03/06/2021 às 20h58min - Atualizada em 03/06/2021 às 19h22min

Seleção Brasileira volta a campo contra o Equador pelas Eliminatórias da Copa do Mundo

Com a Copa América pela frente, seleção disputará seu primeiro jogo depois de sete meses

Felipe Sousa - labdicasjornalismo.com
Jogadores da Seleção Brasileira durante preparação na Granja Comary (Lucas Figueiredo/CBF)
Foram longos sete meses, mas a Seleção Brasileira finalmente voltará a campo em um jogo oficial nesta sexta (04), pela sétima rodada das Eliminatórias da Copa do Mundo contra o Equador, no estádio Beira-Rio. A preparação da equipe na Granja Comary foi marcada pelo silêncio, especialmente por conta do anúncio do Brasil como sede da Copa América deste ano, após a Argentina abrir mão de sediar o torneio. Em meio à polêmica, o técnico Tite promoveu mudanças importantes no time que vai a campo em Porto Alegre. O jogo será às 21h30, com transmissão da TV Globo e do SporTV.

BRASIL 

Desde que o Brasil foi anunciado como nova sede da Copa América 2021 pela Conmebol, a CBF decidiu blindar jogadores e comissão técnica da Seleção Brasileira, com todas as entrevistas coletivas sendo canceladas desde então. O presidente da entidade, Rogério Caboclo, chegou a fazer um anúncio de uma nova patrocinada para a seleção feminina, mas não abriu espaço para perguntas dos jornalistas.

Em entrevista coletiva pré-jogo, ao ser perguntado sobre possíveis pedidos dos atletas que atuam na Europa para não jogar a Copa América, Tite desconversou: "Eles têm uma opinião, externaram ao presidente (Caboclo) e vão externá-la ao público em um momento oportuno". O treinador também comentou os impactos dessa questão nos jogos das Eliminatórias: "Tem efeito negativo sim em campo. Mas temos que superar e jogar bem. Ela te traz prejuízo. Compete a todos nós filtrarmos essa situação, fazer um grande jogo e ter o resultado que a gente merecer", declarou.

Dentro de campo, Tite indicou que irá escalar uma equipe muito diferente daquela que venceu o Uruguai no último jogo disputado pela Seleção, em 17 de novembro do ano passado. Um dos destaques é Gabriel Barbosa, que treinou entre os titulares e pode começar o jogo entre os onze depois de cinco anos. Alex Sandro será o lateral esquerdo na vaga de Renan Lodi, e Éder Militão substituirá o lesionado Thiago Silva na defesa – o zagueiro do Chelsea está com a delegação para tentar se recuperar a tempo para a disputa da Copa América na próxima semana. Casemiro herdará a faixa de capitão e formará o meio campo ao lado de Lucas Paquetá e Fred.

Provável escalação: Alisson, Danilo, Éder Militão, Marquinhos e Alex Sandro; Casemiro, Fred e Lucas Paquetá; Richarlison, Neymar e Gabigol. Técnico: Tite.

EQUADOR 

Enquanto o Brasil conta com 100% de aproveitamento nas Eliminatórias, os equatorianos também fazem boa campanha: estão em terceiro lugar na tabela de classificação, com nove pontos. No último jogo 
deixou uma ótima impressão com uma expressiva goleada por 6 a 1 diante da Colômbia.

Em entrevista coletiva, o técnico Gustavo Alfaro pregou respeito à Seleção Brasileira, mas afirmou que não teme o adversário desta sexta: "Nós temos a consciência de que o Brasil é melhor, mas isso não quer dizer que nos sentimos inferiores. Vejo o nosso time com muita capacidade de encarar o adversário e causar inúmeras complicações", afirmou. A confiança do treinador foi corroborada pelo volante Christian Noboa: "O Brasil é uma ótima equipe, mas nós temos uma equipe capaz de fazer frente a eles", completou.

Provável escalação: Domínguez, Ángelo Preciado, Arboleda, Arreaga e Estupiñán; Gruezo, Noboa, Caicedo, Mena e Ayrton Preciado; Enner Valencia. Técnico: Gustavo Alfaro.

HISTÓRICO DE CONFRONTOS:

A Seleção Brasileira tem uma ampla vantagem no retrospecto contra o Equador: em 32 jogos, foram 26 vitórias brasileiras, quatro empates e apenas duas vitórias equatorianas, ambas em Quito – dois placares por 1 a 0 válidos pelas Eliminatórias da Copa do Mundo em 2001 e 2004.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »