12/04/2021 às 14h38min - Atualizada em 12/04/2021 às 14h18min

Centenário de Maria Clara Machado | O grande nome do teatro infantil Brasileiro

Nadiane Santos - Revisado por Jonathan Rosa
Maria Clara Machado em foto para O Tablado. (Foto: Reprodução/ O Tablado)

Comemora-se neste mês de abril o centenário da escritora e dramaturga belo-horizontina Maria Clara Machado. Fundadora do projeto O Tablado, escola de teatro do Rio de Janeiro, consagrou o seu nome como uma referência em espetáculos infantis.

Nascida em Belo Horizonte em 03 de abril de 1921, Maria Clara Machado iniciou sua vida no Teatro em 1950, quando conseguiu uma bolsa de estudos na área em Paris. Logo após voltar ao Brasil, ela deu início as suas produções, formando em 1951, ao lado de amigos, o grupo de teatro amador O Tablado.

A frente do projeto, a dramaturga dedicou o resto da sua vida a produção de espetáculos e a formação de atores. Em suas aulas, ensinou alunos de todas as idades, da infância à terceira idade, com lições sobre atuação e improvisação. Ainda hoje, O Tablado continua o trabalho um dia feito por ela, tendo turmas presenciais e online que já formaram milhares de alunos. 
 
Quanto aos espetáculos, por sua vez, Machado consolidou-se como referência na criação de peças infantis, tendo, ao todo, escrito 30 produções para esse público. Suas obras foram responsáveis por encantar e divertir diversas gerações de crianças brasileiras, a exemplo de Pluft, o fantasminha sua maior expressão.

A peça conta a história do rapto de uma menina chamada Maribel que conhece uma família de fantasmas e faz amizade com Pluft, um fantasma que tem medo de gente. O espetáculo foi apresentado pela primeira vez em 1955 e posteriormente adaptado para filme e minissérie de TV. Além de Pluft, diversos outros espetáculos obtiveram grande destaque como "A Bruxinha que era boa" e "O Cavalinho Azul". 

Após a sua morte em 30 de abril de 2001, Maria Clara Machado deixou um grande legado. Suas peças além de continuaram a serem apresentadas em salas de teatro, estão hoje também disponíveis no formato de livros e online, o que leva a um público ainda maior o seu trabalho e dedicação de uma vida inteira. Em um processo de formação de crianças enquanto as divertia, pois como a mesma dizia: “amadurecer pode doer, mas o fruto pode ser bom”.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »