12/02/2021 às 12h05min - Atualizada em 12/02/2021 às 11h53min

Aplicativos facilitam a organização e modificam a forma de leitura

O uso da tecnologia como ferramenta de auxílio na praticidade do dia a dia

Daniela Alves Silva - Editado por Roanna Nunes
Fonte/Reprodução: Google
A tecnologia vem sofrendo transformações o tempo todo em um ritmo acelerado. Em 20 anos, muitas coisas se modificaram e se estabeleceram na sociedade e na vida das pessoas. Um grande desdobramento dos aparatos tecnológicos ocorreu na comunicação, que transformou a forma de transmissão e consumo da informação,  tendo uma relação direta no comportamento pessoal e profissional. 
Com todo esse reboliço, o celular foi um dos mecanismos de maior destaque para o crescimento do consumo de equipamentos que fazem parte do mundo tecnológico, é possível  ter um acesso maior, levar o aprelho para todos os locais e a comodidade de caber na palma da mão, o que acaba sendo um diferencial para o seu sucesso.
 
Estudos do Centro de Tecnologia de Informação Aplicada (FGVcia) da Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas (FGV EAESP) revelam que há 424 milhões de dispositivos digitais - computador, notebook, tablet e smartphone - em uso no Brasil.
De acordo com os dados da pesquisa, hoje são vendidos quatro celulares por televisão e uma televisão por computador, tanto no Brasil, Estados Unidos e no mundo. “Através dos resultados divulgados, podemos observar que está cada vez mais evidente o processo de Transformação Digital das empresas e da sociedade.  A quantidade de computadores em uso no Brasil também nos traz um dimensionamento da importância da tecnologia”, revela Fernando Meirelles, coordenador do estudo.
Se atentarmos para os dados vamos perceber que no Brasil tem mais aparelhos celulares do que pessoas, sendo ao todo 234 milhões de celulares inteligentes (smartphones). Em média são dois celulares por habitantes.
 
Na sociedade moderna, o uso de tecnologias na vida das pessoas vem aumentando e com isso o elemento da praticidade se tornou cada vez mais presente. Pensando nisso, vários desenvolvedores criam aplicativos (apps) para organizar a vida do leitor e outros públicos-alvo. Mesmo preferindo livros físicos a livros digitais, a facilidade que os aplicativos dão aos indivíduos é incontestável na hora da organização: antes, duram e no pós-leitura.
Os criadores de tecnologias estão sempre inovando e reparando seus produtos para que sejam cada vez mais úteis e indispensáveis ao suprir as necessidades dos consumidores.

Os celulares na sua grande maioria já possuem aplicativos de leitura ou suporte de leitura para Ebooks nas suas configurações. Com intuíto de facilitar o dia-a-dia dos usuários, podemos citar alguns exemplos de programas gratuítos e de fácil acesso em diversas plataformas:


 
  • Goodreads: É um espaço para recomendação de leituras que reúne milhares de apaixonados pelo mundo. Confere a popularidade das obras, conhece seus autores e a opinião de outros leitores sobre eles. O mais legal é ter acesso aos comentários de pessoas com culturas e contextos totalmente diferentes do nosso, aqui no Brasil. A única restrição é a língua: para utilizar o conteúdo, é preciso ter um pouco de conhecimento do inglês.
 
​ 
  • ​ Cabeceira: Aplicativo funcional para deixar as leituras organizadas, tem um calculadora para observar seu ritmo de leitura, faz sugestões de títulos com base no seu perfil e ainda tem espaço para expressar suas opiniões.​

 
  • ​​Skoob: É uma comunidade para leitores. através dele é possível: organizar, separar e catalogar seus livros lidos, não lidos, quais títulos pretendem ler, fazer resenha e expressar a sua opinião, além de conhecer pessoas que  também gostam do mundo literário. Com esse programa se consegue trocar livros.
  • Bookly: É feito o monitoramento da leitura, segue a linha de um jogo onde a cada obstáculo aumenta o nível conforme o número de páginas lidas aumenta no perfil do usuário. Consegue-se fazer anotações, cronometrar a leitura e visualizar o desempenho por elementos gráficos. O lado negativo é que infelizmente não há versão em português.  



Com todas essas dicas de apps para você ver e conhecer está esperando o que para colocar a mão na massa e começar a organizar as suas leituras?

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »