10/02/2020 às 17h04min - Atualizada em 10/02/2020 às 17h04min

O que esperar do mandato de Regina Duarte?

A atriz confirmou que irá assumir a Secretaria Especial da Cultura mesmo com as críticas que recebeu

Lunna Rocha
Foto: https://abrilveja.files.wordpress.com/2020/01/49461780842_27a2ebce4a_k.jpg
Conhecida como a “namoradinha do Brasil”, Regina Duarte, 73, aceitou o convite do presidente Jair Bolsonaro para assumir a Secretaria Especial da Cultura do Governo Federal. O convite foi feito após a demissão do secretário Roberto Alvim, que utilizou em um de seus discursos falas de Joseph Goebbels, ministro de propaganda da Alemanha nazista.

Há grandes expectativas para seu mandato tendo em vista a carreira artística consagrada de Regina. Com 14 anos de idade, ingressou no Teatro do Estudante de Campinas. Em 1966 começou a atuar em novelas na TV Excelsior e daí em adiante protagonizou papeis memoráveis em novelas como Minha Doce Namorada (1971), Selva de Pedra (1972) e a série Malu Mulher (1979).

Personagens consagradas de Regina.

Personagens consagradas de Regina.

Montagem: https://i.ytimg.com/vi/Kq0szOL73fg/maxresdefault.jpg


Segundo Regina, sua maior meta como secretária cultural é tornar o cenário da cultura brasileira apartidário e independente de ideologias. Promete lutar pela unificação da classe artística mas enxerga a resistência ideológica como um grande obstáculo para suas metas. A posse do cargo ainda não foi efetivada por conta do seu contrato com a Rede Globo de Televisão, que só expira em junho. No entanto, ela segue negociando com a emissora para que possa tomar posse do cargo.

Nas eleições presidenciais de 2018, Regina manifestou publicamente seu apoio ao atual presidente e ao aceitar o cargo proposto a ela, revoltou seus colegas de trabalho, pois segundo os mesmos, não é novidade que esse governo desprestigia e persegue a classe artística e jornalística em vários âmbitos. Atores como Luiz Fernando Guimarães, Maitê Proença e Carolina Ferraz esclareceram em suas redes sociais que não apoiam de maneira alguma o governo, mas que torcem pelo sucesso de sua colega.

Entretanto, a relação entre Regina e Bolsonaro teria ficado levemente estremecida após ela exigir que Humberto Braga e Paulo Pélico componham sua equipe de secretariado, sendo que os dois tem postura assumida anti-bolsonarista e esquerdista.

Regina aceita o convite de Jair Bolsonaro.

Regina aceita o convite de Jair Bolsonaro.

Foto: https://abrilexame.files.wordpress.com/2020/01/49461070113_da825c8f70_o.jpg?quality=70&strip=info&w=1024&h=683
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »