29/08/2019 às 12h15min - Atualizada em 29/08/2019 às 12h15min

São Paulo sagrou-se campeão do Brasileiro Feminino da Série A2

Em Belo Horizonte, a equipe paulista empatou com o Cruzeiro e levou o título

Lúcia Oliveira - Editado por Paulo Octávio
Foto: Cristiane Mattos/saopaulofc.net
São Paulo é campeão do Brasileirão Feminino da série A2. No último domingo, 25, o tricolor empatou com o Cruzeiro em 1 a 1, no  Estádio das Alterosas, em Belo Horizonte. O clube paulista, que já contava com a vantagem elástica de 4 a 0 no placar no primeiro jogo da decisão, começou perdendo, mas, apesar da pressão que sofreu em boa parte do jogo, soube aproveitar um erro das adversárias e igualou o marcador. As finalistas mais Grêmio e Palmeiras conseguiram acesso para primeira divisão da categoria.

PRIMEIRO TEMPO
O Cruzeiro começou bem na partida. Com muita pressão, as mineiras souberam se impor dentro de casa. Fizeram as jogadas fluírem principalmente pelas laterais, mesmo com a ala esquerda improvisada -- a titular, Eskerdinha, cumpria suspensão. Em uma dessas investidas, Miriã fez boa jogada e quando entrou na área foi derrubada por Bruna, e a juíza marcou pênalti. Duda cobrou e a bola parou nos braços de Carla, a goleira tricolor. Francielly Fernanda, árbitra da partida, mandou voltar a cobrança. E na segunda vez, Duda não desperdiçou e marcou o primeiro gol do jogo. A partir daí, o Cruzeiro cresceu ainda mais na partida, porém pecou muito no último passe e por isso não conseguiu aumentar o placar. Aos 42, Vanessa fez uma bela jogada pelo lado direito e deu a bola para Duda, que cruzou nos pés de Kim, porém ela acertou  o travessão.


SEGUNDO TEMPO
Precisando de mais três gols, a equipe mineira voltou no mesmo ritmo da primeira etapa, mas o condicionamento físico das atletas deixou a desejar, e o Cruzeiro não conseguiu  empatar. Aos 7 minutos, Ary cruzou na cabeça de Ottilia, que subiu sozinha para marcar o tento tricolor. Isso foi como um balde de água fria para o Cruzeiro, que sentiu o gol e não conseguiu manter seu desempenho ofensivo pelo resto do segundo tempo. Aos 33 minutos, Vanessa ainda desperdiçou um passe de Duda, que a deixou na cara gol, entretanto ela chutou para fora.

 
DESABAFO
O técnico cruzeirense, Hoffman Túlio, desabafou, em uma rede social, sobre a situação do futebol feminino em Minas Gerais. Para ele, as equipes femininas estão defasadas no estado em relação a todos os projetos que existem espalhados pelo Brasil. O técnico pediu apoio da Federação Mineira de Futebol (FMF). "Eu espero que a Federação possa repensar, possa pensar em investimento na categoria, na modalidade.  A função social de uma federação é promover, difundir o esporte. E para o feminino, se a Federação não fizer nada, fica difícil." Por meio de seu dirigente de competições, Leonardo Barbosa, a FMF declarou que "tudo o que a Federação puder fazer para fomentar o futebol feminino mineiro" será feito e que, além disso, "a Federação tem que ter responsabilidade. Não é porque é o futebol feminino que nós vamos abrir mão. Então, vamos procurar fazer o campeonato [estadual]". Até o momento, só há oito clubes inscritos para o Campeonato Mineiro Feminino. Essa baixa deve-se ao fato de que muitos clubes que participam da competição são amadores. Para o ano de 2019, a FMF exigiu que as equipes participantes fossem somente equipes profissionais filiadas à FMF.


PRÓXIMOS CONFRONTOS
Agora, o foco da equipe tricolor está no Campeonato Paulista. No próximo sábado, 31, o São Paulo enfrentará o São José, fora de casa, no Estádio Martins Pereira, às 10h, em jogo válido pela 5ª rodada da competição. Já o Cruzeiro espera o Campeonato Mineiro, que tem previsão para começar na segunda semana de Setembro.



 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »