10/07/2020 às 09h49min - Atualizada em 10/07/2020 às 09h46min

Smartphones tem alta de 266% no primeiro trimestre

Mesmo com queda nas vendas, receita das empresas aumentaram

Thiago Oliveira - Edição: Manoel Paulo
Tecnoblog
Showmetech
Se você entrou em alguma loja online nos últimos dias, percebeu a alta nos valores dos smartphones. Os impactos da Covid-19 na alta dos preços impulsionaram o valor dos aparelhos, que aumentaram cerca de 266% no primeiro trimestre desse ano, segundo levantamento da IDC.

As vendas no inicio do ano apresentavam alta de 14% em janeiro, foi seguida de queda de 4% em fevereiro e 27% em março. O segmento mais vendido foi o dos smartphones intermediários premium, na faixa dos R$ 1000 a R$ 1999. O segmento dos premium que varia de R$ 2000 a 2999 foi o que mais encareceu, com alta de 266,5%, em média 62,1% mais caros.

O estudo da IDC Brazil Mobile Phone Tracker Q1, mostra ainda que mesmo com as constantes quedas, a receita subiu no primeiro trimestre do ano. Com alta de 6,25% em relação ao mesmo período do ano passado, o mercado concentrou R$ 14,5 milhões.

Para tentar se precaver, e pagar menos, a dica é monitorar frequentemente o preço dos aparelhos. Aplicativos como o Zoom e Buscapé ajudam a perceber a variação de preços por um período de tempo e assim, saber se o valor que está pagando está em conta.

Há ainda extensões de Google Chrome que comparam valores automaticamente e atuam da mesma forma que os serviços acima citados, mas com uma maior velocidade, já que é possível ver se o preço apresentado em determinada loja é o mais barato na mesma tela.

Por exemplo, o Xiaomi Redmi Note 8, um dos intermediários premium mais vendidos atualmente, custava R$ 1099,99 a um mês atrás. Hoje em dia, ele é encontrado por R$ 1379.

Com o inicio do segundo semestre do ano, sobem ainda as expectativas para a Black Friday, além de anúncios das grandes empresas como Samsung, com evento marcado para a primeira semana de agosto, e Apple que normalmente faz seus anúncios em setembro.
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »