14/10/2021 às 10h57min - Atualizada em 14/10/2021 às 10h38min

Atlético-MG derrota Santos de virada e se isola na liderança do Brasileirão

Com dois pênaltis convertidos por Nacho Fernández e um cabeceio do zagueiro Nathan Silva, Galo mantém invencibilidade

Maria Eduarda Macedo - labdicasjornalismo.com
Comemoração de Nacho Fernandez (Imagem: Fernando Moreno/AGIF)

O Atlético Mineiro venceu de virada o Santos, por 3 a 1, e emendou seu 18* jogo invicto no Brasileirão. O jogo aconteceu no Mineirão e contou com a presença de uma média de 16 mil atleticanos. O time da casa segue líder isolado da competição, com 56 pontos, e o time visitante está em 16* lugar, com 28 pontos, a um ponto do Bahia, primeiro time da zona de rebaixamento. 

 

O Peixe conseguiu cumprir sua estratégia no primeiro tempo e trancou o ataque do Galo. Já no começo do segundo tempo, o Santos abriu o placar e tentou segurar o resultado, mas o Atlético seguiu em busca de mais uma vitória. Nacho Fernández (duas vezes de pênalti) e Nathan Silva consagraram a vitória atletica de virada.

 

PRIMEIRO TEMPO

 

Antes mesmo do primeiro minuto, Diego Costa teve uma chance que foi travada por Velázquez. Aos nove minutos, Léo Baptistão se machucou sozinho e teve que ser substituído por Raniel. O Peixe teve erros de passes quando tentava o contra-ataque e conseguiu se manter bem na defesa. Aos 11 minutos foi verificado uma possível penalidade para o Atlético, que não foi dado. Uma das maiores chances do primeiro tempo aconteceu aos 16 minutos em um escanteio do Santos, a bola ficou viva por um tempo dentro da grande área. Em boa chance também para o Galo, Alan chutou de longe, e o goleiro João Paulo espalmou. Ao final foi verificado mais um possível pênalti para o Atlético-MG, mas nada foi marcado pelo árbitro Paulo Roberto Alves Júnior. Na ida para o vestiário, os jogadores do time da casa não quiseram dar entrevistas. 

 

SEGUNDO TEMPO

 

Já para o começo do segundo tempo, o técnico Cuca mexeu no time, tirou Diego Costa para entrada de Eduardo Sasha, e Dylan para entrada de Nacho Fernández. Aos três minutos, Raniel, que entrou no lugar de Léo Baptistão no primeiro tempo, abriu o placar para o Santos. Na hora da comemoração, o autor do gol e o seu companheiro Pará tomaram cartão amarelo. 

 

Aos 18 minutos, em um escanteio para o Galo, o VAR foi consultado e verificou que a bola não entrou totalmente no gol. Logo após o lance, Lucas Braga empurrou Calebe e, depois de mais uma consulta, o árbitro marcou pênalti para o Atlético. Nacho Fernández empatou o jogo. Santos devolveu com Zanocelo de cabeça, mas a bola bateu na trave. Wagner Leonardo foi amarelado por cometer uma falta sobre Eduardo Sasha, na hora da batida, o zagueiro Nathan Silva cabeceou e mandou para dentro do gol, virando o jogo para o time mineiro. 

 

 

O Atlético Mineiro, desde o primeiro tempo, impôs seu jogo e aos 32 minutos, Velasquez cometeu uma falta em cima de Calebe, e o juiz, após mais uma análise do VAR, marcou mais um pênalti para a equipe da casa. Nacho Fernández pegou a bola mas dessa vez, o goleiro João Paulo defendeu, porém de rebote, Nacho marcou o terceiro e determinou mais um triunfo do Galo, o atacante chegou ao seu décimo gol pelo time e está na artilharia da equipe atrás somente de Hulk. Depois do placar em 3 a 1, Fábio Carille, técnico do Santos, colocou Diego Tardelli, ex-Atlético-MG, no lugar de Vinicius Balieiro, ao final do jogo a torcida atleticana gritou o nome de Tardelli, que agradeceu a homenagem. 

 

PRÓXIMOS CONFRONTOS

 

Os dois times voltam a campo no domingo (17), o Atlético-MG pega o Atlético-GO, em Goiânia, às 18h15 (de Brasília). O Santos terá um confronto direto contra o Sport, em Recife, às 20h (de Brasília). 

 

 

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »