18/10/2022 às 17h33min - Atualizada em 18/10/2022 às 17h03min

Israel: uma viagem exuberante

Yolanda Plutarco Machado - Editada por Victória Silva
Foto: Reprodução Google

Quem está se programando para ir a Israel, no Oriente Médio, é um destino surpreendente e agrada tanto a quem busca um roteiro religioso quanto os viajantes que desejam experiências culturais, históricas e gastronômicas.

Apesar da pequena dimensão territorial (em quatro horas de estrada será possível percorrê-lo de ponta a ponta), Israel oferece diversas paisagens naturais, museus, praias lindíssimas, sítios arqueológicos de grande importância e, claro, roteiros religiosos que são extremamente significativos para várias religiões. Israel vai muito além de Jerusalém e Tel Aviv.

Sendo assim, você encontrará diversas atrações como o Mar Morto, Cesareia Marítima, Rio Jordão, Deserto da Judeia, Galileia, além de vários outros destinos deste país que guarda uma riqueza cultural e histórica imensurável. Israel contém muitos atrativos e é um destino que poderíamos passar um mês sem repetir nenhum deles.

Via Sacra / Jerusalém


Esse é um dos principais motivos que leva tantos turistas a Israel, mesmo que não esteja em uma viagem religiosa. A Via Sacra, segundo a tradição cristã, marca o caminho percorrido por Jesus nos momentos que antecederam a sua morte. É um local de oração e devoção, mas também um dos mais lotados pontos turísticos de Israel. No trajeto, igrejas e locais sagrados se misturam a vendedores ambulantes e feiras livres.

Visite os locais sagrados de todas as religiões / Jerusalém 

Jerusalém é sede de locais sagrados para várias religiões, por isso, recebe o nome de Terra Santa. Em poucos metros de caminhada você poderá visitar o Santo Sepulcro (cristão), o Muro das Lamentações (judeu) e a Esplanada das Mesquitas (muçulmano). É um grande caldeirão repleto de fé e importância para muitos povos.

Percorra as ruínas de Massada / Deserto da Judeia 

O cenário de deserto parece não revelar nada além de grandes paredões rochosos em tons de bege e laranja. Mas é no topo de um deles que se esconde o maior segredo da região, a cidade de Massada. A subida em teleférico (ou a pé, para os mais resistentes) leva ao alto da antiga cidade construída em 30 a.C, onde estava um dos maiores palácios do Rei Herodes e onde viviam quase 1000 judeus.

Mar Morto / Deserto da Judeia 

 


Um dos pontos prediletos dos turistas que visitam Israel é o Mar Morto. A água está em um dos pontos mais baixos da terra (400 m abaixo do nível do mar), tem um dos maiores índices de salinidade do mundo e permite que os turistas se divirtam bastante. A água é terapêutica (com potencial de cicatrização) e você ainda poderá aproveitar para fazer um banho de lama negra. Muitos hotéis ao redor do Mar Morto oferecem piscinas com a água do local, onde também é possível boiar.

Batismo coletivo no Rio Jordão
 

Muitos viajantes que realizam a rota do turismo religioso em Israel passam pelos pontos de batismo no Rio Jordão, onde, segundo tradições cristãs, Jesus teria sido batizado. O local considerado ponto original do batismo de Jesus hoje está em território palestino e chama-se Qars AL - Yahud. Para facilitar o acesso de turistas, Israel desenvolveu um novo ponto no Rio Jordão para o ritual. Independente da religião, a visita é interessante, especialmente pela emoção do ritual no Rio Jordão.

Como chegar a Israel

 

Para chegar ao país não há nenhuma opção de voo direto saindo do Brasil. As rotas oferecidas por enquanto passam obrigatoriamente por uma escala ou conexão. O caminho mais comum é saindo do Brasil para a Europa, de onde há vários voos para Israel. O fuso horário em relação ao Brasil é de 6 horas e a principal porta de entrada para voos internacionais é o Aeroporto Internacional de Ben-Gurion (TLV), localizado na cidade de Lida, a apenas 20 km de Tel Aviv.

O tempo médio do percurso é de aproximadamente 16h. Outras opções são pela Emirates, via Dubai; Turkish Airlines, via Istambul; KLM, via Amsterdã; TAP, via Lisboa; Lufthansa, via Frankfurt; Air Europa e Iberia, via Madrid. As opções são muitas para quem fará escala na Europa.

Onde ficar em Israel

As regiões mais indicadas para hospedagem são Tel Aviv, com ampla oferta de bons hotéis e Jerusalém, um pouco mais cara e com hotéis menores, mas também recheada de opções. As duas cidades são os principais pontos de partida de tours. Caso deseje curtir outros locais, as regiões ao redor do Mar Morto e no balneário de Eilat oferecem muitas opções de hotéis e resorts. 

Referências:

GOMES, Patrícia Schussel. O que precisa saber antes da sua viagem para Israel. Dicas de Viagem, 2022. Disponível em: <https://www.dicasdeviagem.com/tudo-que-voce-precisa-saber-antes-da-sua-viagem-para-israel/>
Acesso em: 18 de outubro de 2022.

RENNE, Monique. 45 dicas para a sua primeira viagem a Israel!. Mellhores Destinos, 2021. Disponível em: <https://www.melhoresdestinos.com.br/dicas-viagem-israel.html>. 
Acesso em: 18 de outubro de 2022.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »