26/06/2022 às 03h21min - Atualizada em 26/06/2022 às 02h31min

Como Ms. Marvel consegue juntar sua estética mais divertida e jovem e temáticas culturais sem perder sua essência

A nova série do MCU apresentou em seus primeiros episódios sua identidade única, sendo uma história nova com novos personagens e passagens culturais, especialmente no segundo episódio

Felipe Grande - Editado por Ana Terra
Ms. Marvel vem sendo reproduzida desde o dia 8 de junho pela Disney+, com episódios semanais, assim como é feito em outras séries da plataforma, como Obi-Wan Kenobi. Até o momento três episódios estão disponíveis na plataforma, e nessa introdução para a temporada, a série já mostrou como ela se comporta perante ao seu público alvo, o jovem, que já é bem determinado.

Dito isso, é claro que uma série com uma protagonista paquistanesa, mulher, e adolescente vivendo nos Estados Unidos, se aventuraria por temas delicados e importantes. Mas o jeito que a Marvel tem feito isso até o momento, de uma forma mais leve e descontraída, é muito importante para o público e para manter a identidade da história.

Lembrando que Ms. Marvel tem o público mais diverso dentre todas as séries da Marvel, atraindo famílias negras, hispânicas e asiáticas para um recorte maior da audiência nos EUA.

 
A cultura muçulmana na visão de uma adolescente paquistanesa em Nova Jersey

O episódio piloto de Ms. Marvel apresenta como é a série, Kamala Khan (Iman Vellani), seus amigos e sua família, e a origem de seus poderes no MCU, que é diferente dos quadrinhos e tópico de outra discussão. É nesse episódio que a Marvel deixa claro que essa é uma série juvenil e não esconde isso desde o começo.

As pequenas referências de edição deixam claro como a estética de Ms. Marvel é de fato uma série divertida e adolescente, diferente de obras como WandaVision por exemplo, que é do mesmo universo, mas com uma visão completamente diferente do mundo da Marvel.

É no segundo episódio que o roteiro da série passa por pontos culturais importantíssimos, mas é ótimo ver como ela não foge da sua proposta e continua sendo descontraída mesmo nesses momentos. Nesse capítulo é mostrado como Nakia (Yasmeen Fletcher), melhor amiga de Kamala, deseja concorrer às eleições da mesquita que ambas frequentam.

As cenas com Nakia neste episódio são extremamente ligadas à cultura muçulmana, e a maneira como ela é explorada, sendo como uma porta voz das mulheres e também dos jovens da mesquita, concorrendo nas eleições do local, distribuindo seus pôsteres de campanha, enfim, tudo é muito político, mas de um jeito que não torna esse episódio de fato político ou sério.

Nakia também fala sobre seus conflitos internos, sendo uma mulher muçulmana, que é, em suas palavras “muito branca para alguns ou muito étnica para outros”, e usa seu hijab como uma forma de mostrar quem ela realmente é, e de conseguir construir sua própria história.

A vida de uma adolescente com poderes

É nesse episódio que também é possível ver como a vida de Kamala muda com seus poderes recém descobertos. Ela fica mais confiante, consegue socializar mais facilmente com as pessoas da escola e também passa a treinar com Bruno (Matt Lintz), seu amigo, para ser uma heroína cada vez melhor.

Porém, nem tudo sempre dá certo, e no meio da aula seu nariz simplesmente começa a brilhar, então ela corre para o banheiro a fim de não ser descoberta. Essa cena em específico pode ser vista como uma referência às mudanças que todo adolescente passa durante a puberdade, neste caso o surgimento de espinhas no rosto.

São esses pequenos detalhes que fazem de Ms. Marvel uma série única dentro do Universo Cinematográfico da Marvel (MCU). Sua estética, seu modo de contar a vida de Kamala e todo o peso cultural que ela traz fazem com que essa série seja indispensável para todos que já estão inseridos nas histórias do MCU, ou para aqueles que querem conhece-las.

Os três primeiros episódios da primeira temporada de Ms. Marvel já estão disponíveis para streaming no Disney+ e o próximo deve ir ao ar no dia 29 de junho.


REFERÊNCIAS
“Ms. Marvel 1x02 - Continua legal? | Análise da série”. PH Santos, 2022. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=qPc2TECJIlI>. Acesso em: 17 de junho de 2022.
CORUMBA, Diego. “Ms.Marvel – Episódio 1 | Crítica: Um ícone chegou nas telas”. Nerdizmo, 2022. Disponível em: <https://nerdizmo.uai.com.br/ms-marvel-episodio-1-critica/>. Acesso em: 17 de junho de 2022.
VACCARI, Bia. “Ms. Marvel tem público mais diverso de todas as séries do MCU”. Omelete, 2022. Disponível em: <
https://www.omelete.com.br/series-tv/ms-marvel-publico-diverso-mcu#:~:text=O%20levantamento%20aponta%20que%20os,recorte%20maior%20entre%20a%20audi%C3%AAncia>. Acesso em: 17 de junho de 2022.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »