01/11/2021 às 20h12min - Atualizada em 01/11/2021 às 19h38min

Abe: Comédia dramática mescla cultura brasileira, culinária e conflitos religiosos

Lançado no Festival de Sundance, o filme de Fernando Grostein (Quebrando o Tabu) traz ao espectador reflexões sobre miscigenação e a importância de sonhar.

Giovanna Macedo - Revisado por Isabelle Marinho
Filme "Abe" disponível na Netflix. (Foto/Reprodução: Omelete)
Cultura possui um significado amplo; é a junção de diversos aspectos, como comportamentos de um povo, a culinária, arte, religião, entre outros. É sobre esse tema que o filme de Fernando Grostein de Andrade tenta passar a quem assiste, a importância que a cultura possui entre a sociedade.

A produção nacional pela Spray e Gullane, retrata a vida (caótica) de Abraham, também chamado de Abe (Noah Schnapp), um garoto do Brooklyn – Nova Yorque que possui uma família judaico-árabe e tem paixão por culinária.

O filme expõe a briga de uma família que vive em conflito religioso, o que interfere nas crenças e na forma de educar dos pais de Abe e coloca dúvida no garoto em qual costume adotar para si.


Na sua jornada pela busca de paz na família, Abe encontra um chef brasileiro nas ruas de Nova Yorque: Chico Catuaba, interpretado pelo cantor José Mário da Silva, o famoso Seu Jorge. Representando o Brasil em pessoa, Chico é autêntico em sua forma de cozinhar e tem como marca a prática de misturar culturas nas preparações. Com seu carisma e jeito brasileiro de ser, Chico ensina Abe técnicas culinárias e sua premissa de que “misturar sabores pode unir as pessoas”.

Diante de um roteiro leve, simples e curto, a obra envolve o drama familiar em comédia, papel representado pelos cozinheiros brasileiros, os erros de Abe na cozinha e de piadas nas mesas das duas partes da família. A fusão de culturas israelense, árabe, brasileira e estadunidense desperta o interesse do público em conhecer mais sobre os costumes de diferentes povos, além de ser totalmente cativado (e a barriga roncar) pela fotografia colorida, repletas de preparações culinárias que dão água na boca.


Envolto em brasilidades, não só nas conversas e comidas, como também na trilha sonora, o filme exalta a cultura brasileira em sua riqueza. O diretor se volta ao tema “miscigenação” vivida no Brasil, e passa à família de Abe essa mistura de culturas, além de falar sobre a importância de aceitar diferenças e deixar de lado os conflitos para se viver em harmonia.

Abe, através da culinária, tenta ao longo do filme unir sabores, ingredientes e preparações para fazer sua família viver em paz e alegria. Com a ajuda de Chico, os olhos do garoto se abrem para um novo mundo em que culturas se misturam harmoniosamente, o que Abe mais deseja para sua casa.


Gosta de história, cultura e comida? Então, assista a esse filme com a família e aproveite!

Disponível na plataforma de streaming Netflix, com classificação livre.

 
Trailer oficial de "Abe", legendado em português. (Reprodução:YouTube/ Parisfilmes)

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »