Habits. (Divulgação: Ed Sheeran - YouTube)


A música escolhida para ser o segundo single de Equals foi Shivers. Bem animada, deu um gostinho de como a obra se seguiria. Repleta de frases apaixonantes, ele reforça o amor que sente pela sua amada. 

Eu amo quando você faz assim
E quando você está perto, me dá arrepios
Oh, amor, você quer dançar até a luz do sol raiar
E quando disserem que a festa acabou, a gente faz começar de novo

Clipe de Shivers. (Divulgação: Ed Sheeran - YouTube)

O terceiro single foi lançado no mesmo dia que o álbum. Overpass Graffiti ganhou um clipe repleto de easter eggs e de muito bom humor, como estamos acostumados a ver em outros vídeos do cantor. A canção segue a proposta de ser uma obra alegre, mas com vocais mais diferenciados.

Clipe de Overpass Graffiti. (Divulgação: Ed Sheeran - YouTube)


Entre os easter eggs do clipe, está uma possível parceria de Taylor Swift em um remix de The Joker and the Queen.
 

Comentário sobre o remix de The Joker and the Queen. (Reprodução: @PopBase)


Faixa a faixa


Tides e First Times

O disco começa com um pouco de rock na faixa Tides. Foi uma maneira bem diferenciada para Sheeran. Por outro lado, em First Times, o britânico traz uma balada fofa e bem apaixonante. Ambas músicas citam o cantor como pai de primeira viagem, a filha Lyra Antarctica nasceu em agosto de 2020. 


The Joker and the Queen 

É uma canção bem romântica e delicada. Aqui, Ed Sheeran se diz impressionado em ter conquistado a sua amada.

E sei que você poderia se apaixonar por milhares de reis
E corações que te dariam um anel de diamante
Quando eu me curvei, você viu o melhor em mim
O coringa e a rainha


Leave Your Life e Collide

Leave Your Life é a faixa R&B do álbum. Os vocais do britânico de 30 anos aparecem com mais fervor. Collide, uma das músicas preferidas dos fãs, também conquista pelas singularidades que o casal Ed Sheeran e Cherry Seaborn já viveram.

Comentário sobre a música Collide. (Reprodução: @namomipamelag)


2step

Essa foi a última música a entrar no álbum. Lembra as faixas mais dançantes de rap que o artista já explorou nos discos anteriores, em especial no No. 6 Collaborations Project.


Stop the Rain

Para quem já acompanha o cantor há mais tempo, deve se lembrar da canção Make It Rain, uma das músicas mais obscuras do britânico em questão de sonoridade, lançada em 2014. No entanto, Stop the Rain, veio para mudar esse aspecto. 


Love in Slow Motion e Visiting Hours

Mesmo o álbum não tendo as clássicas baladas românticas que levaram ao sucesso (como Perfect e Thinking Out Loud), Love in Slow Motion é a que chega mais perto disso. Já Visiting Hours, que foi lançada após Bad Habits sem ser single, é uma homenagem ao produtor Michael Gudinski que faleceu em 1 de março deste ano.

Apresentação de Visiting Hours. (Divulgação: Ed Sheeran - YouTube)


Sandman e Be Right Now

Sandman foi toda produzida com instrumentos infantis, uma música que celebra o nascimento da filha Lyra. Por outro lado, o disco termina com uma faixa que reforça a importância de viver o momento presente.

Álbum Equals. (Reprodução: Spotify)


O álbum não foi tão bem visto pela crítica especializada. Equals tem 59 no Metacritic baseado em 12 reviews. Os números do disco foram muito bons nas plataformas de streaming. Entretanto, não foi tão metafórico como o Divide. No geral, Ed Sheeran se manteve na sua zona de conforto e se mostrou muito feliz com a fase que vive atualmente.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »