08/11/2021 às 21h48min - Atualizada em 31/10/2021 às 11h18min

Características, costumes, diversidade e tudo o que há de melhor no Brasil

As curiosidades que rodeiam as cinco regiões do país

Alessandra Barbosa - editado por Larissa Nunes
Nomenclaturas que cercam o Brasil. Arte: Alessandra Barbosa
O famoso "jeitinho brasileiro" está espalhado pelo país e é notório que cada região possua sua forma diferenciada de realizar determinadas atividades. Tudo isso se aplica a um único contexto, as influências. Na culinária da região Centro-Oeste, por exemplo, a tão falada sopa paraguaia é a queridinha da região, e os ingredientes que compõe essa iguaria tiveram forte influência da culinária indígena e paraguaia. O mais curioso nesse prato, é que na verdade não se trata de uma sopa, assim como o nome coloca, mas sim de um bolo salgado, que leva a farinha de milho como composição principal.


Diversidade. Essa palavra tem tudo a ver com a regionalidade do país. A maneira de expressar a oralidade é um dos pontos cruciais para reconhecer de onde aquela pessoa é, indo para um conceito mais informal, um dos segmentos mais simples de reconhecimento é a gíria. Porque o sotaque é algo enraizado, e dificilmente alguém vai conseguir disfarçar essa fala. No Sudeste não seria diferente, a palavra que os cariocas encontraram para definir quando estão chateados com algo ou com determinada situação é o “bolado”, que também pode ter outros vários significados, mas na sua grande maioria é para expressar o descontentamento com alguma coisa que aconteceu. No estado de Minas Gerais o que mais se ouve falar é a palavra “trem”, e ela pode ser usada para absolutamente tudo, como por exemplo “pega aquele trem pra mim” para se referir a um objeto, e até mesmo usar a expressão “Ô trem bão” para caracterizar uma comida saborosa.


E o que falar das superstições que rodeiam o mundo? Apesar de ser algo que não tenha uma definição lógica ou racional, as crendices fazem parte do dia a dia de muitos, pois elas são o acúmulo de experiências deixados e renovados pela humanidade. Quem nunca ouviu dizer que para as visitas irem embora da sua casa mais rápido é só colocar uma vassoura de cabeça para baixo atrás da porta, ou que você precisa passar longe de escadas, pois se passar por baixo de uma terá 7 anos de azar. Outras ainda vão além, como por exemplo, mulher menstruada não pode lavar o cabelo, pois o sangue pode subir para a cabeça. Cada região tem sua superstição “favorita”, mas para não correr o risco de presenciar algum acontecimento do tipo, é melhor prevenir, afinal “seguro morreu de velho”.



 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »