18/11/2021 às 10h48min - Atualizada em 17/11/2021 às 08h03min

Comunidade LGBT ocupa espaço no meio cultural

Depois de muitos anos de estereótipos, o cinema muda a forma de representar LGBTs.

Dominik Pereira - editado por Luhê Ramos
Foto Do Simon (Nick Robinson), no filme Com Amor Simon. | Fonte: Fox Century
A comunidade LGBT está cada vez mais ganhando espaço em produções de filmes e séries. Em uma sociedade muito preconceituosa, ocupar este lugar no meio cultural traz visibilidade para às lutas e causas defendidas por eles. 
 
O filme "Com Amor Simon" foi bem aceito pelo público em geral. A obra conta a história de Simon, um adolescente que esconde de todos, família e amigos, sua orientação sexual. Só uma pessoa sabe do seu segredo, um amigo da sua escola que conheceu na internet e troca e-mails regularmente. 
 
A temática LGBT já está presente nas telas a um bom tempo, porém sempre retratada com muitos estereótipos envolta dos personagens. Gays eram representados com trejeitos afeminados para indicar a homossexualidade e eram sempre motivo de risada e chacota. 
Durante a maior parte do século 20, a indústria cinematográfica impôs uma censura a cenas que contivessem sexo, nudez, obscenidades e profanação. Para fugir de ser enquadrado em um dos dois últimos, o papel do homossexual nos longas-metragens oscilava entre o alívio cômico, a vilanização ou o desboque em um final trágico. Homens gays com trejeitos afeminados eram ridicularizados nas telas. Vilões perversos e arrogantes tinham suas sexualidades questionadas. Personagens homossexuais nunca tinham direito a um final feliz.
A representatividade presente nas novas produções cinematográficas tem cativado o público, principalmente os jovens. A série Sex Education aborda a descoberta sexual de adolescentes, com uma abordagem leve, a produção fala de temas complicados, como o aborto, com muita naturalidade. 

As questões levantadas tanto pelo filme quanto pela série, são importantes para podermos compreender a luta da comunidade contra a ignorância e preconceito bde toda uma sociedade. Com um grande leque de filmes e séries, todos aqueles que podem estar se sentindo perdidos sem entender o que se passa, vêem nas telas que não são os únicos, se sentem representados e  consequentemente confortáveis para serem ele mesmos, sem disfarces. 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »