30/10/2022 às 11h48min - Atualizada em 30/10/2022 às 11h31min

Ruínas do Abarebebê: um lugar incrível para conhecer

Thainara Macedo - Editada por Victória Silva
Foto: Thainara Macedo

Você já ouviu falar em Ruínas do Abarebebê? 

Ruínas do Abarebebê é uma das igrejas mais antiga,foi a primeira igreja do Brasil e erguida na segunda metade do século XVI, com o objetivo de catequeziar os índios tupis que viviam na região. Ali se estabeleceu o segundo colégio de meninos do Brasil e se formou o único aldeamento do litoral de São Paulo: O Aldeamento de São João Batista, que é um patrimônio histórico nacional e paulista tombado pelo IPHAN e CONDEPHAAT.

Vocês devem estar se pergutando o por quê desse nome. Significa “padre voador” em tupi, foi dado a referêrencia da época chamado Leonardo Nunes, não dava impressão aos indígenas de estar em diversos lugares.

Fica localizado na Estância Balneária Convento Velho, a oito quilômetros do centro da cidade, com acesso pela Avenida Padre Ancheita.



As ruínas remontam uma das partes mais importantes da história do Brasil, construída em cima do morro, seu acervo conta um pouco da catequiização na região, as Ruínas possui um lado místico, foi palco de vários relatos de aparecimentos de UFO´S, o lugar que faz parte do roteiro ufológico, sendo um dos lugares mais procurados por vigílias.

Para quem deseja visitar as Ruínas do Abarebebê localiza-se na Estância Balneária Convento Velho, a oito quilômetros do centro da cidade, com acesso pela Avenida Padre Anchieta ,seu horário de visitação é de terça a domingo das 09h00 às 16h00.

Referências: 

Ruínas do Abarebebê. Prefeitura de Peruíbe, 2015. Disponível em: <http://www.peruibe.sp.gov.br/2015/04/ruinas-do-abarebebe/>. Acesso em: 27 de outubro de 2022.

Ruínas do Abarebebê - uma das igrejas mais antigas do Brasil. Roteiros Ecotrilhas, 2018.  Disponível em: <https://roteirosecotrilhas.com.br/2018/09/19/ruinas-do-abarebebe-uma-das-igrejas-mais-antigas-do-brasil//>. Acesso em: 27 de outubro de 2022.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »