11/04/2019 às 15h48min - Atualizada em 11/04/2019 às 15h48min

Cine Belas Artes perde patrocínio, mas continua com apoio do público

Um dos mais tradicionais cinemas de rua de São Paulo vive um momento de busca por novos patrocinadores após a Caixa Econômica Federal romper o investimento no projeto. Frequentadores e profissionais do cinema prestam seu apoio ao local

Larissa Costa - Larissa Costa
Catraca Livre - Divulação

Segundo Lucas Iglessias, um dos funcionários do Cine Belas Artes, o anúncio da Caixa não afetou a quantidade de público do cinema, que de acordo ele, é bastante fiel. Na verdade, a preocupação do público é com relação ao futuro do cinema: “boa parte desse público está bem apreensivo, perguntam bastante sobre o patrocínio, como andam negociações e coisas assim”.

Entre seus frequentadores está Gleison Oliveira, 25 anos, fundador do perfil no Instagram “Vamos ao Cinema Juntos?”, dedicado a encontros semanais de cinéfilos. A partir do perfil ele movimentou a campanha “Todos juntos pelo Belas”, justamente para oferecer apoio ao cinema após a perda de patrocínio. “Temos muito carinho e gratidão pelo Belas Artes que apoiou não só o projeto, como também nossa empreitada agora como
startup e não pensamos duas vezes em ajudar com aquilo que mais fazemos: mobilização
”, conta Gleison.


Campanha do perfil

Campanha do perfil




















Para o crítico de cinema Diego Fernandes, o espaço deve se reinventar e seguir o modelo do Reserva Cultural, outro cinema de rua que além de filmes, oferece uma livraria, uma cafeteria diferenciada e eventos. Para Diego, o “Noitão” é um dos eventos que o Belas Artes poderia ampliar. “As quatro vezes que eu fui (no Noitão) estavam bem lotadas. Isso mostra que tem uma boa resposta do público. O que me incomoda é que isso é feito apenas uma vez por mês, e não quinzenalmente”.

Desde a década de 50 o Cine Belas Artes tem uma programação com filmes alternativos que não encontram espaço nas grandes redes de cinema. Luan Peixoto, que trabalha na portaria do cinema, defende o espaço e acredita que ele não vai fechar porque existe a possibilidade de surgirem novos patrocinadores. “Lá é um espaço que agrega muito e consegue transmitir cultura de uma forma bem interessante”.

Entramos em contato com a gerência do cinema, mas até o momento da publicação desta matéria, não recebemos resposta.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »