04/11/2022 às 22h29min - Atualizada em 04/11/2022 às 20h39min

Após conquistas, celebrações e vaias, Piqué anuncia aposentadoria

O zagueiro de 35 anos se despede dos gramados após 15 temporadas com a camisa do Barcelona

Flávio Lucas - labdicasjornalismo.com
O zagueiro acumula passagens memoráveis pelo clube catalão (Imagem: FC Barcelona / Divulgação)

A aposentadoria dos gramados chega para todos e com Gerard Piqué não foi diferente. O anúncio veio por meio de um vídeo postado nas redes sociais do jogador e pegou o universo do futebol de surpresa. A última partida pelo Barcelona será neste sábado (5), às 17 horas, no Camp Nou, diante do Almería.

 

O vídeo pode ser conferido na íntegra clicando aqui.

 

Em 1987, nascia na cidade de Barcelona, em uma família muito culé, Gerard Piqué Bernabéu. Um garoto que não sonhava em ser jogador de futebol, mas em ser jogador do Barcelona. E assim, com percalços ao longo do caminho, o sonho se realizou. Começou nas categorias de base do clube dos seus sonhos, mas não seguiu por lá. 

 

Sua estreia profissional foi pelo Manchester United em 2004. Pelo clube inglês conquistou quatro títulos, incluindo uma Champions League. Durante sua passagem em Manchester, foi emprestado ao Zaragoza por uma temporada (2006/2007).

 

Por ironia do destino, sua primeira Champions League foi conquistada justamente fora do clube de seus sonhos, mas na temporada seguinte isso mudaria. Sua curta passagem em Manchester (23 jogos) e a passagem de temporada única no Zaragoza garantiram que o Barcelona olhasse mais uma vez para aquele garoto que não sonhava em ser jogador.

 

Quatro anos depois de se afastar do seu sonho, Gerard retornou para o time da Catalunha. Dessa vez para ficar e o impacto foi imediato. Logo na primeira temporada (2008/2009) conquistou La Liga, Copa do Rei e Champions League. O ano de 2009 foi mágico, não só para Piqué, mas para todo o time do Barcelona. Além dos títulos já citados, o clube conquistou a Supercopa da UEFA, Supercopa da Espanha e o Mundial de Clubes.

 

Gerard esteve presente nos melhores momentos do Barcelona. E nos piores também. Foi um rosto marcante em todos esses momentos, viajando do céu ao inferno com o clube. Viajando da Champions para a Europa League e tantos outros momentos de alegria e tristeza. 

 

Ele chegou na temporada 2008/2009 e conquistou seis títulos no mesmo ano. Dez anos depois, foi eliminado pelo Liverpool de virada em Anfield. Conquistou a tríplice coroa em 2015 no Barcelona de Luis Enrique e do Trio MSN. Em 2020 esteve presente na goleada histórica sofrida pelo time, no fatídico 8x2 diante do Bayern

 

Naquele momento, Piqué, como um devoto culé, foi o primeiro a dar às caras após o jogo e declarou que iria sangrar se precisasse. E com tempo, sangrou. O anúncio da aposentadoria pegou todos de surpresa, mas não era tão inesperado.

 

Nos últimos momentos da atual temporada Piqué chegou a ser a quinta opção do Barcelona. Péssimas atuações, mal estado físico e falhas individuais fizeram Gerard ser vaiado. Vaiado pela torcida que ele tanto ama e agora está incluso nela.

 

Mais que tudo, o vídeo postado pelo zagueiro é emocionante. Tão emocionante quanto a carreira de Piqué no futebol. Era apenas um garoto que sonhava em ser jogador do Barcelona e conquistou trinta troféus no clube. Era apenas um zagueiro espanhol que conquistou a Europa e o Mundo.

 

Em toda a sua carreira profissional 36 títulos foram conquistados: 1x Premier League, 1x Copa da Liga Inglesa, 1x Supercopa da Inglaterra, 8x La Liga, 7x Copa do Rei, 6x Supercopa da Espanha, 4x Champions League, 3x Supercopa da UEFA, 3x Mundial de Clubes, 1x Copa do Mundo e 1x Eurocopa

 

Piqué é um daqueles jogadores que não será lembrado apenas como jogador. Fora dos gramados ele também era um empresário. Inclusive se envolveu em polêmicas por causa disso, que transitaram uma linha cinza no que se espera de um jogador.

 

Ele é presidente da Kosmos, um fundo de investimentos que possui os direitos de transmissão da Supercopa da Espanha, que Piqué já disputou. E o atleta é dono do CF Andorra, clube da terceira divisão espanhola, um possível adversário do Barcelona na Copa do Rei. Não há nada explicitamente errado nisso, mas causa estranhamento quando se observa de fora.

 

Daquele Barcelona histórico de 2009, apenas Sergio Busquets segue jogando no clube. Gerard Piqué é mais um que encerra seu ciclo e se despede do clube sabendo que seu nome está gravado no mais alto patamar da história do Barcelona. O nome de um garoto que não sonhava em ser jogador de futebol, mas ser jogador do Barcelona.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »