22/11/2022 às 15h07min - Atualizada em 22/11/2022 às 14h23min

My Mind and Me: Selena Gomez fala sobre saúde mental e os desafios da fama

Documentário acompanha os últimos seis anos da carreira e vida pessoal de uma das cantoras e atrizes mais consolidadas no cenário mundial.

Giuliane Fagundes - Revisado por Flavia Sousa
A última turnê de Selena foi realizada há seis anos. (Foto: Reprodução/Divulgação/Apple TV+)

O documentário ‘My mind and me’, lançado em 3  novembro, mostra os momentos conflitantes de Selena Gomez durante sua última turnê, a batalha contra o lúpus, a descoberta e o diagnóstico de bipolaridade, assim como os desafios da fama e dos rumores incentivados pela mídia. Em cenas conflitantes e sensíveis, ela decide mostrar uma face vulnerável que vai além dos holofotes, falando abertamente sobre saúde mental, futuro e vida privada. 

 

Selena Gomez iniciou a carreira aos sete anos no seriado ‘Barney’, mas foi apenas aos quinze anos, em 2007, que o papel como Alex Russo no seriado do Disney Channel ‘Os Feiticeiros de Waverly Place’, a levou para o estrelato. Assim como seus colegas de canal, Selena aproximou a música da atuação e o primeiro disco de estúdio, ‘Kiss and Tell’ foi lançado em 2009 ao lado da banda The Scene. O sucesso do seriado juvenil tornou-se mundial e ela estampava as capas de revistas adolescentes e conquistava o público jovem, porém, com quase vinte anos, Selena decidiu que estava na hora de deixar a Disney e investir em novos caminhos, tentando deixar para trás a imagem adolescente e infantil que já não fazia mais parte de sua vida.

 

Em 2011, Selena viu o interesse do público e da mídia ir além da carreira e focar em sua vida pessoal, quando ela e Justin Bieber, cantor que na época havia recentemente se tornado um fenômeno mundial na música, assumiram um relacionamento amoroso em frente às câmeras. As atenções se voltaram para o jovem e famoso casal, assim como o assédio e ódio do público que não aceitava a relação, fazendo com que a pressão sobre os dois crescesse a cada segundo. Após a exposição do término com Bieber em 2013, a cantora lançou o primeiro álbum solo ‘Stars Dance’, em que suas canções levavam temas mais ousados e adultos em comparação aos discos anteriores, logo, decidiu realizar a sua primeira turnê mundial com início em agosto do mesmo ano, mas foi interrompida em dezembro devido a sua descoberta do Lúpus, doença autoimune que ataca o sistema imunológico. 

 

Uma nova era

 

Lançado em 2015, o álbum "Revival" foi responsável pelo retorno de Selena à música após dois anos de seu afastamento. As canções imponderadas chamaram a atenção do público na época e o álbum foi um sucesso instantâneo, o que fez Selena voltar aos palcos. As primeiras cenas do documentário mostram a artista em 2016, em preparação e ensaios para o início da turnê Revival. Enquanto demonstrava confiança nas apresentações, Selena não demonstrava sentir o peso das comparações feitas pela mídia e o público, mas sem as câmeras e os flashes, as inseguranças e a pressão sobre si a abalavam. 

 
Trailer oficial do documentário 'My Mind and Me'. (Reprodução: YouTube/ Apple TV)

 

Focada em se desvincular da imagem infantil, a nova era musical e os novos visuais traziam sensualidade e confiança, com bodys e roupas que mostravam mais de sua pele, no entanto, nos bastidores, ela ainda se enxergava no espelho como a adolescente da Disney de alguns anos atrás. Além das inseguranças com o próprio corpo, Selena lidava com o assédio da mídia sobre o seu relacionamento de idas e vindas com Justin Bieber, em que não importasse o que estivesse realizando em sua carreira, qualquer realização em sua carreira sempre estaria atrelada a um homem. 

 

As cenas da turnê mostram aos fãs e admiradores uma vulnerabilidade desconhecida pelos mesmos. Selena tentava forçar uma imagem badalada, de festas e felicidade, enquanto a realidade era distinta e ela sofria com a pressão, deteriorando sua saúde mental e física, o que logo a fez entrar em colapso e novamente cancelar mais uma de suas turnês.

 

Desafios da fama

 

Inicialmente o documentário tinha o objetivo de mostrar os bastidores e momentos da turnê, no entanto, a cantora decidiu pelo retorno das gravações em 2019, em que apesar de não haver cenas, os anos anteriores são abordados por Selena, família e amigas. Ao contrário das especulações sobre o documentário, ele não aborda com clareza as polêmicas envolvendo a vida amorosa da artista, adotando um tom mais intimista que mergulha no cotidiano e na intensidade dos seus sentimentos.

 

Selena teve um surto psicótico, chegando a ter pensamento suicidas e foi internada em uma clínica psiquiátrica para tratar de sua saúde mental e lidar com o diagnóstico de bipolaridade. Ela ainda teve de lidar com os danos físicos que o lúpus ocasionou, quando em 2017, teve de realizar um transplante de rim por consequência da doença. 

 

O documentário retorna às gravações em um momento em que Selena se sente mais estável em sua vida e psicologicamente, em que é sincera com o público sobre os problemas que tem enfrentado nos últimos anos. Prestes a lançar o novo álbum ‘Rare’ e retomar a carreira musical, ela tem de lidar com a volta aos holofotes e a exposição, porém, apesar de se sentir mais preparada, enfrentar o constante assédio da mídia em sua vida se torna cada vez mais difícil. Selena cresceu em meio às câmeras, mas com o passar dos anos, a fama se tornou um desafio para si, o que a fez se afastar das redes sociais e desejar a privacidade em diversos âmbitos de sua vida. Apesar do talento na atuação e música, a filantropia se tornou uma das ações mais importantes para ela e parte do público que a acompanha acredita que em alguns anos, Selena tornará sua vida cada vez mais privada, deixando de lado a música e a atuação, para dedicar-se às ações em prol de causas que acredita. 

 

 

Lyric video da canção 'My Mind & Me' lançada junto ao documentário. (Reprodução: YouTube)
 


Leia mais em: A evolução de Selena Gomez em Revelación


A obra se destaca pela importância na abordagem da saúde mental e na desmistificação de uma artista para um ser humano comum, deixando o glamour e o sucesso de lado, mostrando as nuances e a realidade de uma mulher de trinta anos que batalha para manter-se forte e ajudar através de sua experiência e vulnerabilidade aqueles que necessitam ouvir a batalha constante entre sua mente e si.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »