20/12/2019 às 23h26min - Atualizada em 20/12/2019 às 23h26min

​Em clima de Copa, Flamengo e Liverpool decidem o Mundial

Brasileiros e ingleses apostam em tridentes ofensivos

Paulo Octávio
Klopp em entrevista a jornalistas. Andrew Powell/Liverpool FC/ Getty Images
O palco e o clima são de Copa do Mundo, mas nesse sábado (21) não serão duas seleções que vão pisar no estádio  Khalifa Internacional, às 14h30 (horário de Brasília). Flamengo e Liverpool, que monopolizaram as atenções em 2019, decidem o Mundial de Clubes. E vão reeditar a famosa final de 1981 quando os brasileiros bateram os rivais por 3 a 0. Essa será a segunda decisão de Mundial que será repetida. Em 1964 e 1965, ainda no formato de Copa Interclubes, Inter de Milão (Itália) e Independiente (Argentina) se enfretaram. O time italiano venceu na duas oportunidades.
 

Jorge Jesus durante a coletiva de ontem. Foto: Cahê Mota/Globo Esporte

O Mengão vai animado para entrar para história. Após um primeiro semestre instável, a equipe subiu de patamar com chegada do técnico Jorge Jesus e reforços de qualidade. A partir daí, o time deu uma arrancada histórica, após tropeço no Emelec, e conquistou a Libertadores e o Brasileirão com quebra de inúmeros recordes. Já o time da terra da rainha também se animou após superar uma grande dificuldade. Após a derrota por 3 a 0 para o Barcelona, na semifinal da Liga dos Campeões, os ingleses conseguiram 4 a 0 em casa, avançaram e derrotaram o Tottenham na final. Mesmo se vencer o Mundial, o time comandado pelo alemão Jurgen Klopp tem como grande objetivo conquistar a Premiere League, taça que não levanta desde 1990.
 
Vários jogadores de seleções estarão em campo hoje. O holandês Van Dijk -- que não atuou contra o Monterrey -- Firmino, Salah e Alisson são consagrados. Já Bruno Henrique e Gabigol buscam seu espaço. O futuro da dupla do Mengão é incerto. Segundo jornal Lance, o Flamengo conseguiu os 72 milhões de reais para pagar a Inter de Milão e obter o atacante em definitivo. Mas o meia armador recebeu propostas de clubes da China e deve sair. Técnico Jorge Jesus também não afirmou se fica ou se vai para Europa.
 
E o estádio 
Khalifa Internacional será palco da próxima Copa do Mundo, que será disputada em novembro e dezembro por causa do calor. O Catar não entrou no clima do Mundial, sinal disso é que o palco do jogo Monterrey x Al Saad estava vazio, e a torcida do Espérance criou confusão por causa da proibição a sinalizadores. Ano que vem será o último torneio de equipes no país. A partir de 2021, o Mundial terá novo formato e será disputado na China.
 

FLAMENGO
 
Com todos atletas à disposição, equipe que vai a campo será a mesma que começou o jogo contra o Al Hilal. Diego, que teve boa atuação na semifinal, deve começar no banco. Na coletiva de ontem, Jorge Jesus disse que só trocaria o Mengão por cinco clubes da Europa; ele não disse quais. Há duvida se já expirou a multa de seu contrato ou se o português poderia deixar o clube brasileiro sem pagar nada.

Provável Flamengo: Diego Alves, Rafinha, Rodrigo Caio, Pablo Marí e Filipe Luís; Willian Arão e Gerson; Everton Ribeiro, Arrascaeta e Bruno Henrique; e Gabrel
 
 
LIVERPOOL
 
Depois de ter poupado sete titulares, Klopp colocará força máxima na decisão. Com isso, voltará o tridente ofensivo com Firmino, Mané e Salah. Mas ainda segue o mistério sobre Van Dijk. O zagueiro treinou nessa sexta e, segundo o  treinador, não há nada de novo sobre a lesão. Em entrevista ontem (20), Klopp elogiou o time brasileiro. “São rápidos, criativos no meio de campo e abusados nas laterais. Chutam a gol de tudo que é lugar. É assim que um time de sucesso joga”

Provável Liverpool: Alisson, Alexandre-Arnold, Joe Gomez, Van Dijk, Robertson, Henderson, Keita, Oxlade-Chamberlain (Wijanaldum); Mané, Firmino e Salah 

HISTÓRICO DE CONFRONTOS
 
O único confronto entre as equipes foi aquele que embala a canção “em dezembro de 1981”, com dois gols de Nunes e um do Adilio.


Canal: Veja e Reveja. Imagens: TV Globo
 
Já os ingleses soltam a voz para cantar o hino "You´ll Never Walk Alone" (Você nunca estará sozinho).  Música serviu de alento apos a tragédia no jogo com  contra o Nottingham Forrest quando uma confusão, falhas de segurança e superlotação do estádio
Hillsborough, em Sheffield, causaram 96 mortes. A canção também embalou a grande virada dos Reds contra o Milan, em 2005. Na final da Liga dos Campeões daquele ano, o Liverpool perdia por três a zero, empatou no tempo normal e conquistou o torneio nos pênaltis.


 Canal: Cassiano Rangel 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »