20/11/2022 às 17h25min - Atualizada em 20/11/2022 às 14h10min

Equador vence Catar na estreia da Copa

Enner Valencia foi o autor dos dois gols em partida marcada por checagem demorada do VAR e poucas chances de gol

Tiago Silva - labdicasjornalismo.com
Enner Valencia comemora um dos gols marcados contra o Catar. Fonte: Goal.com/Getty Images
Quatro anos e meio após o bicampeonato da França, em Moscou, a Copa do Mundo pousou em terras árabes, no Catar. E na partida de estreia, no estádio Al Bayt, em Al Khor, o Equador venceu a seleção anfitriã por 2 a 0, com ambos os gols marcados pelo atacante Enner Valencia. É a primeira vez que um país sede é derrotado em sua estreia, o quebra  um histórico de 92 anos de vitórias e empates dos mandantes em aberturas do torneio.

Em campo, foi um jogo aquém do esperado principalmente na arbitragem, cujo  Daniele Orsato foi  o primeiro italiano a apitar uma estreia de Copa do mundo. Apesar do sistema de impedimento semiautomático, nas duas análises do VAR, a equipe de checagem demorou mais de dois minutos para invalidar e validar os gols, respectivamente. 

A seleção equatoriana dominou e impôs mais o jogo, com uma marcação ofensiva que rendeu muitos roubos de bola e chances de gol disperdiçadas. O nome do jogo, Enner Valencia, com os dois gols marcados,  tornou-se o único a ter mais gols que jogos em Copas do mundo  até agora -- são cinco em quatro partidas que disputou. Além disso, ele se tornou o 11º jogador a marcar dois gols em uma partida de estreia do Mundial de seleções, além de igualar ao italiano Angelo Schiavio (1934) na mesma quantidade de gols no primeiro tempo.

Já o Catar sucumbiu à pressão de sua primeira partida na competição e ao poderio ofensivo equatoriano. Errou muitos passes na defesa e no meio campo, gastou possibilidades de criar jogadas. Isso só melhorou na segunda metade do segundo tempo, apesar de não render  perigo ao gol adversário. Dessa forma, o time apresentou um jogo muito diferente do que mostrava desde a Copa da Ásia de 2019, em que foi campeã pela primeira vez.

1º TEMPO

Nos primeiros toques na bola, o Catar arriscou uma jogada alta para o ataque e isso foi o mais próximo que chegaram nesta etapa. Já a La Tri aproveitou os erros de passe e domínio dos marrons para costruir seus primeiros ataques.

Aos três minutos, numa falha coletiva da defesa catarense, Félix Torres deu um passe de voleio para Enner Valencia cabecear e marcar o que seria o primeiro gol de Equador e o primeiro da Copa do Mundo de 2022. Seria, pois o VAR anulou a conversão por conta de um impedimento de Michael Estrada, que estava em posição irregular e tocou na bola antes da assistência do camisa dois.

Dez minutos depois, Valencia sofreu pênalti  após o goleiro Saad Al Sheeb o derrubar dentro da área. Na cobrança, ele cobrou do lado contrário do goleiro dos marrons e abriu oficialmente o placar.

Os erros dos cataris seguiram, e o Equador manteve a postura ofensiva para amplicar o placar: aos 19 minutos, Estupiñán cruzou pela esquerda e Estrada cabeceou por cima do gol. Apesar do impedimento marcado, o posicionamento de Al Sheeb deixou muitas brechas para um possível gol.

O segundo gol equatoriano saiu aos 31 minutos, novamente com Enner Valência, de cabeça, com construção de jogada de Moisés Caicedo e cruzamento de Preciado pela direita.

A única chance de gol que o Catar teve na primeira etapa foi no último minutos dos acréscimos, quando Pedro Ró-Ró cruzou pela direita e Almoez Ali cabeceou mal e para fora.

2º TEMPO

A seleção anfitriã manteve o perfil acuado e repleto de erros no começo da segunda etapa. Porém, a melhora do time em campo foi gradual e necessária para para chegar a novas chances de gol, mesmo que os chutes não fossem em direção à meta do goleiro Hernán Galíndez. A posse de bola se tornou mais equilibrada e o jogo ficou mais tranquilo. Mas apesar disso, cada equipe finalizou mais três vezes, sendo uma para gol do Equador.

Romario Ibarra recebeu um passe pelo meio aos nove minutos. Na finalização, Al Sheeb espalmou para fora.

Já aos 16 minutos, Pedro Ró-Ró cabeceou na grande área e a bola passou perto do gol. Com 29 minutos e com parte da torcida local abandonando o estádio, foi a vez de Akram Afif finalizar e, de fora da área, viu a bola passar por cima da meta.

A última jogada de perigo do Equador saiu aos 33 minutos, quando Jeremy Sarmiento aproveitou o desvio da defesa catarense e, de primeira, chutou por cima do gol. O impedimento foi marcado segundos depois.

PRÓXIMOS JOGOS

O Catar, com a pressão de ter que ganhar para se manter vivo no grupo, enfrentará Senegal na segunda rodada da Copa do Mundo. A partida acontecerá no próximo dia 25, às 10h (horário de Brasília), no estádio Al Thumama. Já o Equador enfrentará a Holanda no mesmo dia, às 13h, no Estádio Internacional Khalifa, com a missão surpreender e garantir a classificação para as oitavas de final.





 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »