26/01/2022 às 11h36min - Atualizada em 26/01/2022 às 11h30min

Botafogo tropeça na estreia do Carioca e empata com o Boavista

O Glorioso carrega um tabu de seis anos sem vencer no primeiro jogo do estadual

Ianna Mendonça - labdicasjornalismo.com
Atletas alvinegros comemoram o gol de empate. Foto: Vitor Silva/BFR
Mesmo com pressão do Botafogo em parte do jogo contra o Boavista, que ocorreu nesta terça-feira (25), a falta de chances criadas por ambos os times culminou em um empate amargo em 1 a 1. A partida, que foi realizada no Nilton Santos, marcou a estreia das equipes no Campeonato Carioca. Os dois gols foram marcados ainda no 1º tempo: Kadu Fernandes (Boa Vista) abriu o placar e Carlinhos (Botafogo) deixou tudo igual. 

PRIMEIRO TEMPO

A primeira boa chance de gol para o Alvinegro saiu dos pés de Juninho, jogador da base do clube. Após um corta-luz do atleta, a bola chegou em Fabinho, estreante da noite, que chutou forte, mas o goleiro do Boavista fez a defesa.

O Botafogo tentou impor um ritmo no jogo e era superior, porém uma queda de energia nos refletores interrompeu a partida por 11 minutos. Na volta, com 29’, o Boavista conseguiu aproveitar o erro defensivo da zaga do Fogão e, após uma cobrança de falta, a bola sobrou para Kadu Fernandes, que não desperdiçou e empurrou para o fundo da rede.

Contudo, a resposta alvinegra não demorou muito para acontecer. Após 3’, Rafael rolou para Diego Gonçalves cruzar e Carlinhos, de cabeça, deixou tudo igual no Nilton Santos. Depois do gol, o time voltou a pressionar mais e aos 41’ Matheus Nascimento quase ampliou para o Glorioso. O Boavista também assustou com Di María. Mesmo assim, os times não conseguiram marcar mais.

No final da 1ª etapa, um acontecimento gerou preocupação para a torcida botafoguense. O lateral-direito Rafael, que vinha fazendo uma boa partida, sofreu um pisão de Diogo Rangel. O atleta já foi submetido a exames e foi constatada a ruptura total no tendão calcâneo esquerdo do camisa sete, que precisará de uma cirurgia e deve ficar fora por seis a oito meses – as informações foram divulgadas através das redes sociais do Botafogo.

SEGUNDO TEMPO

Se o 1º tempo teve pressão e algumas chances claras de gol, não se pode dizer o mesmo da 2ª etapa. O Alvinegro teve a posse de bola e apostou nas substituições para dar mais gás a equipe, mas não conseguiu criar volume ofensivo. Enquanto isso, o time de Saquarema confiou no contra-ataque, que também não funcionou como o esperado. Sem exigir muito dos goleiros, o jogo esfriou e o resultado permaneceu em 1 a 1.

Em entrevista coletiva após o jogo, o treinador alvinegro Ederson Moreira destacou que a equipe ainda não está completa e desenvolvida do modo que ele deseja.

"Claro que a gente queria, nesse momento, estar com uma equipe um pouco diferente, contar com alguns jogadores que tínhamos conversado, contatado... E temos a ideia muito clara de fazer esse Estadual de maneira bem competitiva. Não estamos aqui para fazer teste. Sabemos muito bem a grandeza do Botafogo e precisamos sempre ter equipes que possam buscar título e as primeiras colocações. O clube vive, hoje, um período de transição, que é terrível para nós que estamos aqui porque não conseguimos dar um passo à frente porque tem situações que precisam ser definidas", afirmou.

PRÓXIMOS CONFRONTOS
Pela segunda rodada do Carioca, o Botafogo recebe o Bangu neste domingo (29), no Nilton Santos, às 16h. Já o Boavista enfrenta o Vasco, em São Januário, no sábado (28), às 21h.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »