28/06/2022 às 23h52min - Atualizada em 28/06/2022 às 23h18min

Passeios culturais para fazer em Petrópolis

Bruna Pereira - Revisado por Jonathan Rosa
Centro Histórico de Petrópolis. (Foto: Reprodução/ Segue Viagem).

Conhecida como Cidade Imperial, ou Cidade de Pedro, Petrópolis com certeza tem seus encantos. Cercada pelo verde da Mata Atlântica, o lugar oferece aconchego àqueles que procuram, não é atoa que atraia turistas durante todo ano, principalmente em feriados. 

 

No local que hoje é conhecido como Museu Imperial, durante o verão, o Imperador Dom Pedro II morava com sua família. Além de Dom Pedro, outras personalidades passaram por esta cidade, como o conhecido Santos Dumont e também o autor do livro O Pequeno Príncipe

 

A cidade abrange diversos monumentos históricos e culturais. E os que são mencionados a seguir, ficam no centro dela, portanto, não é necessário veículo para ir de um ao outro. Entre eles, o já citado Museu Imperial. Sua construção se iniciou em 1845 e terminou em 1862. Ainda hoje, o Museu é o ponto histórico mais conhecido da cidade, os jardins do local são abertos ao público sem taxa de entrada e quem quiser pode desfrutar de alguns momentos de descanso em meio às árvores.

A  beleza do Museu Imperial.

A beleza do Museu Imperial.

(Foto: Reprodução/ Sou Petrópolis).

Já para visitar o interior da casa é necessário pagar uma pequena taxa. Há também a bela Catedral de São Pedro de Alcântara, o estilo neogótico francês chama a atenção por quem passa, e é quase obrigatório  tirar fotos nas escadarias de frente à entrada da Igreja, local onde foram sepultados Dom Pedro II e sua família
A Catedral ao anoitecer é um verdadeiro encanto.

A Catedral ao anoitecer é um verdadeiro encanto.

(Foto: Reprodução/ Petrópolis em Cena).

Outro ponto histórico muito procurado por visitantes, é a casa de Santos Dumont. O local é cheio de peculiaridades começando pela escada de acesso a casa, que só pode ser utilizada se pisada apenas com o pé direito, visto que os degraus são em formato único. Além disso, no interior da casa há diversas criações de Santos Dumont, como o chuveiro elétrico.


Em Petrópolis, também há o popular Museu de Cera, dentre as personalidades esculpidas estão Albert Einstein, o Capitão Jack Sparrow, Gilberto Gil e claro, membros da família real e muitos outros. E caso alguém queira levar alguma lembrança do lugar, o Museu oferece um serviço chamado mãos de cera, que nada mais é do que o molde da sua mão feito de forma muito divertida e original.
 

Saindo do Centro de Petrópolis e indo para o Bairro Quitandinha, encontramos outro ponto de mesmo nome: o Palácio Quitandinha, ou Hotel Quitandinha como é conhecido popularmente. Neste lugar funcionava o badalado hotel-cassino da cidade (pois é, nem só de museus viveu Petrópolis).

Estátua dos Beatles no Museu de Cera.

Estátua dos Beatles no Museu de Cera.

(Foto: Reprodução/ Dicas de Viagem).

Os gramados do lado de fora do Palácio, são constantemente palcos de ensaios fotográficos, como de formaturas e até mesmo de casamentos. Cenários que retratam bem a alma da cidade. A vista para o lago trás um charme muito especial às fotografias. Para conhecer seu luxuoso interior é feita uma visita guiada onde é contada a história do lugar.



Itaipava é um dos distritos mais distantes do Centro da Cidade, mas, não fica de fora quando o assunto é lugares para visitar. Lá se encontra a acolhedora La Grande Vallée ou a Casa do Pequeno Príncipe,como é conhecida. O nome não é dado à toa, a casa abrigou ninguém menos que Saint-Exupéry, autor do famoso livro O Pequeno Príncipe, que além de escritor também era aviador. A visitação requer agendamento prévio, e as informações podem ser encontradas no próprio site da casa.
A charmosa Casa do Pequeno Príncipe.

A charmosa Casa do Pequeno Príncipe.

(Foto: Reprodução/ Mercado e Eventos).

Se aventurando pela Cidade

 

E para os trilheiros de plantão, em Petrópolis não faltam lugares para esta prática. As trilhas vão desde as mais leves caminhadas até as mais rústicas aventuras. Confira algumas opções de trilhas a seguir.

 

1. Pedra do Cortiço (45 min a 1h de caminhada, bairro São Sebastião)

Grupo de jovens na Pedra do Cortiço.

Grupo de jovens na Pedra do Cortiço.

(Foto: Reprodução/ Trilha e Foto).

2. Castelinho (1h a 1h15min de caminhada, bairro Morin)
O Castelinho é uma das trilhas mais populares de  Petrópolis.

O Castelinho é uma das trilhas mais populares de Petrópolis.

(Foto: Reprodução/ Trilha e Foto).

 

3. Pedra do Bonet (50min a 1h de caminhada, bairro Rocio)

Mais um dos destino queridinhos dos trilheiros de Petrópolis.

Mais um dos destino queridinhos dos trilheiros de Petrópolis.

(Foto: Reprodução/ Arruma essa mala).

4. Pico da Glória (4h a 5h bairro Bonfim)

O Pico da Glória faz parte do Parque Nacional da Serra dos Órgãos, o Parnaso.

O Pico da Glória faz parte do Parque Nacional da Serra dos Órgãos, o Parnaso.

(Foto: Reprodução/ Boina da Montanha).

5. Morro da Bandeira (5h a 6h, bairro Bonfim)
O Morro da Bandeira com certeza é um destino incrível e também faz parte do Parnaso.

O Morro da Bandeira com certeza é um destino incrível e também faz parte do Parnaso.

(Foto: Reprodução/ Viagens e Caminhos).
 

6. Portais de Hércules (8h, bairro Bonfim)

Por último, os Portais de Hércules, a mais longa trilha desta lista, localizada também no Parnaso.

Por último, os Portais de Hércules, a mais longa trilha desta lista, localizada também no Parnaso.

(Foto: Reprodução/ Leve na Viagem).

Lembrando que todas as trilhas devem ser feitas com conhecimento prévio do local, e as trilhas mais longas contam com equipes especializadas para fazer as caminhadas.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »