03/04/2022 às 23h04min - Atualizada em 03/04/2022 às 22h31min

MAC: o museu que é arte!

Criação de Oscar Niemeyer e símbolo da cidade de Niterói abriga uma coletânea de mais de mil obras contemporâneas.

Patricia Barboza Schwambach - editado por David Cardoso
Museu de Arte Contemporânea de Niterói. (Foto: Reprodução/ Casa Vogue).

"O terreno era estreito, cercado pelo mar e a solução aconteceu naturalmente, tendo como ponto de partida o apoio central inevitável. Dele, a arquitetura ocorreu espontânea como uma flor. A vista para o mar era belíssima e cabia aproveitá-la. E suspendi o edifício e sob ele o panorama se estendeu mais rico ainda. Defini então o perfil do museu. Uma linha que nasce do chão e sem interrupção cresce e se desdobra, sensual, até a cobertura. A forma do prédio, que sempre imaginei circular, se fixou e, no seu interior me detive apaixonado. À volta do museu criei uma galeria aberta para o mar, repetindo-a no segundo pavimento, como um mezanino debruçado sobre o grande salão de exposições". Oscar Niemeyer sobre o MAC.



 

Conhecido como disco voador foi originalmente idealizado por Oscar Niemeyer para ter o formato de uma flor de lótus. Inaugurado em 1996 o MAC é um marco da arquitetura mundial sendo considerado uma das 7 maravilhas do mundo em museus. 

“Eu não queria um museu de vidro, mas uma grande sala de exposições rodeada por paredes retas e por uma galeria que protege e permite que os visitantes façam uma pausa de vez em quando para apreciar a bela vista.” — Oscar Niemeyer.
 

Hoje integra o Caminho Niemeyer que é um conglomerado de obras do arquiteto, ficando atrás apenas da criação de Brasília, e foi um pedido da Prefeitura de Niterói de uma série de intervenções urbanísticas para criar uma faixa contínua que abrigasse eventos culturais.

O museu levou 5 anos para ser construído e para a execução foram necessários 300 operários. As janelas panorâmicas com vista para a baía de Guanabara permitem ao visitante uma contemplação da natureza.
 

Em seu acervo permanente abriga a Coleção João Sattamini, a segunda maior coleção de arte contemporânea do Brasil. Um conjunto de mais de mil peças do colecionador João Sattamini,  reunidas desde a década de 1950, foi o objeto de criação do Museu de Arte Contemporânea idealizado para receber a doação da coletânea.
 

Passa a integrar o acervo permanente um conjunto de obras doadas pelos artistas que realizaram exposições no Museu, intitulada Coleção MAC de Niterói. 
 

Um obrigatório, excelente e agradável passeio para quem incluir Niterói no seu roteiro de viagens.
 

Onde fica?

Mirante da Boa Viagem, s/nº – Boa Viagem, Niterói

Tel.: +55 (21) 2620-2400 / 2620-2481

Visitação:

Galeria: De terça a Domingo, das 11h às 16h.

Pátio: Diariamente das 9h às 18h.

Linhas de Ônibus: 47B

Ingressos:

A bilheteria encerrará suas atividades 15 minutos antes do horário de fechamento do espaço expositivo para mais informações, visite: http://www.macniteroi.com.br/

Entrada Franca:
- Crianças abaixo de 7 anos.
– Moradores de Niterói mediante apresentação do comprovante de residência;
– Estudantes da rede pública de ensino (níveis fundamental e médio). Sendo necessária a apresentação de ofício expedido pela instituição responsável na recepção do Museu
– Responsáveis pelos grupos de alunos, representantes da instituição de ensino de origem;
– Todo visitante que chegar no Museu de bicicleta terá entrada gratuita; 
– Às quartas-feiras, a entrada é franca para todos!


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »