17/04/2022 às 17h26min - Atualizada em 17/04/2022 às 16h24min

O dilema das indiretas nas redes sociais e sua influência no comportamento humano

Além da comunicação, as pessoas usam as redes sociais para compartilhar fotos, pensamentos, notícias. No entanto, há aqueles que usam as redes como ferramentas para atacar indivíduos ou grupos

Vitória Barbara - editado por Larissa Nunes
Imagem da tela de um celular. (Foto: Reprodução / Pexels)

Se formos buscar o sentido literal da palavra indireta, iremos identificar como uma forma de expressar algo que não se quer ou não se tem coragem de dizer de uma maneira clara e aberta. Em geral, jovens e adolescentes usam das indiretas para atacar ou chamar atenção de alguém.

As indiretas podem ser engraçadas quando seu uso está voltado apenas para o humor. Grandes comediantes, por exemplo, utilizam deste recurso para expor seus pensamentos e ideais de maneira humorística e que, de certa forma, acaba se tornando uma forma de protesto.

Além disso, algumas pessoas também usam das indiretas no intuito de chamar atenção de uma determinada pessoa que foi motivo de decepção ou, de alguma forma, está presa em seu pensamento. Nesses casos, mandar aquela indireta parece ser uma ótima solução para aqueles que querem dizer algo, mas não querem se expor.

Entretanto, seu uso pode se transformar em um problema quando se está fora de contexto e queremos transmitir uma mensagem. Nos habituamos a utilizar as indiretas porque não nos sentimos suficientemente seguros para compartilhar a mensagem de forma direta, principalmente, quando o conteúdo da mensagem é importante.

Se as indiretas não forem utilizadas no contexto adequado, elas podem causar algum dano a outra pessoa. Com o uso de uma linguagem distorcida, podemos está piorando uma situação que já estava apresentando problemas; os relacionamentos podem ser afetados e podemos ser mal interpretados.

A verdade é que usar indiretas não irá ajudar a resolver qualquer questão, pelo contrário, pode até frustrar o receptor da mensagem e, até mesmo, intensificar as provocações. Além disso, a indireta pode atingir outras pessoas que não tem participação alguma na história na qual a pessoa que transmitiu a mensagem está envolvida.

Um fator que deve ser levado em consideração é que, ao publicar indiretas, as pessoas passam a ter acesso a um problema que poderia ser resolvido em particular. As indiretas podem afetar qualquer possiblidade de reconciliação e gerar mais irritação entre os participantes.

Pode ser um pouco difícil de aceitar, mas se expor assim, pode ser considerado um sinal de imaturidade. Uma pessoa matura logo pensaria em resolver qualquer questão no privado a fim de evitar qualquer interferência externa. Além disso, como foi dito anteriormente, outras pessoas podem pensar que as indiretas são para elas, afinal, problemas e imperfeições não são exclusividade de ninguém.

Vale mencionar que, ao postar uma indireta, você dará abertura para pessoas alheias se intrometerem na situação. Como em grande parte dos casos, as indiretas representam situações pessoais, talvez não seja interessante publicá-las. Por essa razão, é importante pensar se vale a pena tornar a situação pública, pois, mesmo que escreva algo de forma sutil, você abrirá espaço para que aqueles que lerem tirem as suas próprias conclusões.

Uma consequência resultante das postagens frequentes de indiretas é a imagem de “chato”, “inconveniente” e “problemático”. Partindo desse pressuposto, ao compartilhar indiretas nas redes sociais, a pessoa pode está passando uma imagem de insegurança, de negatividade e, até mesmo, de um vazio existencial.

A perda de amizades também é resultado de tal atitude. Postar indiretas, principalmente quando se tem uma frequência de postagens, pode ser visto como algo constrangedor para os receptores. Em ordem de evitar tais situações, as pessoas evitarão manter contato e por fim, se afastarão.


 

As indiretas podem ser feitas em frases curtas, longas, citações de pessoas famosas, trechos de livros e músicas. Pode até ser frases autorais, que mais se associam a desabafos. Toda indireta transmite uma mensagem, mas não diz diretamente quem deve recebê-la.

Mais abaixo, contém os tipos de indiretas mais encontradas nas redes sociais:

Indireta para ex: Essas indiretas sempre vêm acompanhada de uma foto que representa o quão feliz a pessoa está. Além disso, as legendas podem vir carregadas de frases de efeito.

Indireta Fantasma: São indiretas para alguém que não segue ou que não está adicionada na conta. Em alguns casos, o receptor pode ter bloqueado o emissor da indireta ou vice-versa. Em resumo, a indireta é postada para alguém que não irá ver.

Indireta Religiosa: É aquele salmo ou passagem bíblica publicado a fim de passar uma imagem de santidade. Pode ser usado para criticar comportamentos humanos ou algum assunto polêmico que está em pauta.

Indireta da Indireta: É aquela indireta que se tornou uma resposta de outra indireta que a pessoa viu e assumiu que era para ela.

 

Para exemplificar, segue abaixo cinco frases mais utilizadas para mandar uma indireta:

1 – Eu só finjo estar distraída, na verdade eu vejo tudo.

2 – Existe pessoas que só dão valor, quando outra pessoa começa a valorizar.

3 – Quem muito se acha muito se perde.

4 – É muita mente pequena para muita boca grande.

5 – Nada melhor do que saber… Que a sua indireta foi entregue com sucesso!

Se forem usar indiretas, torna-se importante que elas sejam tratadas de maneira cuidadosa. Afinal, pode gerar alguns problemas. E fica aquele conselho: se você precisa resolver um problema, converse com a pessoa.


Pense antes de postar indiretas e evite “passar vergonha”


 

Bom, postar indiretas também pode ser divertido. Fazer postagens com teor humorístico e que desperte atenção das pessoas pode ser interessante. No entanto, é importante tomar cuidado com o exagero do conteúdo e com a frequência. Tudo tem um limite e quando não estabelecido, aquilo que antes era divertido, passa a ser irritante.

Postar indiretas para dizer que gosta de alguém é, de certa maneira, atraente. Porém, preste atenção para não parecer desesperado(a). Dizer constantemente que está solteira(o) e que queria ter alguém ou aquela pessoa específica do seu lado, acaba criando uma imagem de uma pessoa sozinha e carente de atenção.

O ser humano, de modo geral, costuma se incomodar com comportamentos de terceiros. Nesse sentido, é comum que uma pessoa que compartilhe indiretas com frequência nas redes sociais e se incomode caso alguém faça o mesmo. Refletir sobre a sua opinião a respeito de indivíduos que agem dessa forma, ajuda a buscar a coerência entre o que faz e o que espera dos demais

Se faz importante pensar antes de falar qualquer coisa. Qual imagem quero passar? Para qual pessoa ou pessoas quero atingir com a minha mensagem? Estou exagerando? Alguém pode se ofender? Quem? – Assim, iremos saber o que dizemos, respeitando o ponto de vista de outras pessoas. No fim, podemos até conseguir discussões mais enriquecedoras, com conclusões de maior valor.

Para aqueles que acham que uma pessoa anda lhe mandando indiretas, o melhor a fazer é tentar esclarecer as coisas, antes de tirar conclusões precipitadas. Caso seja realmente para você, tentar resolver o problema, em vez de agravar a situação, é o melhor a se fazer.

Se não for para você, sugiro o envio deste artigo para a pessoa. Ela precisa ter noção dos riscos que corre ao agir dessa maneira.

A melhor forma de conviver de forma pacífica em sociedade é sendo o mais claro e direto possível. E se algo estiver aborrecendo, uma conversa civilizada é a melhor solução. O diálogo é uma ferramenta essencial para aqueles que querem solucionar qualquer problema.
Com isso, não estou querendo dizer que não podemos usar indiretas em nossa comunicação diária. De fato, nós podemos postar de forma eventual, mas sempre tendo em conta que estamos colocando uma ambiguidade na comunicação, o que pode dificultar a transmissão da mensagem.

Para saber mais sobre as redes sociais e saúde mental, leia aqui.



 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »