26/06/2019 às 17h56min - Atualizada em 26/06/2019 às 17h56min

Zumbi Coreano atropela Renato Moicano em Greenville

Sem dar chances ao brasileiro, o lutador oriental acaba com a luta em menos de um minuto

Kaleb Gonçalves - Editado por Amanda Cruz
Chan-Sung faturou o prêmio de performance da noite. Foto: Divulgação/UFC

O UFC Fight Night 153, realizado no último sábado (22), em Greenville, Carolina do Sul, EUA, teve como luta principal, do brasileiro Renato “Moicano” Carneiro contra o sul-coreano Jung Chan-Sung, mais conhecido como Zumbi Coreano. E não deu tempo para se empolgar muito. Logo no começo do round, o coreano começou bem ligado, batendo forte e com precisão derrubou Moicano e o manteve no chão, aplicando socos até a luta ser interrompida pelo árbitro, com menos de um minuto, mais precisamente aos 58 segundos de combate.

Moicano que vinha se destacando e brigando na parte de cima da categoria, acumula sua segunda derrota seguida após ter perdido para José Aldo no Brasil em fevereiro deste ano. Já o lutador oriental, se recupera do revés sofrido no final de 2018. Em entrevista ainda no octógono, Jung Chan-Sung pediu que "o próximo adversário esteja no top 4 da categoria dos pesos-pena".

No Co-Main Event da noite, o jamaicano Randy “Rude Boy” Brown foi superior ao americano Bryan “Bam Bam” Barbarena. Com bons golpes na linha de cintura no primeiro round, joelhadas precisas no segundo e ganchos potentes nas costelas no terceiro, ele garantiu a vitória aos 2m54s de luta. Randy Brown que estava há quase um ano sem lutar - sua última apresentação havia sido em julho de 2018 - se recupera da derrota frente a Niko Price. Bryan Barbarena sofre o segundo revés consecutivo, depois de ter sido superado por Vicente Luque em fevereiro deste ano.

Curtinhas:
A noite não foi boa para o Brasil em Greenville. Todos os atletas nacionais perderam no último sábado (22). Além de Renato Moicano, Anderson “Berinja” dos Santos foi derrotado por decisão unânime dos juízes para Andre Ewell e Ariane Lipski foi superada, também por unanimidade por Molly McCann.

O UFC retorna em Minneapolis no próximo sábado (29), com um card que traz uma legião de brasileiros no octógono, sete no total. O destaque fica por conta da luta principal do evento, entre o camaronês Francis “The Predator” Ngannou e o brasileiro Júnior “Cigano” dos Santos. O vencedor desse embate é apontado por muitos como o próximo desafiante ao título da categoria dos pesos-pesados da organização.

UFC Fight Night 153
Greenville, Carolina do Sul (EUA)


CARD PRINCIPAL
Jung Chan-Sung venceu Renato Moicano por nocaute técnico aos 58s do 1º round
Randy Brown venceu Bryan Barberena por nocaute técnico aos 2m54s do 3º round
Andre Ewell venceu Anderson Berinja por decisão unânime (29-28, 29-28, 29-27)
Andrea Lee venceu Montana de la Rosa por decisão unânime (30-27, 30-27, 29-28)
Kevin Holland venceu Alessio Di Chirico por decisão unânime (triplo 29-28)

CARD PRELIMINAR
Dan Ige venceu Kevin Aguilar por decisão unânime (29-28, 29-28, 29-27)
Ashley Yoder venceu Syuri Kondo por decisão unânime (30-26, 30-25, 30-24)
Luis Pena venceu Matt Wiman por nocaute técnico aos 1m14s do 3º round
Jairzinho Rozenstruik venceu Allen Crowder por nocaute aos 9s do 1º round
Molly McCann venceu Ariane Lipski por decisão unânime (triplo 30-27)
Deron Winn venceu Eric Spicely por decisão unânime (triplo 29-28)


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »