09/04/2021 às 11h12min - Atualizada em 09/04/2021 às 10h48min

Prometendo “relaxamento profundo” a técnica o ASMR viraliza na internet

Estímulos como sons suaves, toque leve e atenção pessoal provocam sensação agradável de parestesia ou formigamento geralmente sentida na região do couro cabeludo

Gabriela Gutierrez - editado por Larissa Nunes
Ilustração de Kell Kitsch

Na modernidade, com toda a pressão psicológica que o mundo enfrenta e a captação de informações a todo momento, o cérebro humano vive sobrecarregado gerando gatilhos de ansidade e estresse. Internautas encontraram no ASMR uma forma de relaxar da rotina e amenizar esses impactos gerados pelas diversas situações do cotidiano, vivenciando uma experiência de relaxamento e atenção pessoal. A técnica surgiu e foi divulgada pela primeira vez em 2010, no Facebook e desde então vem tomando força entre os internautas.
 

A sigla em inglês significa Autonomous Sensory Meridian Response – Resposta Meridional Sensorial Autônoma, no português, é caracterizado por estímulos sonoros e visuais, como sussurros, sons repetitivos e manuseio de objetos, por exemplo; proporcionando sensações agradáveis de relaxamento, sono e até mesmo arrepios em áreas do corpo, como cabeça, nuca e ombros. Com isso, muitos buscam esse tipo de conteúdo como alívio para problemas que vão desde o estresse até problemas mais sérios como a insônia. 
 


Júllia Mariano, de 20 anos, enfrenta problemas de ansiedade e desde os 17 busca ajuda para tranquilizar os sintomas através do ASMR. A estudante afirma que consome esse tipo de vídeo e material em áudio todos dias e pontua impactos positivos da “terapia” em sua qualidade de vida, permitindo um sono, além de mais rápido, mais leve e alívio dos sintomas da ansiedade, trazendo maior conforto durante o dia.

Como a ciência explica as sensações provocadas pelo ASMR? 

Os estímulos sonoros provocados pelos sons feitos no ASMR através dos gatilhos, passa pelo sistema nervoso periférico ligando os nervos e gânglios, levando essa informação pela sua medula espinhal até o cérebro, onde ocorrem as sinapses, a troca de informação de um neurônio para o outro por meio de impulsos químicos (os neurotransmissores); ativando o sistema nervoso parassimpático provocando respostas autônomas podendo ser arrepios no couro cabeludo ou uma forte sonolência. 

 

Ainda não existem estudos clínicos aprofundados sobre o ASMR que comprove os efeitos positivos desses estímulos na saúde mental e na qualidade de vida dos adeptos, mas alguns especialistas afirmam que até o momento é cedo para dar um panorama completo sobre os impactos do ASMR, mas de fato não se pode ignorar as inúmeras pessoas que são beneficiadas.
 

Atualmente, no mundo existem mais de 11 milhões de vídeos no YouTube com a sigla ASMR no título. E no momento O SAS-ASMR é o maior canal de ASMR do mundo com 8,76 milhões de inscritos no YouTube. No Brasil, hoje, o maior canal de ASMR é o Sweet Carol, com 1.97 milhões de inscritos no YouTube, seguida pela Gaúcha ASMR com 832 mil inscritos.


 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »