30/04/2021 às 22h00min - Atualizada em 01/04/2021 às 00h00min

Cultura essencial: A inovação do Museu da Gente Sergipana durante a pandemia

Mediante situação pandêmica, o museu adota recursos tecnológicos para preservar o acesso à cultura.

Raíssa Sousa - Isabela dos Santos
Instituto Banese
Inaugurado em novembro de 2011, o Museu da Gente Sergipana Gov. Marcelo Déda foi um marco histórico para a cultura do estado de Sergipe. A estrutura e o acervo conta com as mais diversas formas de valorização da cultura local, aderindo recursos tecnológicos para dinamizar a experiência dos visitantes.
                            

ARTE NA PANDEMIA
 
Em março de 2020, após o decreto de lockdown pelo Governador do estado, Belivaldo Chagas, devido aos casos de Covid-19, o museu e as demais instituições locais necessitaram parar suas atividades e reinventá-las mediante a situação.

Tarcila Barbosa colaboradora do Museu da Gente Sergipana relatou o impacto da notícia para a instituição. “A reação à princípio foi de surpresa como deve ter acontecido não só com as instituições, mas com a sociedade em geral. Era tudo novidade, mas desde o princípio o Instituto Banese, responsável pela gestão do Museu da Gente Sergipana, seguiu todas as orientações das autoridades e os protocolos de segurança, contribuindo com as medidas de isolamento social para a redução da circulação do vírus.”



Desse modo, o Museu da Gente Sergipana considerou novas estratégias para permanecer levando a cultura até a comunidade de forma segura e confortável. Para isso, foram desenvolvidas atividades tanto no anexo Largo da Gente Sergipana, onde os monumentos ganharam máscaras, como no próprio museu, tais como: Cinema Drive-in, apresentações culturais seguindo os protocolos de biosegurança, premiações relacionadas aos artistas sergipanos, conteúdos em audiovisual ao vivo e na TV, e até mesmo Tour virtual no site oficial do museu.
 
O TOUR VIRTUAL

Ao acessar a página oficial do Museu da Gente Sergipana e seguir pelo hiperlink de conhecer o museu em 360º graus, o visitante será direcionado para uma demonstração dos costumes, biomas, cultura das festas e do próprio povo sergipano, acompanhados ainda da experiência narrada pelos próprios funcionários colaboradores da instituição.


Tarcila afirma que “é uma oportunidade de descobrir, conhecer, pesquisar e revisitar o conteúdo histórico e cultural representado pelas tradições, costumes, patrimônio arquitetônico, biodiversidade, gastronomia, aspectos econômicos e manifestações culturais.” 
A colaboradora contou ainda que a ideia nasceu inspirada em outros museus do Brasil e do mundo que adotaram o sistema online para continuar apresentando o acervo mesmo à distância, como o caso do Museu do Louvre
  
O tour virtual pelo museu já obteve mais de um milhão de acessos e é visto como sinônimo de expectativas superadas para os colaboradores, pois, seu acervo feito especialmente para visitas permaneceu atraindo milhões de apreciadores que conferem a valorização da cultura sergipana.

A análise da audiência das lives e programas de TV, bem como as interações nas mídias sociais, colabora para que o museu considere o retorno de seu conteúdo muito eficaz, promissor e importante.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »