11/09/2022 às 16h59min - Atualizada em 10/09/2022 às 19h23min

30 anos do Charlie Brown Jr: Ex-integrantes iniciam turnê para celebrar data

O projeto também comemora os 25 anos do disco Transpiração Contínua Prolongada e homenageia os músicos Champignon e Chorão

Madson Lopes - Revisado por Flavia Sousa
A turnê reúne ex-membros e amigos que fizeram parte da história da banda. (Foto: Reprodução/Marcão Brito - Instagram).
Os guitarristas Marcão Brito e Tiago Castanho, dois dos fundadores da banda Charlie Brown Jr. se uniram em um projeto que celebra as três décadas da banda e 25 anos desde o lançamento do primeiro álbum “Transpiração Contínua Prolongada”. A turnê acontece em um momento importante para a memória do grupo – e dos fãs  que também recorda os quase dez anos da morte de Chorão e Champignon.

Os shows foram anunciados em meados de 2021, mas não foi possível iniciar o projeto no mesmo ano por motivos de divergências entre os músicos, fundadores do grupo, e o herdeiro de Chorão, o filho Alexandre Abrão. Nesse período, Tiago e Marcão romperam com Alexandre e em maio desde ano iniciaram a tour “Charlie Brown Jr – 30 anos”, com um show no Rio de Janeiro. Na mesma semana foram para São Paulo onde tocaram em um festival, para 30 mil pessoas. A programação, bem como as datas dos próximos shows podem ser acompanhas pela página oficial da turnê, no Instagram.

Para compor o time de músicos que fazem o tributo a Charlie Brown Jr, os guitarristas convidaram o cantor Egypcio (da banda Tihuana) para ser o vocalista. O mesmo fora amigo do grupo desde o inicio de sua formação além de dividirem a mesma gravadora. E também convidaram ex-integrantes da banda; o baixista Heitor Gomes, e os bateristas Bruno Graveto e Pinguim Ruas.

Longe de ser um retorno da banda ao cenário musical - algo que os músicos deixaram claro que não –, a tour tem o objetivo de “respeitar o passado e eternizar o legado” da banda, afirmam os músicos em uma entrevista ao site TMDQA. Eles também falaram dá empolgação de voltarem a tocar juntos e da recepção dos fãs: 
A música de Charlie Brown é atemporal, rompeu a barreira do tempo, ela continua atual. Existem vários momentos emocionantes nos shows, nossos fãs são uma parte fundamental nisso e é impressionante como a nova geração gosta da banda e também fazem tudo isso acontecer”.
Ensaio da formação especial, com Egypcio no vocal cantando o hit Te levar. (Reprodução: CBJR | Marcão e Tiago - Youtube).


Leia também: O pioneirismo de Tony Hawk's Pro Skater e a homenagem a Chorão

CBJr sem Chorão e Champignon

É a primeira vez que o grupo de remanescentes se reúne para tocar, após a morte dos outros dois fundadores e principais nomes da banda. Em março, de 2013, o vocalista Alexandre Magno Abrão, o Chorão, foi encontrado morto, no seu apartamento, em São Paulo.  De acordo com a perícia, o cantor sofreu uma overdose de cocaína. Nesse mesmo ano, em setembro, Luiz Carlos Leão Duarte Júnior, conhecido por Champignon, se matou com um tiro na cabeça, no quarto de sua residência. Ambos os artistas apresentavam sinais de depressão.

Naquele ano, a banda estava se preparando para voltar de uma pausa, feita após o lançamento do seu decimo álbum “Camisa 10 (Joga Bola Até na Chuva)”. E também iria começar a divulgar o álbum “La Família 013”. Além disso, contavam com a formação inicial quase completa; Tiago Castanho, que sai do grupo em 2001 más volta em 2005, Marcão Brito e Champignon, que saíram em 2005 e retornaram em 2011.

Dá formação inicial, o único que não retorna ao grupo, nem faz parte dá turnê especial “CBJr – 30 Anos”, é o baterista Renato Pelado, desligado da banda desde 2005.

Para Marcão Brito e Tiago Castanho, o retorno de Charlie Brown aos palcos, não se trata apenas de uma comemoração pelas três décadas da banda, mas também é uma forma de homenagear os músicos que se foram. “Chorão e Champignon vivem na música”, afirmaram os artistas em uma entrevista ao R7. E não somente isso, os artistas também falaram acerca da im
portância de se valorizarem, já que boa parte de suas vidas foram dedicadas ao sucesso de CBJr.
 


Do underground ao reconhecimento nacional

Charlie Brown Jr. é uma das maiores bandas de rock brasileiro, criada em 1992 por cinco amigos; Chorão, Marcão, Tiago Castanho, Champignon e Renato Pelado, em Santos, litoral paulista. Sob as influencias do hardcore, punk rock californiano, além de misturar vários ritmos como “reggae” e “hip-hop”, o grupo construiu uma identidade única através de suas letras, performance em shows e clipes.

Desde o lançamento de “Transpiração Contínua Prolongada” (1997), primeiro álbum da banda, com destaque para o hit “Proibida pra mim” que ganhou o premio de clipe revelação pela MTV Brasil, CBJr obteve reconhecimento e respeito nacional, além de ganhar várias outras premiações ao longo de sua história. O hit “Te levar”, do álbum ‘’Preço. Curto. Prazo. Longo.” (1998), consolidou de vez o sucesso do grupo. A canção foi tema da serie Malhação, da rede Globo, por cinco anos, fazendo com que a banda ficasse por várias vezes ao topo de grandes rádios espalhadas pelo país.

 


Clipe oficial da música Meu novo mundo, último sucesso da banda. (Reprodução: Charlie Brown Jr - Youtube).
 
 
Ultimo álbum produzido pela banda foi “La Família 013”, lançado depois da morte de Chorão. Com isso, Charlie Brown encerra suas produções. Os maiores destaques deste álbum foram as músicas “Meu novo mundo” e “Um dia a gente se encontra”.
 
 
 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »