26/09/2019 às 00h01min - Atualizada em 26/09/2019 às 00h01min

Falhas individuais derrubam Corinthians na Sul-Americana

Aos 46 do segundo tempo, Cássio falhou e estragou reação Alvinegra minutos após o 2 a 1

Paulo Octávio - Editado por Amanda Cruz
Sánchez celebra o primeiro gol. Foto: Franklin Jacome/Getty Images
Não faltou fé para o Corinthians. Mas faltou sorte. A equipe esteve duas vezes à frente no placar. Após o 2 a 1, teve 15 minutos para fazer o terceiro gol e conseguir a vaga para a final da Sul-Americana. Mas duas falhas defensivas atrapalharam o clube. Depois do gol de Clayson, Cássio comprometeu em chute de Cabeza. Antes, o carrinho mal feito de Manoel na intermediária deixou Sánchez na cara do gol para fazer o primeiro. Com isso, o Del Valle conquistou o empate em 2 a 2 e, assim, vai para finalíssima do torneio. Será a segunda vez em quatro anos que os equatorianos decidem em um campeonato continental -- em 2016 perderam a final da Libertadores para o Atlético Nacional. Los Rayado esperam o vencedor do jogo entre Colón (ARG) e Atlético Mineiro na primeira decisão em jogo único da história. Se o Galo não passar no jogo desta quinta (26), será a nona vez em 18 anos que nenhum time brasileiro estará na fase derradeira da disputa sul-americana.

 
1º TEMPO

A postura do Corinthians no começo do jogo assustou o torcedor. O time ficou atrás esperando o Del Valle -- talvez por receio de levar contra-ataque ou para se poupar da altitude de Quito. Mas aos poucos o clube foi se soltando. Aos 12, Ramiro acionou Sornoza, que passou para Pedrinho. O jovem bateu de fora e levou perigo. Os equatorianos responderam aos 14, quando Dájome perdeu grande chance. Aos 25, o Timão continuou em cima. Sornoza cobrou a falta, Avelar tocou de cabeça para defesa de manchete de Pinos. Love teve chance, mas perdeu no rebote. Três minutos depois saiu o gol. Ralf roubou a bola na intermediária e serviu Pedrinho, que puxou contra-ataque. Love recebeu, chutou cruzado, e Boselli de pé direito mandou para rede. E aos 39, Sánchez tentou o empate, cabeceou forte, mas Cássio fez milagre. No final, o clube Mosqueteiro teve sequência de dois lances perigosos: Love fez linda jogada individual e acertou a trave. Depois, Pedrinho cruzou e Love quase acertou. Assim, o Corinthians foi para o intervalo em vantagem e em bom momento emocional.

2º TEMPO

A etapa final começou com mesmo panorama do início do jogo com ambas equipes se poupando. Aos 11, Torres recebeu de Franco e bateu de chapa para fora. No minuto seguinte, Dájome passou por Avelar e mandou por cima do gol. O clube paulista produzia, mas não marcava. Assim, aos 22, um deslize de Manoel comprometeu o clube. O zagueiro errou o carrinho, Sánchez recuperou, ficou cara a cara com Cássio e empatou o jogo. O gol esfriou a partida. E aos 36, Avelar foi calçado por Sánchez, caiu na área e reclamou de pênalti. O lance foi para o VAR e o árbitro chileno Piero Gomez deu a penalidade. Clayson, que entrou no lugar de Ramiro, foi para bola e chutou no canto esquerdo do goleiro Pinos. Mas, aos 44 veio o empate e o balde de água fria. Mera cruzou, e Cabeza bateu de primeira. O goleiro Cássio chegou atrasado e aceitou. Após gol de igualdade, Fagner deu um carrinho no Cabeza e o clima esquentou, porém não houve briga.

PRÓXIMOS CONFRONTOS

Eliminado na Sul-Americana, Corinthians volta suas atenções para o Campeonato Brasileiro. No domingo (29) pega o Vasco, em Itaquera, às 11h (horário de Brasília). Já o Del Valle encara na final o vencedor do embate entre Colón e Atlético Mineiro. A decisão será no dia 9 de novembro (sábado), às 17h30 (horário de Brasília), em Assunção, no Paraguai.

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »