24/09/2019 às 18h57min - Atualizada em 24/09/2019 às 18h57min

Com fé, Corinthians busca virada histórica na Sul-Americana

Pressionada, equipe de Fabio Carille precisa, ao menos, devolver a derrota de 2 a 0 para o Del Valle

Paulo Octávio - Editado por Amanda Cruz
Pedrinho comemora classificação contra Fluminense. Foto: Alexandre Durão/Globo Esporte

No final do jogo entre Corinthians e Del Valle, na última quarta-feira (18), a comentarista da rádio Energia 97, Leticia Beppler, pedia para "o torcedor orar independente de sua religião". O Timão vai precisar, e muito, da fé de sua torcida apaixonada. Isso porque para chegar à final da Sul-Americana, o Alvinegro terá que conquistar inúmeros feitos inéditos.

Em 17 anos de torneio, nunca uma equipe visitante superou uma desvantagem de dois gols no jogo de ida. Nesta temporada, o clube equatoriano não tomou gol em casa no campeonato. E de 27 jogos fora de casa, em quatro oportunidades o Timão bateu adversários por mais de dois tentos em 2019. A partida desta quarta-feira (25) começa às 21h30 (horário de Brasília) e será exibida apenas na plataforma Danz e nas emissoras de rádio de São Paulo. A Redetv vai mostrar o VT após o fim do jogo sem horário definido -- pois há possibilidade de pênaltis.

CORINTHIANS

Na entrevista coletiva após a derrota para o Del Valle, o técnico Fabio Carille disse que faltou maturidade para os jovens atacantes. A declaração não foi bem vista porque o time adversário tem uma média de idade menor que a do Corinthians. Carille explicou no sábado e rebateu afirmações de que as críticas não foram bem interpretadas pelos jogadores. "Nosso time precisa ser cascudo em alguns jogos. É a minha sinceridade. Se caísse mal perante ao grupo acha que iam correr hoje como correram?", explicou na coletiva. A torcida está descontente porque entende que o treinador é 'retranqueiro'. O presidente Andres Sanchez descartou boatos de que ele teria uma rusga com o técnico. "Se eu não estivesse contente, o Carille tinha saído", afirmou em entrevista ao Sportv.

O time não está confirmado, mas é certo que Ralf entra no lugar de Gabriel, que foi suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Danilo Avelar, recuperado de dores musculares, pode voltar a equipe. Mas, Sornoza, equatoriano, bom na bola parada, tem mais chances de atuar como titular.  Ramiro pode ganhar uma vaga no lugar de Júnior Urso. O Timão está invicto fora de casa na Sul-Americana. Longe de Itaquera, o clube venceu Deportivo Lara e Montevideo Wanderers. E empatou com Racing e Fluminense.

Provável escalação: Cássio; Fagner, Manoel, Gil e Avelar; Ralf, Pedrinho, Júnior Urso, Sornoza (Mateus Vital) e Clayson; e Vagner Love. Técnico: Fábio Carille.

INDEPENDIENTE DEL VALLE

Exterminador de argentinos em mata-mata, Del Valle já despachou um brasileiro. Em 2016, na Libertadores, o Atlético mineiro venceu os equatorianos em casa, mas foi derrotado, em Quito, por 3 a 2. Nesta Sul-Americana, fora de casa o clube tem três derrotas (Union Santa Fé, Universidad Catolica, Independiente), um empate (Caracas) e apenas uma vitória, justamente a contra o Corinthians. Já em seus domínios, o time tem 100% de aproveitamento, fez dez gols e não levou nenhum. E conseguiu o feito que o Timão deseja: após perder para o argentino Santa Fé, por 2 a 0, devolveu o placar e avançou nos pênaltis. 

Provável escalação: Jorge Pinos; Fernando Leon, Richard Schunke, Landazuri e Segovia; Franco, Pelerano, Dajome e Efren Mera; Jhon Sanchez e Gabriel Torres. Técnico: Miguel Ángel Ramírez.

HISTÓRICO DE CONFRONTOS

Essa é a primeira vez que Corinthians e Del Valle se enfrentam em jogos oficiais. O histórico joga a favor do clube mosqueteiro. O Alvinegro venceu oito jogos dos 13 que fez contra equatorianos; todos por dois gols ou mais de diferença. O time teve quatro derrotas (três no Equador e uma em São Paulo) e um empate. 

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »