03/12/2020 às 20h58min - Atualizada em 03/12/2020 às 20h36min

Corinthians e Avaí/Kindermann fazem a final do Brasileirão Feminino

Paulistas tentam pela segunda vez conquistar o título nacional; catarinenses chegam a sua segunda final

Duda Lopes - editado por Wesley Bião
Corinthians e Avaí/Kindermann decidem pela primeira vez uma final de Campeonato Brasileiro (Créditos: Mariana Sá/CBF)
Corinthians e Avaí/Kindermann fazem em São Paulo pela grande final do Brasileirão Feminino de 2020. A partida está marcada para este domingo (6), às 20h, na Neo Química Arena. No jogo de ida, os times terminaram num empate em 0x0, mas com muita movimentação e chances criadas, porém os gols ficaram para a volta na capital paulista. Vale lembrar que nesta competição não tem o critério de desempate de gol qualificado, então em caso de empate (com ou sem gols) o título será decidido nos pênaltis. É a primeira vez que as equipes se enfrentam na decisão da competição.
 
Para chegar à final, o Corinthians fez a melhor campanha da competição, com 14 vitórias e apenas uma derrota, além de 58 gols marcados na primeira fase do torneio, terminando em primeiro lugar, enquanto nas fases do mata-mata passou por Grêmio e Palmeiras. Já o Kindermann terminou em sexto e teve o segundo melhor ataque, com 46 gols em 15 jogos, passando por Internacional e São Paulo no mata-mata.
 
CORINTHIANS
 
A equipe paulista fez em 2016 sua estreia no Brasileiro, mas não chegou à final. De 2017 pra cá são quatro finais seguidas, se tornando o clube que mais chegou a decisões da competição. A equipe busca o bicampeonato do Brasileirão Feminino, já que em 2018 sagrou-se campeã sobre o Rio Preto, junto com o técnico Arthur Elias - que além desse título com o Corinthians também conquistou o torneio em 2013, com o Centro Olímpico.

Chegando com força máxima para a final em casa, a equipe poderá contar com as cinco atletas recém-convocadas por Pia Sundhage: Lelê, Tamires, Érika, Andressinha e Adriana. Além disso, Arthur Elias conta com um elenco recheado de jogadoras em bons momentos e constante participação nos jogos por conta da rodagem que o técnico promove no decorrer dos campeonatos, e por isso tem inúmeras possibilidades para a partida.

Provável escalação: Lelê, Katiuscia, Poliana, Érika e Yasmin; Andressinha, Grazi, Giovana Crivelari, Gabi Zanotti, Tamires; Adriana.
 
AVAÍ/KINDERMANN

As Avaianas Caçadoras chegam pela segunda vez na final da competição, porém nunca levaram o caneco. Foram vice-campeãs contra a Ferroviária, em 2014. Aliás, no ano passado o Kindermann quase chega na decisão, mas foi eliminado na semifinal, nos pênaltis, novamente pela Ferroviária, atual campeã. O técnico Jorge Barcellos chega pela primeira vez à final do Brasileirão Feminino. A equipe também terá o forte elenco à disposição do treinador após a convocação das jogadoras de maior destaque do time: Bárbara, Duda e Júlia Bianchi.

Provável escalação: Bárbara, Bruna Calderan, Tuani, Simeia e Camila; Duda, Stephanie, Júlia Bianchi, Suzana, Catyellen; Lelê.
 
De acordo com a CBF (Confederação Brasileira de Futebol), Wilton Pereira Sampaio apita o jogo auxiliado por Bruno Raphael Pires e Bruno Boschilia. A quarta árbitra é Thayslane de Melo Costa. O árbitro de vídeo será Elmo Alves Resende Cunha.



Neo Química Arena será o palco da grande final do Brasileirão Feminino (Foto: Amanda Perobelli)
 
HISTÓRICO DE CONFRONTOS
 
Neste quesito, em Campeonatos Brasileiros o Corinthians tem uma significante vantagem sobre o Avaí/Kindermann. O Alvinegro venceu cinco das sete partidas disputadas e havendo apenas dois empates no meio do caminho.

Nos confrontos desta edição, o Corinthians venceu por 2x1 na primeira fase, em jogo válido pela segunda rodada, enquanto no jogo de ida desta final, as equipes empataram sem gols. No total, as paulistas marcaram nove gols e as catarinenses apenas três.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »