24/04/2019 às 16h57min - Atualizada em 24/04/2019 às 16h57min

Desafios políticos do Novo Governo

Primeiros 100 dias de governo Bolsonaro

Jéssica de Vasconcelos - Editado por Naryelle Keyse
Dejalma Cremonese, Doutor em Ciência Política.
https://www.portalt5.com.br/noticias/brasil/2018/12/172708-jair-bolsonaro-pretende-aumentar-validade-da-cnh-de-5-para-10-anos
No Brasil atual é fundamental que o país seja bem governado representando o Estado em todas as suas relações além de assumir funções importantes na saúde, educação, infraestrutura, segurança pública, etc.

Para Cremonese, doutor em ciência política, se você não tem um governo que possa nortear onde há crise política, econômica e social, inclusive, numa taxa de desemprego que subiu para 12% atingindo 12,7 milhões de brasileiros repercute numa crise social, ou seja, as pessoas sem trabalho vão para o mercado informal e no que diz respeito à segurança pública afeta a dimensão de segurança em nível de marginalidade.

“Se você não tem projeto político que melhore os dados econômicos e não tenha nada para melhorar pode afetar ainda mais a crise social, seja na educação, pela taxa de desemprego ou índice de violência”, ressalta.

A articulação política na atual crise brasileira é fundamental para se obter apoio que faz parte da natureza política e nesse momento para Dejalma Cremonense é um governo de improviso e completamente mal articulado que trouxe evangélicos ou ainda gurus para cargos políticos.

“Até agora não vislumbrei nenhuma proposta nesses 100 dias de governo Bolsonaro que conforme agenda  internacional (março) já visitou os EUA, Chile e Israel e estamos passando vergonha com um governo que bate boca em redes sociais, o presidente tem dificuldade de frear seu límpido e de seus filhos, sem propostas sugeridas”, afirma.

Cremonese avalia que se o governo continuar assim, com a economia crescendo a pontos negativos segundo estimativa de que se reduza ainda mais a presidência de Jair Bolsonaro terá dias contados considerando o Produto Interno Bruto (PIB) para produção de riqueza e o alto crescimento de desemprego no Brasil.

Chegamos em 2019 com  o atual governo também marcado por escândalos como o caso de Maria de Lourdes Paixão que recebeu R$400 mil dias antes da eleição, o pouco tempo de prisão do ex-presidente Michel Temer ainda que denunciado cinco vezes e alvo de dez inquéritos foi considerado líder de organização criminosa há 40 anos e além disso as discussões em torno da política do Presidente da República Jair Bolsonaro, o futuro da Reforma da Presidência, Fake News das Eleições, entre outros, necessita de um entendimento sobre os riscos do Brasil avançar em crise.

 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »